Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Carlos Azevedo

Membros
  • Total de itens

    2
  • Registrou-se em

  • Última visita

Sobre Carlos Azevedo

  • Rank
    Estou chegando agora...

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • Localização
    Sao Paulo
  1. Não comprei o iPad pro mas testei um com canetinha e tudo. A tela é ampla e confortável e a caneta faz o que promete e sem lags. É um equipamento para quem gosta de desenhar/pintar e adquirir o pro sem a caneta não faz sentido, pelo menos essa foi minha primeira impressão. Fui ver porque o meu filho de 11 anos tem um real talento para o desenho que ele vem desenvolvendo com lápis e papel comum mesmo. Para um americano até que desembolsar US1000 não é lá o fim do mundo, mas para um brasileiro com o dólar a 4 é bom pensar direitinho.
  2. Sou professor na universidade e a algum tempo venho trabalhando com o Pages. É gratuito, isso já é um bom começo. No que se refere ao Word, a grande vantagem é a compatibilidade na medida em que muita gente (alunos, administração, etc) só usa o Word. E isso é um ponto importante se você precisa enviar seu arquivo para cá e para lá (é chato ficar gravando todo o tempo em .doc para que os colegas possam abrir o seu arquivo). De resto, o Pages produz páginas exatamente iguais ao Word (formatação, uso de tabelas, etc). O que faz falta no Pages, especialmente em algumas áreas do meio acadêmico, é um editor de equações. Quanto ao compartilhamento de arquivos com o orientador, isso hoje em dia se faz com o dropbox, icloud, etc. Normalmente na fase de correção do documento e polimento das ideais a formatação não é importante. Eu, por exemplo, peço aos meus alunos um texto com menos firulas possíveis, ou seja, o que interessa é o conteúdo; depois eles "enfeitam" na edição final. Resumindo, o Pages é um editor de texto tão bom quanto ao Word e é gratuito. O Word é (muito) mais "compatível", mas é preciso pagar por ele a cada vez que a MS resolve lançar um "novo" office (entendo, ela precisa ganhar dinheiro.
×
×
  • Criar Novo...