Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Anderson Camões

Membros
  • Total de itens

    15
  • Registrou-se em

  • Última visita

Posts postados por Anderson Camões


  1. Em 25/03/2018 at 21:00, João W. Silva disse:

    Olá. O vidro do meu iPhone 6 está descolando sem motivo aparente. Só de encostar nos cantos, perto das bordas do aparelho, já se ouve um estalo, como se estivesse descolando. Além disso, se tocar na tela, com um pouco mais de força, dá pra sentir também. 

    Meu aparelho sempre foi cuidadosamente utilizado com case e película. As quedas foram minúsculas. Será que o problema tende a aumentar mais ainda (visto que, inicialmente, a "frouxisse" era um detalhe quase imperceptível nos cantos inferiores, apenas)? Alguém teve situação parecida? Todas as respostas que encontrei eram de pessoas que diziam que esse tipo de coisa era recorrente de bateria estufada, ao sofrer de problemas parecidos, mas com mais "sintomas", como problemas no 3D Touch.

    Também baixei um app de indicador de vida da bateria, e ela está num nível de perda de eficiência de apenas 3% desde a data da primeira ativação (19 de maio de 2017). 

    O que acham? Devo ir no correio essa semana envia-lo para a autorizada da Apple? Mas desconfio de que não seja problema na bateria, visto que ela está num nível bom de eficiência. Ou isso não quer dizer?

    Desde já, obrigado.

    Isso é bateria com certeza. Baixa o App Suporte e tenta levar na assistência que trocam na hora pra vc. 


  2. Eu uso a fototeca do iCloud e foi a melhor coisa que já fiz. Tenho 47GB de fotos no meu Mac e no meu iPhone, mas como uso a fototeca do iCloud só gasto 3~4GB no meu iPhone que é de 32GB, basta ativar a opção "otimizar armazenamento". 
    A parte ruim é ter que pagar 200GB no iCloud, são 3 dólares por mês, mas vale muito a pena pela comodidade. Se você não usa muito 50GB servirão e só custa 1 dólar, assim você economiza armazenamento no iPhone e ainda não precisa se preocupar com backup.
    O problema do Google Fotos é não poder salvar as imagens originais e nisso o maior problema é perder as Live Photos.

    O Google Fotos é compatível com a Live Fotos. E o App só apaga das fotos que foram salvas na resolução original. Se eventualmente alguma foto, seja por ser panorâmica ou por outro motivo, a mesma é mantida na memória do aparelho.


    Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

  3. 7 horas atrás, jpoliver disse:

    Nesse caso ai ele não vendeu o SE, deu de graça, o valor de revenda dele esta bem acima de R$700,00, o próprio iPhone 5s e vendido na faixa de R$800/R$900,00 na versão 16GB e R$1000,00/R$1200,00 32 GB.

    ???

    1000 reais em um aparelho usado de sei lá quantos anos atras????

    Eu não pago, fala sério! E ainda tem grande chance da bateria estar bichada por tanto tempo de uso. 


  4. Galera,

    Meu Apple Watch está com apenas um risco. Nenhum arranhão, nem na tela e nem nas bordas, carcaça, nada. 

    Pensei em polir em relojoaria, porém tenho medo já que a tela não é safira, que resiste bem a este procedimento típico de relógios. 

    Alguem conhece algum lugar no Rio que repara de forma barata? Não vou pagar o absurdo de 1300 reais na Apple, até pagaria se ele estivesse todo detonado, mas não é o caso. 

     


  5. Em 28/04/2017 at 16:26, Julia Moreira disse:

    Pessoas,

    estou pensando em comprar o iphone 5s do meu namorado. Entretanto, ele "tinha" a bateria original viciada (aquele caso de que descarrega com 70%, só dura 3h, etc...). O produto está totalmente fora da garantia, e a Apple cobra 450,00 reais para trocar por uma nova. Entretanto, ele optou por comprar uma falsificada, nessas assistências técnicas em Shopping, que custou 120,00 reais. Faz somente uma semana, e está tudo ocorrendo bem. A assistência deu garantia de 3 meses. Entretanto, ele quer vender o celular e eu quero comprar, e estou pensando se vale a pena adquirir pelo preço de 600,00 reais, dado que, passados os 3 meses da garantia da assistência, o celular pode voltar a dar problema e eu teria que recorrer aos 450,00 da Apple numa bateria original (o que não estou nem um pouco disposta a fazer)

    Então: vocês acham que vale a pena comprar o celular nessas condições? 

    E mais: essas baterias de segunda linha, de assistências técnicas "confiáveis" tendem a durar um tempo razoável, etc, vale a pena comprar? 

    PS: sou do tipo de pessoa que não gosta de gastar muito em celular e, por isso, qualquer android seria a melhor opção. Mas já cansei bastante do sistema, queria experimentar o ios, e quero um iphone

    Troca de namorado, esse telefone usado ele tinha que te dar de presente. 

    Brincadeiras à parte, uma colega de trabalho vendeu o IPhone SE dela por 700, então acho caro pagar 600 em um 5s. 

    Quanto a bateria, já vi casos em que duram e casos como a da minha mãe que estudou com 6 meses. Depende bastante. 


  6. Você consegue usar o Apple Care adquirido nos EUA aqui no Brasil. 

    Provavelmente sairá gratuitamente. Já vi uma amiga do trabalho que rachou a tela do telefone e foi entregue um novo sem cobrança, via Apple Care. 

    O funcionário disse na época que havia cobertura no Brasil, porém como não existia tabela de preços em reais estava sendo feito desta forma. 

    Isto pode ter mudado e não conheço ninguém que usou especificamente para o Apple Watch. Eu arriscaria ir lá pessoalmente. 


  7. Galera, tinha todos os meus e-mails vinculados ao gmail. Desta forma todos chegavam lá e usava o mail do iOS. 
    Com o advento da autenticação em 2 favores percebi o risco disto, uma vez que meu email de recuperação da Globo.com caia automaticamente na caixa do gmail, não fazendo muito sentido. 
    Fui no gmail via PC e desvinculei tudo. Depois disto fui no mail do IOS e cadastrei todos eles no meu iPhone. 
    Qual a minha surpresa? Peguei meu iPad e nada mudou. Os ajustes feitos no iPhone não refletem no iPad? Tenho que fazer tudo de novo?


  8. A legislação é errada. Deveriamos poder trazer qualquer bem de uso pessoal que não se caracteriza como importação ou contrabando. 

    Por exemplo 1 computador. Claramente é pessoal. 4 computadores seria revenda. E por aí vai. 

    Porem acredito que se está é a regra devemos segui-la e escolher representantes para mudá-la.

    Ocultar um bem é corrupção, visto que obteve vantagem para si em razão da não fiscalização. É semelhante a furar a fila, andar no acostamento, e várias outras atitudes. 


  9. Em 29/09/2016 at 13:38, Adalberto Taylor disse:

    Uma coisa que é interessante notar quanto a essa isenção é o trecho abaixo.

     

     

    Acredito que, caso faça uma viagem de negócios, com uma duração maior do que os costumeiros 5 a 10 dias das viagens turísticas, o fiscal tende a ser um pouco mais flexível. 

    Conheço pessoas que ficaram 40 dias fora, trabalhando, e voltaram com equipamentos sem nota e sem questionamento do fiscal. O fiscal observa uma série de coisas, como por exemplo o tipo de bagagem, que pode identificar o real motivo da viagem.

    Um colega que visita a mãe em NY anualmente tem uma série de estratégias para passar na alfândega sem ser taxado e afins. Como por exemplo descer do avião e dar um jeito de se separar da namorada e irmão mais novo ao passar pela alfândega. Segundo ele, se passar junto o fiscal acaba pensando que a viagem foi meramente turística. 

    Enfim, são macetes e macetes. Fiscal lê forum sim. Essa raça só pode ser comissionada sobre o valor que arrecadam. E a sorte também conta muito, um cliente meu passou com um iMac de 21 sem ser taxado.

    Esse texto, compatível com a viagem e duração é utilizado para taxar roupas, tênis, produtos de higiene, etc. 

    Por exemplo, a pessoa passa 5 dias em Orlando e volta com 2 malas de 32 kg, 60 lingeries da Victoria Secret, 10 pares de tênis. Claramente não são de uso pessoal compatíveis com a duração da viagem e sim trata-se de uma importação. 


  10. Em 29/09/2016 at 11:27, marcosfisica disse:

    é verdade. no fundo depende muito da sorte e do estado de humor do fiscal no momento! se o cara quiser te garfar, vai te garfar e não há nada que se possa fazer.

    lá em 2010, eu morava na Argentina e minha mulher em Florianopolis. Ela foi me visitar e levou o macbook white dela, já usado, cheio de marcas e até rachaduras na carcaça. claramente se via que era um equipamento usado. não declarou na saída, achou que nem precisava. na volta, em POA, o cara da aduana criou caso e fez ela pagar 500 reais de multa. não teve jeito. detalhe: ela de POA ligou pro meu irmão em Floripa, ele mandou por fax pra aduana em POA a nota fiscal de compra do macbook. mesmo assim, não teve jeito. o cara inventou uma história de que não conseguia ler direito o fax, e que na nota não tinha anotado o numero de série, blablabla. multa! vai muito do fiscal mesmo. esses caras tem quase poder infinito (ao menos eles acham que tem rsrsrs). se quiserem te cobrar te cobram e ninguém pode fazer nem dizer nada.

    agora, é froides esse negócio da declaração. se a receita não pediu pra eu declarar quando saí do país, como que vão argumentar que não posso entrar com o notebook? eu quando saí no Rio fiquei uns 5 min conversando com o cara da aduana. dizendo pra ele: "amigo, o que me garante que não irão querer taxar esse notebook quando eu voltar de viagem?" e o cara só dizia: "pode ir tranquilo. não te preocupa". eu quase pedi pra tirar uma foto eu e ele segurando o notebook...rsrsrsrsrs fróides.

    bom, enfim, não sou agente da aduana então não posso afirmar nada. apenas conto minha experiência. :P 

    abraço.

    Amigo, sou bancário mas já trabalhei em

    uma agência dentro da receita federal. 

    Funciona da seguinte forma: quando vc entra no país com um notebook importado e declara ele, paga os impostos devidos, vc recebe um documento e aquele bem entra no sistema como importado. 

    Se vc viajar e for novamente parado o fiscal vai verificar no sistema a regularidade do bem. É semelhante quando somos parados em Blitz aqui no Rio, que o policial verifica a regularidade do automóvel. 

    O caso da sua esposa, o MacBook usado havia sido comprado no Brasil? Se sim vcs poderiam tê-lo deixado na alfândega e apresentado recurso. No dia seguinte levava a nota fiscal. 

×
×
  • Criar Novo...