Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Amiko

Membros
  • Total de itens

    60
  • Registrou-se em

  • Última visita

Sobre Amiko

  • Rank
    Já me considero um membro do MM Fórum.
  1. Ainda estou vendendo. Tenho alguns fones novos, na caixa, com conexão P2 e lightning. Se alguém se interessar...
  2. Amiko

    [DESABAFO]

    O meu MBP é de 128gb e tem se mostrado suficiente, jamais ultrapassei os 80gb. Mas é meu computador de trabalho... De qualquer forma, velocidade importa mais que capacidade. Melhor comprar 128 de SSD de alta qualidade e usar had externo para as trequeiras do que ter um hdd ou híbrido de 1tb. Quer ler meu desabafo? Um fórum de Mac em que é praticamente impossível postar via Safari do iPad.
  3. Amiko

    Imac - usado ou novo?

    iMac com hdd vai ser ridiculamente lento.
  4. Amiko

    Macmini

    Com SSD qualquer deles é uma boa opção. Eu ficaria com o 2012 pela possibilidade de colocar mais RAM. Sem SSD qualquer deles será lento, não vai te proporcionar aquela experiência de uso suave.
  5. Eu tenho um iMac com SSD nativo e estou bastante satisfeito, mas lendo estas mensagens fico estupefato. Máquinas de 2017, na faixa de VINTE MIL REAIS, que não executam satisfatoriamente uma tarefa simples como abrir planilhas. Se o mercado fosse racional a Apple estaria em apuros. Muito marketing pra pouco produto...
  6. Amiko

    i7 quad + num Mac mini

    Sim, não eram pra ser computadores de ponta, mas acabaram que fazem um ótimo trabalho.
  7. Amiko

    i7 quad + num Mac mini

    O server (i7 quad core) saiu de linha em 2014, com o lançamento do atual Mac Mini (o atual pode ser configurado com i7, mas é dual core). Você teria que comprar usado. https://everymac.com/systems/apple/mac_mini/specs/mac-mini-core-i7-2.3-late-2012-server-specs.html As diferenças podem ser muitas, depende do computador com qual você está comparando. Na minha opinião, os atuais Mini (2014) são piores do que os imediatamente anteriores (2012), provavelmente porque a Apple percebeu que eles eram bom demais, concorriam com iMac, especialmente quando atualizados com SSD. Tive um Mac Mini, modelo de entrada, atualizado com SSD e 16gb de ram. Hoje tenho um iMac 2017 top de linha, i7, 1tb SSD, 16gb de ram. Posso te afirmar que a diferença de desempenho, para o meu uso, é muito pequena.
  8. Atualmente, certificado digital é o que existe de mais enjoado na informática. Faz-me lembrar daquelas placas de som lá de 1998 para as quais você não encontrava driver... Muito instável. Pára de funcionar do nada. Às vezes você tem que ter tudo atualizado, enquanto outras vezes você tem que manter os softwares, especialmente os navegadores, em versão mais antiga. E você só descobre isso na tentativa e erro, depois de perder muito tempo. Se você ainda insere outro complicador (MacOS), é receita certa para gastar horas e horas a cada temporada tentando fazer o sistema funcionar a contento. Solução mais simples (a qual adotei após muita dor de cabeça): instalar o Windows numa máquina virtual. Não é a ideal, mas para quem realmente precisa de usar certificado digital no dia a dia, acho que mais cedo ou mais tarde a pessoa vai se render a essa solução.
  9. Amiko

    i7 quad + num Mac mini

    Tudo é possível, mas muita coisa não é viável. Não mexa com isso não. Se for indispensável, procure por um Mac Mini Server, que já tem este processador.
  10. Amiko

    iMac no avião

    Sei que o tópico é antigo, mas vou postar minha experiência aqui para eventualmente ajudar os colegas. Em dezembro de 2017, voltei dos EUA para o Brasil, depois de passar um tempo morando lá. Trouxe meu iMac 27" na caixa original, enrolada em plástico bolha de qualidade e, como última camada, papelão. Tudo isso dentro de uma bolsa de sacoleira. O iMac chegou perfeito e já está em uso. A Receita não foi problema, porque, em razão da minha situação, ele era enquadrado como bem isento de imposto de importação. Algumas conclusões pessoais: 1 - O que mais protege o iMac é a caixa original e seus suportes de isopor, que não permitem que ele chacoalhe lá dentro. Não se desfaça dela e prefira não trazer o iMac jogado dentro de uma mala, ainda que enrolado em alguma coisa; 2 - O ideal seria a caixa enrolada em plástico bolha e dentro de uma mala rígida. Porém, foi impossível encontrar mala grande o suficiente, talvez porque a própria caixa do iMac já exceda as dimensões máximas impostas pelas companhias aéreas. Por que fazer uma mala que, teoricamente, não pode ser transportada como bagagem? Além da bolsa que usei (que, acredite, também foi muito difícil de encontrar), algo que vi depois e me pareceu ser mais resistente foi aqueles bagageiros de teto de carro, mas feitos de lona. 3 - Evidentemente os carregadores não terão muito cuidado, então facilite o trabalho deles. Além das alças da bolsa, eu passei três daquelas fitas, a fim de a bagagem ter vários pontos de "pega". 4 - Deixe o volume o mais leve possível, porque quanto mais pesado mais difícil para eles carregarem e mais provável de quebrar algo, até pela inércia ou choque. Traga apenas o computador: eu tirei até o teclado, cabos, trackpad etc. 5 - Algumas companhias aéreas não transportam computadores como bagagem despachada, a exemplo da Delta, e a própria caixa já excede o limite de tamanho de qualquer companhia. Eu voava Delta e resolvi arriscar, deu certo. Não me perguntaram o que era nem implicaram com o tamanho excedente. 6 - Contratei o AppleCare+ que protege também contra danos acidentais, na esperança de que funcionasse no Brasil acaso precisasse dele. 7 - Eu não tinha opção de enviar por transportadora - o que certamente seria minha preferência -, porque, em razão dos regulamentos da Receita, a isenção tributária da qual eu gozava era apenas para "bagagem acompanhada". Se chegasse por "UPS", seria tributado normalmente. Se pra você for opção usar transportadora, use! Por fim, é claro que trazer um iMac 27" envolve uma série de riscos. A companhia pode não aceitar (tamanho e por ser computador), pode estragar o computador, a bagagem pode ser furtada/extraviada etc. Mas eu não tinha uma alternativa razoável... Não é opção vender lá fora e comprar outro aqui. Configurado como eu configurei, o iMac aqui beira os trinta mil. Surreal. Boa sorte para quem for enfrentar essa aventura!
  11. Eu comprei na Amazon nos Estados Unidos https://www.amazon.com/CHOETECH-T513-3-Coils-Charging-Wireless/dp/B00JAWDDL2 Se estiver no Brasil, é capaz de você encontrar vendedor do eBay que envia para fora dos EUA.
  12. Eu comprei o T513 da Choetech e o da Belkin, este último vendido pela Apple. O primeiro me custou 15 dólares e, o segundo, 59. Posso garantir que o da Choetech é superior. Não consigo perceber diferença na velocidade de carregamento entre eles, em que pese teoricamente o "fast charge" de 7.5w funcionar apenas no modelo do Belkin. A grande diferença é que que o T513 tem três núcleos, então você pode posicionar o celular praticamente de qualquer maneira, simplesmente deixa o celular sobre ele. O da Belkin tem apenas um, então você sempre tem o trabalho de posicionar corretamente o celular sobre ele e verificar se realmente está carregando. Ambos funcionam com o celular com cases finas, tipo a de couro ou silicone da Apple, e esquentam muito pouco o celular. Os dois carregam numa velocidade razoável, semelhante ao carregador original do iPhone (5w), mas sensivelmente inferior ao do iPad (10 ou 12w) ou similar. Para um comparativo completo sobre a velocidade, veja https://www.macrumors.com/guide/iphone-x-fast-charging-speeds-compared/ Acabei comprando mais 3 unidades do T513. O carregamento sem fio me parecia ser um recurso bobo, mas estou adorando. É bastante prático para deixar na mesa de trabalho ou no escritório e mesmo no carro.
  13. Há alguns anos eu concordaria com o UnderEu. Hoje, há sistemas Wi-Fi que te entregam com estabilidade toda a velocidade da sua internet. Comprei o eero 2nd generation (uma base mais duas estações) para meu pai e ele bate os 100 mb/s do link de internet em qualquer ponto do apartamento (2 andares, 320 m^2, construção antiga). Acho que quem não precisa transferir grandes arquivos pela rede finalmente está livre dos cabos, embora essa solução ainda seja, de longe, a mais barata.
×
×
  • Criar Novo...