Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Léo Design

Membros
  • Total de itens

    2
  • Registrou-se em

  • Última visita

Sobre Léo Design

  • Rank
    Estou chegando agora...
  1. Ok (eu resumi um pouco, se não se importa), então vamos admitir que o Nano é pra ficar só no básico. Perfeito. Mas não dava pra fazer isso com o formato anterior - que aliás era bem mais prático? Olha, juro que quando vi aqueles rumores todos do novo conector menor, na hora imaginei que era por causa do Nano, pra ter a mesma comunicação que os outros só que naquele formato diminuto. Jurei. A única coisa que ele teve de melhor que os anteriores é o blue tooth. E o pedômetro integrado, e botôes de volume grandes. Mas para por aí. Pra vídeo não consigo evitar de achar que é uma solução meia-boca - pois tem a tela é minúscula, tem pouca memória pra guardar vídeo (você tem que escolher entre suas músicas ou seus vídeos), e nem câmera tem mais, como seu antecessor de 5ª geração. Obviamente não é a melhor nem a mais adequada solução pra isso. E por ser maior, o clipe também já era. Pra fazer esporte com ele, vai ter que segurar na mão. Suando. Novamente, (posso estar errado, mas...) me parece uma implementação meia-boca. Mas o pior mesmo que eu achei foi o design: Sempre vi a Apple como aquela que faz brilhantemente o que as outras tentam e fracassam (ou continuam fazendo porcaria). Ela não "copia", ela "aperfeiçoa". Quem "imita" são os outros - e geralmente de maneira porca. Recentemente surgiu o Lumia - que ouso dizer que até cheguei a achá-lo mais bonito que o iPhone, e desejei que tivesse sido a Apple que tivesse feito aquele design. Até lamentei não poder trocar, porque por baixo do capô o que roda é Windows Phone (que até simpatizei bastante com a interface Metro, mas não basta pra compensar todas as desvantagens que traria junto). Então de repente a Apple vai lá e "copia" seu design? (tá na cara que foi copiado, nem adianta tentar disfarçar!) Tudo bem, eu até a perdoaria, se ela tivesse feito isso BEM FEITO, como tudo o que costuma fazer. Só que do jeito que apareceu, ficou bem mais FEIO do que o original (quem diria, um dia dizer que o concorrente é original). Pra não dizer que é o mesmo, tirou a curvinha dos cantos, que era justamente o charme. Do nada mudou os ícones (que sempre foram quadrados) pra redondos, só pra dizer que é diferente da Metro, toda quadradinha. E a tampinha que era preta (fazendo a tela parecer maior, outro charme), fizeram branca, só pra diferenciar também. Todas solução de pirata. Disfarces fraquinhos, usados pra tentar "não dar muito na vista" - inutilmente, claro. Justo tu, Apple? Fiquei desapontado.
  2. Bem, passado um dia da apresentação, deu pra considerar um pouco mais sobre este novo Nano - que aliás foi a única surpresa pra todo mundo, pois enquanto todos estavam antenados em [TODAS as] peças vazadas do iPhone, ninguém previu nem antecipou nada do que viria em relação a esses novos iPods - especialmente o Nano. Mas agora que toda a euforia de sua revelação já passou, fiquei aqui imaginando... PRA QUÊ eu vou querer um Nano agora? Ele está tão parecido com o Touch, que parece até saído daqueles rumores furados sobre um "iPhone Nano", com sua tela touch menorzinha e tamanho mais compacto. Ora, então por que não pegar um Touch logo de uma vez? Pelo menos já é completo. Esse aí me parece mais um "Touch meia-boca". Que tipo de apps vão rodar nele? Pela minha experiência, eu sei que o desenvolvimento para um iPod cessa assim que chega a nova geração. Ainda tenho meu Nano 5-G, e acho que ainda há espaço para melhorias que poderiam fazer, outras que precisavam mesmo. Mas por que a Apple moveria um músculo para implementa-las? Pra ela já é um produto morto, e qualquer coisa nova que você possa pedir ela até faz, mas para a próxima geração - e aí basta você comprar um novo. Tem a questão do design. Ele tá mesmo muito parecido com o Lumia. Acho que eles fizeram a tampa da cor branca pra não ficar parecido demais, se fosse preta (só que assim ao invés de ficar bonito, acabou ficando feio). E os ícones redondos, pra diferenciar da interface Metro, que é toda "quadrada". Eu cheguei a "quase" querer um Lumia por causa de seu design, confesso que até senti inveja. Cheguei a pensar que tinha ficado até mais bonito do que o iPhone. Até a interface Metro era bonita. Mas aí fui ver o jeito como a Microsoft está gerenciando o desenvolvimento dessa coisa, e fiquei com pena dos pobres usuários que estão sendo lesados pelo abandono a que estão sendo submetidos (mesmo que sequer saibam disso). Mas por uma questão de coerência, até: se eu não vou ficar com uma cópia capenga (Samsung Galaxy e outras tentativas), quando é bem melhor ter o original que funciona direito (iPhone)... então por que vou pegar um iPod Nano? Pra matar aquela vontade frustrada de ter um Lumia? Ou por causa do rádio? Ou por causa do pedômetro Nike? (que aliás dá pra comprar separado e usar com o Touch). Talvez eles quisessem voltar ao velho formato compridinho, tipo "chiclete", das gerações anteriores, e que tinha muita gente que gostava e sentia falta. Mas acontece que essa quadradinha também agradou muito - inclusive podendo ser usada como relógio, ou como clipe (a compridinha não tem onde prender, então acaba ficando meio desajeitada). Se quiseram agradar aos órfãos do modelo esticado, acabou deixando órfãos os do modelo "reloginho". Quem sabe era justamente para diferenciar do Shuffle? É, porque tava muuuuito parecido. Só que fugindo da semelhança com um, acabou criando semelhança com outro. Só que sem as vantagens dele. Em minha opinião, a Apple errou.
×
×
  • Criar Novo...