Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

pepeho

Membros
  • Total de itens

    25
  • Registrou-se em

  • Última visita

Sobre pepeho

  • Rank
    Já conheço o ambiente.
  1. Olá. Comprei um novo mac (2016, El Capitan) que vem com o iWork'11, mas preciso instalar o iWork'09 (na verdade, somente o Keynote). Não tem na AppStore nem acho como fazer. Copiar o Keynote09 do meu antigo mac para o novo não funciona. Alguma sugestão? Grato.
  2. Olá a todos. Estou com um problema que não encontro solução. Uso o Apple Mail com conta do iCloud e Gmail, e muitas mensagens vão direto para a pasta indesejadas, sem serem marcadas como indesejadas! Ficam na pasta, sem a marcação laranja. Já desliguei o filtro de spam, já redefini, já tentei mudar as regras. Algumas mensagens que não são spam vão para lá e queria que as que fossem spam fossem marcadas como tal, além de irem para essa pasta. O servidor pode estar mandando essas mensagens para essa pasta, antes do Mail marca-las? Como corrijo isso??? Preciso de ajuda! Grato.
  3. Olá. Preciso comprar um iMac 5K com Fusion drive de 3Tb. O modelo atual, além de muito mais caro, ainda não está a venda (alguma previsão)? Existe alguma loja que venda o modelo antigo porém com o fusion drive 3Tb? Sugestões? Grato
  4. Olá. Há alguma forma de saber se a música é um arquivo meu, se está salva offline do Apple Music ou se está em streaming? Isso tanto no iOs como no iTunes? Grato
  5. Uso o Mail da Apple e o filtro de Spam sempre funcionou. Desde a atualização para o Yosemite, ele parou de funcionar. Procurando no site da Apple, recomendaram desativar e ativar o sistema e também redefinir o filtro, tudo sem sucesso. Todo o Spam, que ia para caixa indesejadas, agora ficam na Entrada e, mesmo marcando todas como indesejadas há dias, ele não aprende. Ajuda?
  6. Tenho um novo Mac com Mountain Lion. Gostaria de importar para ele as minhas regras do Mail que uso atualmente no Lion. Copiei os arquivos messagerules.plist e messagerules.plist.backup para o ˜/Library/Mail/ Maildata/V2; sem sucesso (isso funciona de Lion para Lion). Alguma sugestão? Grato.
  7. Acabei de ler a matéria de hoje do site da MacWorld (que foi comentada aqui hoje) sobre como configurar o Gmail com o Mail - How to make Gmail work well with Mail . Apesar de melhorar muito a organização, minhas mensagens envaidas continuam aparecendo tanto nos itens enviados como na caixa de entrada. Tem alguma configuração que possa resolver isso? Grato.
  8. Faz alguns dias que, toda vez que envio um email pelo mail da Apple, usando uma conta no Gmail, esse email aparece na pasta de enviado mas também vai para minha caixa de entrada, fazendo uma confusão nas minhas pastas. Já tentei verificar as configurações do Mail e do Gmail, mas continua acontecendo isso. Como faço para manter meus emails enviados pelo Gmail somente na caixa de enviados? Grato
  9. Ontem meu iPad colocou uma mensagem que havia perdido a configuração de email. Fui verificar no Ajustes, e encontrei todas as opções de email em cinza claro, não permitindo clicar ou alterar qualquer coisa (foto em anexo). O email ainda funciona, mas não posso alterar nada. Já tentei ligar e desligar, apagar as configurações de email pelo iTunes, forçar substituir os emails pelo iTunes, sem qquer mudança. Alguém tem alguma sugestão para me dar? Ou será que terei que restaurar o meu iPad? Grato.
  10. Feliz 2010. Boa viagem (e leva um casaquinho!).
  11. Olá Hector. A compra foi muito fácil mesmo, usando meu cartão de crédito brasileiro internacional. Não me lembro ao certo como fiz para receber o imposto de volta (certa de 7%). Se não me engano, precisa em ir em uma loja que tenha VAT free ou VAT refound (colocam na vitrine). Na hora de pagar você pede o papel para fazer o VAT refound. Esse papel você leva em um setor específico do aeroporto quando você for deixar a Comunidade Européia e escolhe como receber o reembolso do imposto (pode ser crédito no cartão de crédito ou em dinheiro mesmo). Como sai da Comunidade européia por Londres, levei no aeroporto um monte de reembolsos de VAT de toda a viagem em um guichê específico e sai de lá com dinheiro vivo (tem uma pequena taxa para receber em dinheiro)! Mas tem que ser uma loja que ofereça esse VAT e eles te dão um papel específico para receber o reembolso. Por garantia, as vezes eles pedem para ver o produto depois de você embarcar (isso aconteceu com uma máquina fotográfica que comprei). Ficou confuso? Se lembrar melhor como fiz, te escrevo. Boa viagem e boas compras!
  12. Comprando iPhone na Itália - Final! Há alguns meses saí de férias e, aproveitando que tinha alguns parentes na Europa, resolvi visitá-los. Foi uma viagem ótima, muito obrigado. Decidi também que estava na hora de trocar meu iPhone “2G” pelo novo modelo, um 3G. Como passaria alguns dias em Roma, lá era o lugar perfeito para comprar o iPhone. Por que Itália? Pelas leis italianas, é proibida a venda de aparelhos celulares bloqueados, portanto os iPhones vendidos lá são desbloqueados de fábrica. Ouvi que outros países também vendem o aparelho sem bloqueio, além de alguns que vendem bloqueados e oferecem o desbloqueio posterior. Mas a Itália teoricamente era mais fácil. Teoricamente porque, antes de viajar, fui pesquisar sobre como seria essa compra. Alguns lugares falavam que era muito simples, bastava comprar e pronto. Outros sites relatavam que o telefone era desbloqueado para qualquer chip do mundo, mas a venda de uma linha telefônica local era obrigatória. Também li alguns relatos dizendo que só aceitavam a venda se feita com cartão de crédito italiano. Bom, sem saber ao certo o que encontrar, fui tentar. Os aparelhos são vendidos na Apple Retail Store de Roma (que não fui porque ficava meio fora de mão - mas não deixei de visitar a Apple Retail Store em Londres, um passeio que recomendo a todos) e nas operadoras de telefonia celular local: Vodafone e TIM. A compra Logo no primeiro dia de passeio, fui andar na Praça del popolo, Praça Spagna, Fontana de Trevi e, a caminho do Pantheon, na Praça Colonna, encontrei uma loja da TIM. Resolvi entrar, peguei uma senha e aguardei ser chamado. Me atendeu um senhor que falava muito pouco inglês. Nossa conversa foi mais ou menos assim: Queiro uno iPhone 3GS. 16 GB o 32 GB (essa parte ele escreveu no papel). 32 GB, negro. É unlocked? Unlocked, in tutti mundi. Ele me trouxe o aparelho e escreveu o valor: €700,00. Paguei com meu cartão de crédito brasileiro internacional e sai. Fácil assim. iPhone novo Depois ainda andei por toda Roma antiga antes de voltar ao hotel para ver meu novo brinquedo. Ele veio com um chip da TIM italiana, que ignorei, além de muitas folhas em italiano sobre garantia. Assim que liguei o aparelho, a tela pedia que colocasse um chip valido. Coloquei o meu chip brasileiro, da TIM. Logo em seguida ele já pediu para conectar ao iTunes. Conectando, apareceu: Seu iPhone foi desbloqueado com sucesso. Pronto, meu iPhone já estava funcionando. E um detalhe importante, que me preocupava muito: o plug para conectar na tomada. Eu sei que esse plug é uma peça removível do carregador e eu poderia facilmente só trocar o plug, mas fiquei feliz em saber que o padrão italiano é de dois pinos circulares (lembram as tomadas mais antigas), compatível com as brasileiras. Valeu a pena? Boa pergunta. O valor do iPhone lá bem mais caro, acredito por ser desbloqueado (se bem que o aparelho em Londres, bloqueado, não era muito mais barato). Mas é próximo ao preço do aparelho pré-pago aqui no Brasil. Se você pretende trocar de operadora ou não gosta dos planos específicos para iPhone aqui no Brasil, pode ser uma boa. Acho que se considerando apenas custos, o iPhone italiano não é uma grande vantagem. O fato de ser totalmente desbloqueado é bom. Uso aparelho com jailbreak (para esconder ícones e usar Categories - quando a Apple vai fazer isso?). Com esse iPhone, não preciso me preocupar com unlock, update de baseband, etc. Não tem como eu fazer besteira e travá-lo. Outra vantagem (que acho boba, mas pode ser importante para alguém) é conseguir o aparelho bem antes dele ser lançado no Brasil. Compraria de novo o aparelho, mas se você não pretende mudar de operadora, comprar um iPhone com os descontos oferecidos pelas operadoras aqui pode ser mais vantajoso. PS: para quem interessar, o obelisco na foto, ao lado da TIM, é a coluna de Marco Aurélio, construída entre os anos 180 a 196 D.C., e a casa ao lado é a residência oficial do primeiro ministro italiano.
  13. Tudo bem que o Blackra1n não permite fazer o unlock do iPhone, mas para quem não precisa do unlock (quem usa a operadora oficial ou tem, como eu, um iPhone desbloqueado de fábrica), qual a melhor opção para o jailbreak? O Blackra1n atualiza o baseband, enquanto o PwnageTool deixa ele numa versão antiga, certo? Tem alguma vantagem atualizar o baseband? Alguma outra diferença importante (inclusive pensando nas futuras atualizações)? Grato.
  14. É esse compartilhamento que eu uso. Conecto os dois Mac's por ele (a biblioteca de cada iPhoto aparece no outro) e transfiro as fotos por ele (direto de iPhoto par iPhoto). E, mesmo assim, não passa os nomes, edições e tags das fotos. Deve haver um modo para alguém que, como eu, edita as fotos em casa no iMac e na rua com meu MacBook.
×
×
  • Criar Novo...