Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

renatobispo

Membros
  • Total de itens

    81
  • Registrou-se em

  • Última visita


Histórico de Reputação

  1. Upvote
    renatobispo recebeu reputação de Carlos Eduardo - SP em Matéria UOL - Saiba quanto custa trazer legalmente o novo iPad para o Brasil   
    Saiba quanto custa trazer legalmente o novo iPad para o Brasil
    Guilherme Tagiaroli
    Do UOL, em São Paulo
    O iPad vai começar a ser vendido nos Estados Unidos e em mais nove países nesta sexta-feira (16). E com o grande fluxo de brasileiros na terra do tio Sam, a tendência é que muitos tragam em suas malas de viagem pedidos de encomenda do novo iPad, apresentado pela Apple na semana passada. O processo para entrar com um iPad no país legalmente pode custar até R$ 370 de impostos para o viajante, pois a maioria dos modelos ultrapassa a cota de US$ 500 estabelecida pelo governo brasileiro (veja detalhes dos cálculos clicando aqui).
    A versão do novo iPad com o maior valor de imposto (a taxa é R$ 370) é de 64 GB com 4G e Wi-Fi, que nos Estados Unidos custa US$ 829. A Apple ainda não divulgou o preço do tablet no Brasil nem a data de lançamento. Porém, caso a empresa use a lógica de preços dos Estados Unidos (o novo iPad passou a ter o preço do antigo e o antigo teve uma redução), mesmo pagando imposto, o aparelho valerá a pena. Segundo a simulação do UOL, trazer legalizado o modelo mais caro do iPad custará R$ 2.012,13. O iPad 2 mais caro no Brasil custava R$ 2.569 -- com o lançamento do novo iPad, a Apple baixou o preço do modelo anterior.
    Como funciona a taxação
    A Receita Federal estabelece que o excedente da cota de US$ 500 receberá uma taxação de 50%. Exemplo: Uma pessoa comprou um produto que custa US$ 600, incluindo impostos do país de origem. Neste caso, o excedente é US$ 100. Em seguida, será feito o cálculo de 50% de US$ 100, que é US$ 50.
    Será gerado um Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), que basicamente é um boleto da Receita, com o valor de US$ 50 convertido para real de acordo com a cotação do dia.
    As informações sobre tributação utilizadas pela Receita podem ser encontradas neste link, acessando a opção Tributação de Bagagem > 3.1 Como é a tributação da bagagem?
    O único modelo que pode ser trazido sem pagar imposto (considerando que o único bem que o viajante trouxer do exterior é o tablet) é o iPad 2 de 16 GB e apenas com conexão Wi-Fi. Com o lançamento do novo iPad, a Apple baixou o preço do iPad 2 nos Estados Unidos e a opção mais barata passou a custar US$ 399. Considerando o acréscimo de 10%* sobre o valor, ele passaria a custar US$ 438,90 (veja o quadro ao lado para entender como funciona a taxação de importados).
    Mesmo com o acréscimo da capa imantada da Apple (chamada Smartcover), o iPad 2 com a capa (a mais simples custa US$ 39) não será tributado. Neste caso, o cálculo fica da seguinte forma: US$ 399 + US$ 39 = US$ 438. Após isso, deve-se acrescentar o imposto da localidade, no caso, US$ 43,80. Ao todo, ficará US$ 481,80 – abaixo da cota de US$ 500.
    Em todos os outros modelos, só o valor do tablet ultrapassa a cota estabelecida pela Receita Federal. Veja abaixo uma tabela que simula quanto o usuário pagará de impostos para trazer um iPad 2 ou alguma unidade do novo iPad (que não vai conseguir conectar-se a redes de internet 4G, pois este tipo de rede ainda não está disponível no Brasil).
    Tabela mostra cálculo de preços para trazer iPad legalmente para o Brasil:

    *Valor arredondado de taxas cobradas nos Estados Unidos. Cada Estado tem uma taxa diferente sobre determinados produtos, algumas, inclusive, menores que 10%.
    ** Cotação considerada para a simulação: US$ 1 = R$ 1,80.
  2. Upvote
    renatobispo recebeu reputação de XisPê em Classificados e Compra Individual   
    É, esse negócio de dar um sinal é golpe na maioria das vezes. Quando a pessoa quer vender ele entrega e recebe na hora ou utiliza um dos meios e pagamento online.
×
×
  • Criar Novo...