Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

thiagobs84

Membros
  • Total de itens

    40
  • Registrou-se em

  • Última visita

Posts postados por thiagobs84


  1. Fiz esse up ontem no meu MacBook Pro early 2011, coloquei um SSD OCZ 256Gb e a máquina ficou um monstrinho! Realmente o conector dele pro superdrive é SATA II, então vc não vai ter o máximo de desempenho colocando o SSD lá. Sacrificar seu superdrive só vale a pena se vc precisa de espaço e não usa o drive; velocidade não vai ser seu maior ganho assim. Pra desempenho, já que vc usa pouco espaço, troque o hdd mesmo pelo ssd. Além de ser mais fácil, vc não vai precisar de nenhum adaptador.


  2. Acho que o problema é que é preciso homologar os novos carregadores (baterias também, mas acho que o 4th usa exatamente a mesma do 3rd) na Anatel, e pra lançar logo a Apple preferiu mandar o de 10W mesmo.

    Como o conector é removível, o novo funcionaria no padrão brasileiro tranquilamente.

    Se for isso é uma putaria da Apple. Distribuir o iPad que eles dizem não ser compatível com o carregador por conta de problemas na homologação é safadeza. Isso é desespero pra abocanhar as vendas do Natal?! Melhor então não comprar as coisas da Apple no lançamento brasileiro daqui pra frente...


  3. Curioso que a Apple não vende aqui o adaptador de energia de 12w, só o de 5 e 10w.

    Nos EUA, aparentemente eles tiraram o de 10w e só vendem o de 12w. Quer mais? Na loja tupiniquim, o adaptador de 10w só é dito como sendo compatível até a 3ª geração. Então, teoricamente, quem tem um adaptador de 10w recebeu um adaptador não compatível e quem tiver qualquer problema com o de 12w, não tem como comprar o substituto no Brasil. Legal, hein!?

    E é assim que teremos uma Retail Store no Brasil... :P


  4. Provavelmente o comportamento do Safari mobile foi interpretado como fora dos padrões pelo sistema e os caras reportam isso como vírus. Pra dizer que teu device tem um vírus, só se eles fizessem um scan remotamente (demorado e improvável). Disseram que o vírus era do iPhone especificamente ou de "um dispositivo que tentou acessar a conta"? Um dos pouquíssimos malwares conhecidos pro iPhone não afeta o iTreco, mas computadores com windows conectados a ele.

    Sem jailbreak, a chance de vc ter um app malicioso parasitando seu iTreco é remotíssima.


  5. Gente, as operadoras irão vender o iphone 5 desbloqueado? Alguém tem idéia de até quantas vezes eles parcelam no cartão de crédito? Estou quebrado, e mesmo se não estivesse não tenho esse dinheiro todo à vista. Será que há alguma opção de desconto dando alguma entrada? Desculpem tantas perguntas.

    Cara, parcelamentos ainda são uma incógnita. Nenhuma operadora liberou nada sobre isso. Preços só temos mesmo da TIM e Oi (que vão ser os mesmos...). A Apple geralmente parcela as coisas em 12x, mas ai é zero subsídio.

    Sobre o desbloqueio, é política da TIM e Oi sempre vender os aparelhos desbloqueados e nada sugere que vá ser diferente pro iPhone 5.


  6. Os caras só vão começar a massificar isso mesmo a partir de amanhã. A TIM tá liberando as coisas um pouquinho antes pra ganhar atenção com isso. A Claro deu a entender, num post no facebook, que os preços só vão ser divulgados na hora mesmo...

    Palhaçada essa indefinição. Eu me inscrevi no pré-cadastro de todas as operadoras e tava querendo comprar pela Claro e aproveitar o subsídio, mas fico na dúvida entre de ir 0h na Claro e arriscar ter um desconto pequeno (ou mesmo nenhum desconto) ou ir na TIM e garantir o desconto pouco...


  7. Pois eh, mas 1500 iPhones pro Brasil inteiro por esse preço é foda.

    A Oi já confirmou que vai usar a mesma política safada da TIM: manter iPhones 4 e 4S pelos mesmos preços e botar o 5 mais caro; exatamente com os mesmos preços da TIM, inclusive. Só que aparentemente não vai ter nenhum evento da Oi com loja aberta de madrugada.

    Vivo, Claro e Apple, ainda caladas...


  8. E detalhe, mantiveram os preços do antigos, e colocaram os preços aos olhos da cara.

    Dizem que a frequência de 700MHz que o iPhone 5 trabalha, iria funcionar no Brasil a partir de 2014, após o desligamento do sinal de TV analógica.

    Mas mesmo assim, essa frequência é diferente, nos EUA essa frequência é Classe C e aqui no Brasil é Classe 13.

    Traduzindo, não irá funcionar no Brasil, teremos que esperar pelos próximos iPhone's.

    Fora que nesse ritmo de lançamentos, em 2014 estaremos lendo os rumores do iPhone 7S... :D :D

    Falaram até em antecipar o desligamento da TV analógica pra permitir uma expansão mais rápida da internet móvel, mas duvido que isso aconteça. TV tem um apelo popular mto grande pra ser preterida em favor da internet.


  9. Olá galera, estou realmente querendo comprar o iPhone 5 nesse lançamento ou logo depois, mas tenho algumas dúvidas, pode acontecer de que com algum tempo, quando o iPhone passar a ser produzido no Brasil ele seja adptado com a frequencia da 4g daqui (a Frequencia que ainda vai ser implantada) ? E que com a produção aqui ele pode abaixar o preço ? Pois não sei se vale a pena comprar agora no momento e as vezes depois aconteça essa modificação e quem comprou nesse lançamento fique sem a tecnologia 4g.

    Obs.: Eu vi falando sobre essa tal adptação em um programa da Globo News de tecnologia, e uma especialista que tinha sido convidada falou sobre isso, que a Apple seria obrigada a adaptar os aparelhos para a frequencia do Brasil.

    Obrigado!

    Adaptação do iPhone 5 ao nosso 4G é pouco provavel, cara. O Brasil não é o único mercado que vai ficar sem 4G por conta de variações regionais da frequencia; além de definitivamente não ser o mercado mais relevante (ainda mais comparando com Rússia, Itália, China, Noruega...).

    O preço até pode sofrer algumas variações nesse meio tempo, mas não conte com isso no curto prazo.


  10. Sim. Sem dúvidas. Mas a tradução tem que ser irretocável, assim contamos com o JoeD e com a Lucy para fazer a tradução.

    Quem sabe algum Blog americano não possa divulgar o nosso movimento?

    Eu me disponho a traduzir a carta ao castelhano e buscar divulgar em blogs da América Latina.

    Cara, o pessoal do Cult of Mac mencionou os novos preços do iMac no Brasil no penúltimo podcast; obviamente como crítica. Aliás, não é a primeira vez que eles falam dos custos das iCoisas no Brasil. Talvez eles tenham interesse em divulgar...


  11. Vê se tem má willians notebooks. Eu já comprei lá e deu tudo certo!

    Procurei lá já, cara... não tem.

    É complicado achar. Tem uns caras vendendo no mercado livre, de SP e MG, mas cobrando entre R$100 e 130 e, pelas fotos nos anuncios, é o mesmo produto de U$ 15 do Dx.com (pra quem quiser, é só procurar como "caddy" ou "gaveta" que tem pelo menos uns 3 no ML)

    Acho que vou acabar comprando essa mesmo do Dx. Tô só esperando confirmarem a compra do meu SSD. :)


  12. Concordo que o ideal é andar na linha (off: com essa mania de botar letra maiúscula depois de "i", cheguei a escrever iDeal), mas sempre fico com essa sensação de ser um idiota pagando mais de 50% de tudo que ganho em tributos diretos/indiretos pra um governo corrupto. E a corrupção não tá nesse governo esquerdista ou no direitista. Ele tá no modo brasileiro de governar! Ele é parte dessa nossa cultura de levar vantagem pq o outro é sempre o otário. Enfim...

    Sobre a carta, escrevi agora a noite pro pessoal do Hora do Mac pra ver se eles divulgam a carta no podcast. Geralmente eles gravam umas 2x/mes, então deve ter episódio no ar essa semana.


  13. Tb não concordo contigo em algumas coisas, Marcelo. Claro que tem roubo de carga no Brasil, mas roubaram um carregamento gigante de iTrecos no aeroporto JFK nos EUA e nem por isso o custo deles é alto. Aliás, pela pesquisada rápida que eu fiz na net, os preços do iMac 2011 em Angola são próximos aos brasileiros ou mais baixos (comparando com o preço do 2011...) e lá além de não ter representação oficial da Apple, não acredito que a logística seja melhor que a nossa. Aliás, Angola ainda vive nesse clima de recente guerra civil que complica tudo. Na Indonésia o NOVO iMac vai custar 2,990.00 BRL e nas Filipinas 3,200.00 BRL. Sinceramente não acredito que os mercados Filipino ou Indonésio tenham mais capacidade de absorver Macs que o Brasil, nem que o transporte nesses países (que tem 800.000.000.000 de ilhas cada um) seja mais fácil e barato que no Brasil. Claro que a questão cambial é importante no aumento de preço e claro que os impostos brasileiros tornam as coisas mais difíceis, mas nesses países citados os custos operacionais são semelhantes (se não superiores) aos do Brasil e ainda assim o preço final pro consumidor é metade do preço brasileiros. Ora, se o mercado aqui é tão significativo a ponto de montarem um mega escritório aqui e trazer uma Retail Store, não vejo outro motivo pra esse aumento de preços que não seja o aumento da margem de lucro. O bom e velho "custo Brasil", que faz um Camaro de 23,000 USD custar 200.000,00 BRL.

×
×
  • Criar Novo...