Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Everson Siqueira

Membros
  • Total de itens

    4
  • Registrou-se em

  • Última visita

Sobre Everson Siqueira

  • Rank
    Estou chegando agora...
  1. Há mais de 15 anos tenho minha vida digital - todo meu trabalho está no computador, além de minhas fotos e música. Mantenho também um portfólio completo de trabalhos anteriores: pra mim é muito importante ter tudo a mão, sempre comigo. Cada perfil de profissional tem demandas de espaço diferentes: programador costuma seu um dos mais econômicos (pois a maior parte do seu trabalho é código em texto) - já um artista/designer gráfico, web-designer, músico ou fotógrafo tem necessidades muito maiores. Tenho arquivos de projetos de interface que ocupam mais de 100 Megas, se você é precavido e vai guardando diferentes arquivos com a evolução daquele único arquivo, rapidamente tem 2 Gigas de um único 'projetinho'. Ainda utilizo um MacBook White (2009) mas que agora tem um SSD de 500 GB + 640 GB de HD Magnético (instalado no lugar do drive de DVD que quase nunca utilizava). Um HD Externo é usado de "Time Machine" para ter Backups automáticos de tudo sem dor de cabeça e sem ter que parar pra pensar. Meu próximo Mac será um MacBook Pro (sem ser retina) justamente para que no futuro eu possa continuar trocando os discos por unidades maiores. No meu caso não é exagero: gosto da conveniência de ter tudo à mão, e é a garantia de que os dados estão pelo menos em 2 lugares: no notebook e no backup do TimeMachine. E os projetos em andamento ainda vão pro DropBox.
  2. Quanto ao Mouse: é realmente gosto muito pessoal. Mas já experimentei o MagicMouse por uma semana e acabei voltando pra um mouse Microsoft (veja só...). Faz alguns anos utilizo mouses Microsoft que tenham 5 botões (esquerdo, direito, apertando a rodinha, e mais um botão lateral a esquerda e mais um botão lateras a direita). Os dos botões laterais uso como Copy e Paste. Atualmente utilizo o Microsoft Wireless Mouse 5000.
  3. Valeu o carinho pessoal! A Apple tá realmente devendo fazer as Apple Stores nas terras brasilis... Tô vendo que muita gente tá ansioso por essa experiência - não vai ser em vão! O lançamento do iPhone 5 foi a primeira vez que fiz uma "cobertura" de fila: o pessoal tá curtindo o Video, tô animado pra fazer mais vezes. iPad piquininho: "vem ni mim!"
  4. Para comprar um iPhone 5 desbloqueado para minha esposa, tive de peregrinar por Madrid - e terminei numa Apple Store onde a fila foi muito bacana! Fiz uma 'reportagenzinha' gravando vídeos, tirando fotos e editando no iMovie, tudo apenas com um iPad 3. Espero que gostem: http://youtu.be/SiMbgjJPTW4 O iPhone 5 vendeu absurdamente rápido nos EUA e quem não conseguiu comprar ainda no primeiro lote vai ter que esperar umas semaninhas pra garantir o seu. Aqui na Espanha não vai ser diferente e os Fan-Boys de plantão (eu incluído) passaram a noite da véspera fazendo fila no "Centro Comercial Madrid Xanadu" (Shopping Center). Os seguranças da loja estiveram alí toda a noite - trouxeram garrafas de água duas vezes e eram simpáticos e atenciosos. Na fila não tinha apenas espanhóis: chineses, romenos, italianos, argentinos, brasileiros... todo mundo conversando, mostrando os Apps e Jogos que mais gostavam, trocando dicas e, pasmem: realizando mais de 30 adaptações do micro-sim para o novo e minúsculo "Nano-SIM". O ponto alto continua sendo a equipe de vendedores da Apple: não existe gente mais tempo-bom e insanamente animada que eles (deve haver algum suplemento alimentar que eles consomem... não é possível!). A moça que controlava o inicio da fila perguntou o nome de cada pessoa e outras particularidades. Quando chegou o vendedor que me acompanharia, ela nos apresentou: "- Carlos, este é o Everson, ele é do Brasil e estuda aqui em Madrid". Carlos me levou por toda a loja, de acordo com o que eu dizia estar interessado - e tinha as respostas para todas as perguntas que fiz. No final, ele mesmo finalizou minha compra (usando um iPod Touch num case que tem leitor laser de códigos de barra) e administrou o "caixa" (que ficam embutidos nas laterais de varias mesas, por baixo, invisíveis até que se abra a gaveta). Essa foi a experiência que cada cliente estava recebendo: tratado pelo nome e atendido de ponta-a-ponta por um "personal shopper" Sair da loja foi igual entrar: comemorações da fila, da pessoa e dos vendedores. Foi uma festa. Sendo fã ou não: presenciar um lançamento desses numa loja da Apple é contagiante e mostra como ainda é possível fazer com que cada cliente se sinta importante e seja bem cuidado. Está aí algo que eu não me importo que a Samsung, ou quem quer que seja, copie.
×
×
  • Criar Novo...