Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Alan Leitão

Membros
  • Total de itens

    992
  • Registrou-se em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    9

Tudo que Alan Leitão postou

  1. dá uma olhada em www.macsales.com Eles tem kits de upgrade de SSD para MacBooks Pro Retina com SSD PCIe.
  2. Vamos assumir, como estudo de caso, o exemplo de um computador que vem com fonte de 60W e vai usar uma fonte de 85W. A potência da fonte é a capacidade máxima de trabalho dela. Se uma fonte é de 85W isso quer dizer que ela pode fornecer até 85W de potência para trabalho. O computador tem uma necessidade energética que é calculada com todos os componentes em pleno uso. A tensão de energia que é fornecida deve ser sempre constante e não pode variar. Então se ela fornece tensão de 19V (estou assumindo que essa informação está correta para efeitos de cálculo, mas nunca li sobre quanto de tensão os MacBooks necessitam/foram projetados), deve ter essa tensão todo o tempo. Variações de tensão são exatamente o que causa queima de componentes. O que varia é a corrente, medida em amperes, de acordo com a necessidade do sistema. Uma fonte de 60W fornece até 3,15A (a plena carga) e uma fonte de 85W fornece até 4,5A (a plena carga) aproximadamente. A fórmula é: Potência (em Watts - W) é o produto da tensão (em Volts - V) pela corrente (Amperes - A). Não acredito que as fontes sejam projetadas para o limite de consumo do computador porque toda vez que o sistema atingisse a plena carga isso faria a fonte entrar no limite de sua operação, o que não é desejável nunca porque diminuiria sua vida útil assombrosamente. O que vai acontecer se usar uma fonte original de potência maior pode variar de acordo com o projeto, mas são apenas duas vertentes: 1- Vai fornecer sempre 19V e fornecer o consumo de corrente necessário para o sistema, que não deveria chegar a 3,15A, agindo como a fonte original e os tempos de carga da bateria seriam iguais aos da fonte original (tempo este que pode variar com o uso do computador - no caso de uso pleno do computador demoraria mais para carregar porque ele estaria consumindo mais corrente (mais amperes), diminuindo a quantidade de amperes enviados para a bateria). 2- Vai fornecer sempre 19V e, caso o computador permita (através do gerenciador de energia dele), fornecer algo próximo de 4,5A de energia, diminuindo o tempo de carga da bateria e nesse caso mesmo em plena carga (o computador precisa de algo próximo de 3,15A) ele carregaria a bateria mais rápido do que a fonte original. No caso 1 a fonte trabalharia com uma folga maior. No caso 2 ela operaria da mesma forma do que em um computador que vem com esse modelo de fonte de 85W (e que tem necessidade energética maior do que o do exemplo), diminuindo o tempo necessário para a carga da bateria mesmo a plena carga do computador. Ambos os casos são possíveis e perfeitamente funcionais porém o tempo de carga da bateria pode implicar em sua vida útil portanto acredito que a Apple adote o caso 1 como padrão nos seus sistemas para garantir a boa saúde das baterias dos notes em caso de necessidade de substituição da fonte original por uma mais potente.
  3. Opa, beleza! Vamos aguardar os resultados!
  4. Verdade. Ato falho. Mas a explicação vale!
  5. O Yosemite verifica, na inicialização, se kexts chave do sistema estão integras para evitar que programas maliciosos as modifiquem e carreguem códigos no sistema sem a permissão/conhecimento do usuário. Como o patch que ativa o TRIM em SSDs não originais modifica uma dessas kexts, caso esse serviço não seja desligado o sistema não inicia corretamente. É um recurso novo do SO e não existia até o Mavericks isso quer dizer que é uma camada de proteção nova. Se você usava programas de fontes confiáveis antes do Yosemite e não pretende mudar esse comportamento, não há com o que se preocupar.
  6. Concordo com o Maddo que pelo que você descreve pode ser um problema de hardware e que por uma coincidência aconteceu após a sua atualização. São eventos correlacionados porém não casuais, mas como não dá para duvidar de nada nessa vital indústria, sugeri a instalação de uma versão diferente do sistema (que era usada antes) só para ter certeza de que essa variável não está alterando a amostra.
  7. A performance da linhar Air é mais baixa porque as CPUs deles são voltadas para baixo consumo de energia e baixa dissipação de calor. Para tarefas normais do dia-a-dia ele atende super bem, mas na hora de editar um vídeo a máquina vai sentar. Até mesmo os Pro sem GPU dedicada sentam dependendo da quantidade de efeitos quando se edita um vídeo.
  8. Alan Leitão

    Upgrade Macbook Pro 13

    Se a grana permitir, além dos 16 GB de RAM, vá de SSD e data doubler para colocar um HDD no lugar do SuperDrive e monte um Fusion Drive que fica show!
  9. Porque não tenta fazer uma partição e instalar o Mavericks nessa partição para ver como o sistema se comporta?
  10. Para editar fotos e vídeos a tela retina será o ideal porque além da qualidade melhor também é possível configurar para mostrar mais espaço. Eu iria de retina.
  11. Dá uma olhada nos kits de upgrade da OWC em www.macsales.com
  12. O que você descreveu é o "wear leveling" que não grava uma célula do SSD antes de todas as outras serem usadas, garantindo que todas tem a mesma quantidade de usos ao longo da vida útil do SSD. O TRIM tem a função de apagar as células do SSD de dados que não serão mais usados (apagados pelo usuário) para que no momento da gravação a célula já esteja livre, aumentando a taxa de escrita. As descrições mais simples para cada um dos recursos, em português, que encontrei estão aqui (TRIM) e aqui (Wear Leveling).
  13. Rapaz, testei em 3 macs diferentes e tudo normal. Tenta ativar o player HTML5 do youtube em http://www.youtube.com/html5. Depois fala como ficou.
  14. Esse comportamento foi inesperado. Aqui só não atualizou no Yosemite.
  15. Já sim, mas convertendo ele para o formato nativo do iTunes usando o handbrake. Funcionou bem legal. Já em MKV rodando pelo VLC engasgou um pouco. Mas não acredito que o problema seja por causa da quantidade de frames do vídeo, mas sim pela bitrate dele. No MKV o vídeo tinha taxa de 145 Mbps, já no iTunes, depois de convertido, ele ficou próximo ao Bluray com 30 Mbps. Vou testar esse mesmo vídeo com taxa de 145 Mbps para ver se engasga pelo iTunes no AirPlay.
  16. Rapaz, não entendi bem sua dúvida. Pode explicar de outra forma?
  17. Rapaz, vejo isso acontecer desde que sou usuário de mac. Não é um problema do sistema em si. Na verdade é um recurso. Os arquivos dos programas que estão rodando, mesmo quando os programas são fechados, podem continuar em uso pelo sistema durante algum tempo. Caso o sistema seja encerrado ou reiniciado com eles em uso, a cópia anterior dos arquivos é colocada na lixeira para recuperação. Essa recuperação funciona para que, em caso de kernel panic, falta de energia ou desligamento forçado, você possa voltar para o arquivo original (última versão salva automaticamente pelo programa ou pelo OS X) antes do problema acontecer. Nos softwares Microsoft isso acontece muito com arquivos temporários usados por serviços que permanecem rodando em segundo plano, principalmente os do Office (devido ao serviço de reminder do Outlook) e por algum motivo o OS X e o serviço não se falam muito bem, fazendo o sistema entender que o reinício ou desligamento pode ter danificado os arquivos que ainda estavam em uso. Como são temporários, nada a se preocupar. É só limpar a lixeira quando acontecer.
  18. Dá um exemplo de site que ocorre o problema para testar aqui se acontece o mesmo.
  19. rodr1guh, dá uma olhada nesse tópico porque aqui tem um companheiro forista com o mesmo problema que você e, ao que parece, o problema dele foi solucionado gratuitamente com a troca da logic board, portanto há sim um recall porque a Apple não trocaria a placa gratuitamente só por altruísmo.
  20. Concordo com o amigo forista acima. Se está disposto a pagar 5K em upgrade e 1K no computador, pega esses 6 e compra logo um zero!
  21. Rapaz, o seu notebook tem capacidade para muito mais do que 15 Mbps de taxa de transmissão. O "tênico" tentou foi te enrolar. Ligue para a operadora e cobre os 35 Mbps contratados!
  22. Na minha casa, um Apple TV, um Time Capsule de quarta geração e o Mac da assinatura, tudo funciona lindamente.
  23. Rapaz, fique tranquilo. Se a instalação correu normalmente até o final sem nenhuma mensagem de erro o seu sistema está OK.
  24. Também reparei isso. Na minha máquina anterior, que veio com o Lion, quanto atualizei para o Mountain Lion a partição de Recovery foi atualizada e o mesmo do Mountain Lion para o Mavericks. Na minha máquina atual, que veio com o Mavericks eu atualizei para o Yosemite e a partição de Recovery continuou no Mavericks. Como tenho acesso à máquina anterior (ficou com a minha irmã), fiz o upgrade do Mavericks para o Yosemite e a partição de Recovery também permaneceu no Mavericks. Acho que é algum bug do instalador porque há relatos de pessoas que instalaram o Yosemite via pendrive e apagaram o computador inteiro e nesse caso a partição de Recovery criada foi do Yosemite.
×
×
  • Criar Novo...