Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

NicholasPufal

Membros
  • Total de itens

    1.213
  • Registrou-se em

  • Última visita

Tudo que NicholasPufal postou

  1. Valeu franz! Muito boa explicação. Ah, um link interessante que achei também sobre o assunto é este: http://www-ee.eng.hawaii.edu/~tep/EE150/book/chap14/subsection2.1.1.8.html Tem até um desenho ilustrando o que acontece quando invocamos uma função no main(), e depois retornamos (return) algo com ela. Eu há tempos ouvia heap/stack (nas aulas de stanford ele falava seguido isso), mas nunca compreendia. Muito bom mesmo
  2. franz, aproveitando o tópico do colega. O conceito de heap e stack é bem novo pra mim. No caso do C, eu sei que via de regra tudo que é declarado com malloc fica no heap, enquanto que variáveis locais, declaradas dentro do escopo de alguma função, são armazenadas no stack. Por ex (retirado do Stack Overflow): int* x[10]; int i; for(i = 0; i < 10; ++i) x[i] = malloc(sizeof(int)*10); Neste caso eu tenho declarado um vetor de 10 posições e um inteiro no stack. Enquanto o endereço gerado pelo meu malloc, ficará no heap. Se eu trabalhar deste jeito, armazenando valores nos endereços gerados pelo malloc, eles ficarão todos no heap. Ou seja, o meu stack neste caso é que faz menção de onde eles estão no heap, servindo como uma ponte para eu chegar lá (através dos ponteiros). É isso? E caso sim, é esse o raciocínio por trás dos tipos em Objective-C? Ter uma série de ponteiros em stack, que apontam para o conteúdo que de fato se encontra no heap (tais como instâncias de objetos)?
  3. Já falaram tudo, mas só para complementar que C é a linguagem mais importante de todas. Pode parecer tosco um programa que só rode no terminal no início, mas a base que C vai te dar serve tanto para iPhone/iPad (Objective-C), como para PHP, Ruby, Java, C#... C é a base de tudo. E se tu realmente quer programar para iOS, estuda a fundo C. Obj-C não requer muito conhecimento de ponteiros para vc fazer bastante coisa, mas mesmo assim eu acho interessante estudar isso, pois todos os tipos (NSString, NSArray, etc) são trabalhados como ponteiros. Aliás, toda instância com que vc trabalha, acaba não sendo realmente "concreta": você trabalha com um ponteiro que aponta para a instância. Ex: Fraction *myFraction = [[Fraction alloc] init]; [myFraction someMethod]; Na segunda linha, ao invés de estar me referindo a instância de fato (como em Java), eu estou passando um ponteiro que aponta para a instância, e em seguida mandando a mensagem someMethod. A sintaxe também é bem diferente, minimalista, assim como em Smalltalk. Mas eu não acho interessante aprender Objective-C de cara. Aliás, eu acho muito ruim. Pega bem C, aprende o que muitos não aprendem de C (ou seja, vai a fundo, não fica na superfície) e também aprende muito bem orientação à objetos, pois Objective-C é cheio de design patterns (modelos de se resolver "x" problema em software), e para entender a aplicação de muita coisa, só tendo um sólido conhecimento em OO mesmo.
  4. Eu achei bem fraco o Lion. Gostei de algumas coisas sim, principalmente o Versions também, mas tendo em vista que não sei como esse update vai ser "recebido" pelo meu SL - do jeito que está agora, funcionando - não sei se vou comprar. Vou deixar o pessoal instalar e ver como fica isso. Mas vantagem mesmo, não tem. Launchpad eu nem uso. Uso o Alfred sempre. O legal é só o Exposé remodelado e o Versions. Mail eu queria antes, mas agora já gosto tanto da interface on-line do Gmail, que não penso nisso não.
  5. Quando os notebooks baixaram de valor, eu nunca mais usei nada disso. Aqui em casa nós tínhamos alguns no-breaks para os equipamentos, porque moro na região metropolitana de Porto Alegre e falta luz direto. Se o tempo tá feio, eu simplesmente desligo tudo da tomada. Fico utilizando o notebook numa boa e sem necessidade de nada mais... Aqui em casa já caíram 4 raios. 1 deles não tínhamos para-raio, e perdemos muita coisa... reboco de diversas paredes foi pelos ares, foi realmente feia a coisa. Hoje em dia não vejo sentido nem para no-break (só quem tem desktops, lógico) nem para estabilizador. Aliás, mesmo computador de mesa (para mim, opinião pessoal, vendo o meu lado apenas) não serve mais. Fui tentado a comprar um iMac, mas com o preço baixo de monitores bons externos e a portabilidade dos notebooks, não vejo mais sentido também.
  6. Qual medo de vcs com endereço? Eu tenho um endereço americano lá - que não é o da Apple. Procurando no Google + Google Maps + site dos correios americanos, vocês conseguem achar um endereço completo e válido, junto com um telefone. O meu medo mesmo é meu IP. Aí sim caracteriza fraude. Mas eu compro tudo certinho, e já gastei algumas centenas de dólares lá... eles não vão querer me perder... Os únicos apps que eu baixo da brasileira são os de banco. Só. Idem. E a resposta essa é padrão, não adianta ficar feliz não --- Ah ,e também tem outra: dá para gravar o Lion em DVD, conforme já foi mostrado aqui no MM. Então na pior hipótese do mundo, eu usaria o DVD.
  7. Uma dúvida: quando vcs falam em downgrade, não daria para simplesmente antes de instalar o iOS 5 fazer um backup completo do sistema com o iOS 4.3.3, e caso der algum pau (como o do colega com a qualidade do áudio) simplesmente fazer restore através do backup feito? Não rola? Eu não entendi pq comentaram sobre baixar o iOS 4.3.3 para fazer downgrade. No caso vc não tinha tal backup, é isso? Edit: Desculpa, a pergunta última foi direcionada ao Fábio Dias
  8. Teoricamente, vai ser através de uma partição recovery que o Lion tem. Mas pelos comentários do pessoal não tá funcionando isso muito bem não... Lógico que para ter a partição do Lion, tem que primeiro instalar ele... Então acho que a primeira das primeiras instalações, vai ter que ser um update mesmo
  9. Bom, vou explicar o que eu entendo: Free: memória livre. Não atrelada a nada. Disponível para qualquer coisa. Wired: dados que não podem sair da RAM. Ou seja, se o sistema ficar sem memória disponível, estes dados não irão pro SWAP - precisam ficar na RAM. Active: depende diretamente da quantidade de programas abertos neste exato momento. A informação aqui é "fresca". Inactive: quando se fecha um programa, o seu conteúdo (variáveis, objetos, etc) fica armazenado aqui. Para o caso de vc querer abrir ele novamente, a inicialização é muito mais rápida. Used: Wired + Active + Inactive Quanto ao restante, vamos por partes. Aliás, é assim que a memória funciona. Ele é dividida em partes, que são chamadas de "pages". Cada vez que um aplicativo precisa de uma informação que está na memória, ele chama a "page" onde aquele dado está. No caso desse aplicativo requisitar uma informação que se encontra na memória, o teu page in aumenta. Caso contrário, a informação estará no HDD (SWAP) e precisará voltar para a RAM, aí então é computado o page out. Por isso que 0 de SWAP = 0 de page out Page ins/out são cumulativos. O SWAP eu acredito que seja cumulativo também, mas não tenho certeza. O que eu percebo aqui é que, depois de dias a fio com ele no sleep, o meu FREE cai horrores (já chegou em 600MB, por aí), e aí o SWAP é constantemente utilizado. O número começa a incrementar muito freqüentemente. E não adianta fechar tudo - a memória simplesmente "não volta". Por isso que eu recomendo reiniciarem o Mac, de tempos em tempos. Eu não sei o que ocorre exatamente, mas parece que ele n devolve mais o que deveria.
  10. O Trillian aqui ferra com a minha lista. Entrei pelo Trillian = algum (ns) contato (s) é (são) bloqueado (s) É bem fácil de verificar isso. Basta entrar no Trillian, e depois deslogar e entrar no cliente oficial (Messenger). Ao acessar lá nas preferências o campo de privacidade, aqui SEMPRE alguém é bloqueado "magicamente". Depois que descobri isso, nunca mais usei ele. Com o Adium isso acontecia. Mas com a versão 1.4.2b2 tá excepcionalmente bom. A fora que resolveram os problemas que muita gente tinha com ele logando/deslogando ao usar uma conta do MSN.
  11. Opa, reparador? Eu nunca usei o Lion. Quer dizer que ele cria uma partição assim? Então ta aí a resposta mesmo.
  12. Queria saber como vai ser quando precisar formatar. Instalar o SL e baixar novamente o Lion da loja? Seria muito tosco. Deve ter uma outra maneira. Talvez fique instalado lá em um canto do HDD, ou então de para colocar em uma mídia tipo um DVD.
  13. Eu não escutei direito quando ele mostra o estilo "touch" e depois o estilo "convencional". A UI para quando se for usar em notebook ou desktop não é a mesma do Windows 7? Ou eu perdi algo? A interface "touch" eu achei bem pensada, mas depois ele mostrou uma UI com a cara do Windows 7, e disse que podia usar uma versão híbrida, colocando lado-a-lado as duas coisas (ele demonstra o Windows Explorer nessa hora). Não prestei muita atenção no áudio, mas da maneira que entendi, é como se uma coisa fosse o Front Row (uma outra interface, feita mais focando em dispositivos que suportem touch), e a outra sim fosse o estilo que estamos acostumados no Windows 7 para trabalhar. Entendi tudo errado ou é isso mesmo? Se for isso, eu achei interessante só para quem tem um computador - tipo aqueles da HP - que são touch. Ou talvez para rodar em uma tablet. Não consigo imaginar a interface que ele apresentou por primeiro em um computador convencional. Ia ser um desastre.
  14. Não precisa desligar não. A Apple tem um artigo sobre isso na página dela. Colocar em Sleep só não é recomendado quando você vai ficar dias sem usar o aparelho. Até por razões óbvias, como a bateria ir pro saco. Mas é interessante reiniciar o sistema de X em X tempo. Depois de muitos testes aqui, vi que o Mac OS demora para liberar da memória programas que já foram fechados há bastante tempo. A explicação para isso, é que caso você abra eles novamente, a inicialização é bem mais rápida. Quanto mais memória você tiver, mais o Mac vai utilizar para esse tipo de coisa. Até aí tudo bem. O problema é que já cheguei aqui - com os 8GB de RAM que tenho - ao ponto do Mac começar a usar o SWAP por conta desse comportamento. Não precisa entender o que é SWAP, mas sim que ele é bem mais lento na hora de trafegar dados, e você sente isso. Por isso que recomendo reiniciar o sistema. A freqüência depende do que cada um usa. Aqui uso muito para softwares pesados, e com isso prefiro reiniciar de 5 em 5 dias, pois é nesse período que já vejo que o meu SWAP começa a ser utilizado. Muita gente bate pé e diz que Mac não precisa ser reiniciado nunca. Mas eu nunca vi nenhum desses argumentar de forma mais técnica. Não entra nessa onda não.
  15. Não era pra mim, e conforme eu tinha dito, era apenas pro basicão mesmo! Sem necessidade do poder de processamento e afins de um iPhone 4. Valeu pessoal. Eu acabei pegando o Defy. O iPhone 3GS tem processador de 600MHz, e lendo as specs perdia na câmera, wi-fi (não tem padrão n, apenas a/g), etc. Confesso que até eu gostei do aparelho - nunca tinha usado nada com Android antes. A interface é mais poluída que o iPhone sim, mas ele é bem responsivo com o processador de 800MHz e saiu de graça. A integração do Gmail, Contacts e Calendar é um doce né, por ser da Google. Bem legal. Para a finalidade que vão usar aqui, tá excelente.
  16. Aqui em casa estão com alguns bons pontos na VIVO, mas nao estão afim de investir (lê-se abrir a carteira) por um smartphone. Pensei no 3GS, mas ele ja ta bem velhinho... ja fazem o que? 2 anos e meio? O processador é bem mais lento que do IPhone 4. Com isso, como nunca usei um, fiquei com medo de ter muito delay no tempo de resposta da abertura dos menus, Apps, etc. A idéia nao é usar muita coisa nao, apenas o básico como ligações, emails, internet, calendário. Vale ainda? Ele é bem responsivo para digitar um número e ligar, coisas assim? Ou melhor pegar um Motorola DEFY da vida? (testei um hoje e achei bem bom para necessidades daqui) abraços
  17. Mas é confirmado que vai sair Segunda? Por mais que eu queira, eu acredito que não. O Steve provavelmente vai falar um monte dele, exemplificar o uso do sistema e informar "e vocês vão ter tudo isso disponível via App Store a partir de XX/XX". Geralmente é assim. Talvez até possa ser na mesma semana, mas algo tipo Quarta por exemplo. No mesmo dia acho difícil.
  18. Mesmo com tudo isso, pelo que já li, acredito que não seja possível deixar um monitor externo exatamente do jeito que a imagem fica em um Mac. Se realmente dá para alcançar isso, eu também tenho interesse em saber. Outra coisa: IPS muda de fato a qualidade da imagem? A definição, por exemplo? Sempre achei que o IPS servia apenas para ver uma imagem perfeitamente em ângulos de visão difíceis, e não apenas de frente. Abraços
  19. Esse conceito de nuvem tá muito errado. Pra começo de história nuvem tem ligação direta com escalabilidade. Os servidores da Google, por exemplo, estão em nuvem. Esses sim são um exemplo de nuvem (cloud computing). Se um dos milhares de computadores pifar, nenhum dado é perdido. Agora o simples fato de deixar dados em um servidor, e ter gadgets e notebooks sincronizando por meio deste server, nunca foi nem nunca será nuvem. Isso é algo que existe desde sempre. O fato de sincronizar não significa conceito de nuvem. Infelizmente o termo se popularizou de forma errada. Tirando esse parênteses, acho que estão complicando. Os apps já estão nos servidores da Apple, na loja. Para tornar possível tal sincronização, bastaria a Apple (que já sabe quais apps você comprou) tornar possível fora do iTunes você sincronizar com o servidor dela. Pronto. O lance é que fica independente do iTunes, como é agora. Você baixa o app no iPhone, e chegando em casa ele já tá no iTunes - sem vc precisar sincronizar. Afinal, o servidor da Apple já sabe de tudo. O mesmo valeria para um app que rode no iPhone e iPad - não precisa passar pelo iTunes mais. Fica sendo opcional. Lembram como foi com a Mac App Store né? Todo mundo (eu inclusive) ficou encabeçando que daria problema com "versões genéricas" de programas. No final das contas ta aí ela, funcionando em paralelo com desenvolvedores que preferem comercializar por fora dela.
  20. Na AOS só vale a pena comprar se for parcelado. Quer parcelar em 12x sem juros, beleza. Só existe essa vantagem. A FastShop não é boa para quem quer parcelar. Mas mesmo assim, eu tb n vejo vantagem na AOS. Melhor ir em uma FNAC da vida então, e pegar o produto pelo mesmo preço (caro) mas ao vivo.
  21. Eu gosto da DELL, mas infelizmente aqui no Brasil o suporte é terrível. 1 mês atrás eu tava com a mesma dúvida que você, e acabei comprando esse meu da LG da assinatura. Paguei R$ 540,00 na FastShop, porque pedi desconto ao comprar outros itens. 21", LED e resolução Full HD (1920x1080). As cores são excelentes, mas uma coisa eu te aviso: a intensidade das cores (calibração) de todas as telas da Apple é diferente. A Apple puxa por cores muito mais vivas. Já vi muito designer reclamar disso, porque por conta dessa diferença absurda, as vezes um gráfico se demonstra bem diferente em outros computadores. Se você quer algo igual, só comprando um Cinema Display. Na minha humilde opinião, não vale a pena gastar R$ 1000,00+ em uma tela (até 23") que nunca vai ser igual à um Cinema Display. Você compra algo muito bom por menos de R$900,00 tranqüilamente. Eu tinha orçado um foda da Dell, 23", por R$ 750,00. Mas ia ter que vir dos EUA, e eu não tinha saco para esperar 20 dias para isso. Aí fui na FastShop e comprei esse da LG. De maneira alguma usa VGA. A qualidade tende ao tosco, e já está defasado em aparelhos mais modernos. Prefira DVI ou HDMI. HDMI serve para passar áudio junto (nos modelos de MBP 2010 para cima). Eu não preciso de áudio, então uso DVI, e fica perfeito.
  22. É estágio para qual área? Na área de TI nunca vi fazerem provas desse tipo para um estágio, fiquei curioso agora Quanto à questão, você tá certo. Se não dizia no enunciado, o cara tá errado. Ou então deveria aceitar as 2 respostas, pois está passível de diferentes pontos de vista. Eu colocaria 4 na hora da prova, mesmo sendo a mais óbvia, mas a resposta de vocês tem mais sentido. Na verdade poderia ser tanto 4, 24 ou 48 nessas alturas... Tudo por que a questão tá muito ampla. Edit: pensando aqui, por um acaso não tinha um não no enunciado? Do tipo "Qual resposta não é a correta"? Faria mais sentido.
  23. Memória não faria diferença nenhuma no contexto dele, se ele tivesse uma Intel HD. Pode por 16GB que não vai mudar nada. Vai ficar a mesma porcaria. Ele precisa é de um processador gráfico potente. A Intel HD não foi feita para jogos. Ela pode até rodar mal e porcamente alguma coisa, ou um jogo de 6 anos atrás... Ela foi feita para ter um processador gráfico que comporte legal ver filmes em alta definição, suporte monitores externos com resoluções mais robustas (acima de Full HD até) e ofereça um básico para edição de vídeos (apesar de que edição de vídeos usa muito mesmo é o processador). Agora, se posso dar minha opinião: comprar um MBP de 2009 só por que jogos são um "must", é jogar dinheiro fora. Essa GeForce 9600 GT não é a que vinha no modelo junto com um processador Intel Core 2 Duo? Core 2 Duo já come muita poeira. Mesmo se você for comparar um Core i5 dos MBP de 2010, com os Core i5 que vem nos MBP desse ano, já tem uma boa diferença em performance (esses agora são Sandy Bridge). E tudo isso por conta da placa de vídeo que é melhor? Olha, se realmente é necessário jogar no MBP, eu juntaria mais grana e compraria um de 15 de 2010. Eu tinha um de 15 2010 e a placa de vídeo era excelente. Ou então pega um de 2011 mesmo, que o preço baixou comprando aqui pelo pessoal do fórum (novo). Não te esquece que o notebook é um conjunto. Você tá tendencioso a comprar um de 2009 por conta da placa de vídeo... Isso é um componente só. O conjunto dele não presta mais.
  24. O título do tópico é "o que você cria", mas... http://www.youtube.com/watch?v=H0Yr5_BljKY
  25. Depois desse tópico acho que quem ia se aventurar, largou mão da idéia hehe Mas também tenho interesse, caso alguém aí tenha se aventurado. Se a Apple tá trabalhando em um fix para os MBP 2011, significa que é problema de software, logo é bem provável que o Lion (sendo ele lançado na WWDC ou alguma semana depois) resolva isso também. Vamos aguardar. A WWDC é daqui a 1 semana e pouco. Falta bem pouco
×
×
  • Criar Novo...