Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Rincawesky

Membros
  • Total de itens

    25
  • Registrou-se em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Histórico de Reputação

  1. Like
    Rincawesky deu reputação a Felipe Soares em Reparo de SSD em autorizada (corra para as colinas)!   
    Desconfio que o trabalho dos caras se resumiu a realizar um diagnostico ligando o Mac com o “CMD+D”. Quando abri o Mac estava evidente a quantidade de poeira no interior, e o selo da bateria estava intacto.
    Enfim, eu fiquei chocado com o valor que pediram para realizar a troca do SSD. Resolvi compartilhar no fórum para alertar outros que corram o risco de sofrer a mesma “passada de mão” que tentaram me dar.
    abs a todos!
  2. Like
    Rincawesky deu reputação a Felipe Soares em Reparo de SSD em autorizada (corra para as colinas)!   
    Pessoal, gostaria de compartilhar com vocês uma experiência que poderia ter me custado MUITO caro em uma assistência técnica em Campinas.
    Tenho um Macbook Pro Late 2013 com tela de retina. Num dia de trabalho normal, o Mac travou na tela de login e eu forcei o desligamento do note. Quando reiniciei o Mac fui recebido com o insólito "flashing folder of death".
    Procurei em diversos fóruns, e páginas de suporte. Fiz todos os procedimentos de boot, reset de NVRAM, reset de SMC, e nada... Parecia que de uma hora para a outra meu SSD tinha partido desse mundo para o paraíso do silício com todos os meus dados, fotos, músicas, etc... É nessa hora em que você lembra que usou o HD com os backups para fazer um teste e não configurou o Time Machine novamente.
    Peguei um HD Externo (o mesmo que deveria ter o meu backup), e utilizei o modo de recuperação do Mac para reinstalar o macOS, na esperança que conseguiria fazer algum reparo de permissões no SSD de dentro do OS. Nada. O SSD parecia não existir dentro do Macbook, e o único disco que o OS conseguia enxergar era o próprio HD externo.
    Desisti. Levei o Macbook na iPrimeira assistência técnica listada no site da Apple para Campinas. Pediram 48hs para fazer "testes" e "diagnosticar" o problema. Eis que recebo o orçamento abaixo:

    SEIS MIL E QUINHENTOS REAIS pela troca de um SSD! OITO MIL caso eu quisesse ficar com o SSD original (para recordação, com esperança de que no futuro fosse possível recuperar os dados ali contidos).
    Rejeitei o serviço, peguei o notebook e comecei a pesquisar quanto custaria para eu mesmo efetuar a troca do SSD em casa. Um Macbook Pro usado igual ao meu não vale essa grana toda, não fazia o menor sentido pagar isso para a autorizada consertar meu mac.
    Pesquisando na internet, encontrei o site da OWC (Other World Computing) que vende upgrades de SSD para Macbooks. Os SSDs de Macbooks Pro e Air são do tipo PCIe, com um conector proprietário, nada parecidos com os SSDs de mercado, ou que o pessoal usa para turbinar Macs mais antigos.
    A OWC tem um kit em que você recebe o SSD, as ferramentas (maldita chave pentalobe), e um "enclosure" para montar o SSD original e utilizar como se fosse um disco portátil (em alumínio, combina com o Mac)  ( https://eshop.macsales.com/shop/ssd/owc/macbook-pro-retina-display/2013-2014-2015) 
    Por sorte, um amigo estava nos EUA e conseguiu trazer o kit para mim. O kit custou ~350 doláres. Dolorido, mas ainda assim, cerca de 4 a 5 vezes menor que o valor do reparo na autorizada.
    Com o kit em mãos, tutorial aberto no celular, mãos à obra para trocar o SSD. (https://pt.ifixit.com/Guide/MacBook+Pro+13-Inch+Retina+Display+Late+2013+SSD+Replacement/26811). Ao abrir a carcaça do Macbook, a primeira coisa que notei foi a quantidade de poeira acumulada dentro do computador. No momento em que removi o SSD original do conector, um pequeno "tufo" de poeira saiu junto. Troca do SSD realizada, macOS reinstalado, trabalho feito.
    Resolvi montar o SSD original na enclosure da OWC que veio junto com o Kit. Apenas por desencargo de consciência. Eis que para minha surpresa, o disco original foi reconhecido pelo macbook como um disco externo! Todos os meus dados estavam lá. Corri para fazer o backup dos principais dados. Rodei um diagnóstico pelo Disk Utility, e nenhum erro foi encontrado.
    Reinstalei o SSD original no Macbook novamente, e tudo está funcionando 100%.
    Resumo da ópera: É provável que a sujeira acumulada dentro do Macbook tenha causado a "perda" de contato entre o SSD e a placa-mãe. Eu não precisava ter comprado um SSD de reposição. Tudo que era necessário era a chave "pentalobe" para abrir a carcaça, e aquela assoprada para tirar a poeira dos conectores (saudades Nintendo 64).
    Deixando a questão do valor de lado. Minha expectativa era de que no diagnóstico da "autorizada" fosse isolado o problema, se era realmente uma falha no SSD, se era na placa-mãe, ou se era apenas poeira. Para isso esperava que o técnico removesse o SSD, e colocasse em outro Macbook ou algum dispositivo diferenciado que só as "autorizadas" tivessem para ter certeza do problema.
    Eu tentei solucionar meu problema por conta, e deu certo. Outros poderiam não ter a mesma sorte. Mas é revoltante receber um orçamento no valor de um carro popular usado, para um problema mal diagnosticado e que poderia ser resolvido com uma chave de 12 dólares. 
    Ah! E se alguém precisar de um SSD de 480gb para Macbook Pro ou Air, pode entrar em contato comigo!
    Abraço a todos!
     
     
     
  3. Like
    Rincawesky deu reputação a right2repair em Direito de reparo - O que a Apple não quer que você saiba.   
    O cara registra um domínio apple.pro.br e vem querer me dizer o que fazer 🙄
  4. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Heitor em Direito de reparo - O que a Apple não quer que você saiba.   
    Ué, não é um direito dele? Estando certo ou não, é um feedback que, acredito eu, muitos aqui irão concordar.
  5. Like
    Rincawesky deu reputação a right2repair em Direito de reparo - O que a Apple não quer que você saiba.   
    ⚠️ Alerta de história das brabas abaixo. Leitura não recomendada para quem defende a marca como se fosse acionista.
    Antes de tudo, quero esclarecer as intenções aqui: 
    Não sou dono da verdade. O que irei dizer abaixo é fruto de quase nove anos de experiência em reparo de produtos Apple, três deles em uma assistência autorizada. Recebi treinamento de produtos, técnicas de venda e experiência Apple da marca através da plataforma SEED Sales (e da plataforma anterior, cujo nome não me recordo), participei de treinamentos oficiais voltados para técnicos das assistências através do ATLAS e outras plataformas de ensino da maçã, concluí e renovei por anos as certificações da marca (Apple Service Fundamentals, iOS Service Certification, Mac Service Certification entre tantos outros). Fui agraciado com a amizade de profissionais incríveis de diversos setores da marca, com quem também aprendi muito sobre tudo o que a maçã faz e como faz. Enfim, dito tudo isso, preciso dizer que também sou tarado pelos produtos Apple e heavy user. OK, mas pra que esse curriculum vitae todo? Para que os mais céticos entendam que não estou aqui para denegrir intencionalmente a marca, para que não pensem que sou funcionário da XIAOMI infiltrado, haha. Eu vou dizer o que vou dizer porque na minha opinião, baseado na minha experiência, a marca não tem um pós-venda tão bom assim, e acredito que as pessoas (o que inclui você) deveriam ter mais direitos e receber mais respeito ao comprar um produto que mesmo no primeiro mundo tem um alto custo.
    Right To Repair
    O direito de reparo não é ainda tão discutido no Brasil, porém gera muita discussão em outros países, ações judiciais, muito estresse, perda de dinheiro (para uns, porque pra outros o lucro é absurdo). O que você diria se levasse seu carro relativamente novo à concessionária pois quebrou um farol dando ré e a marca dissesse que não existe reparo oficial? "Você precisa trocar o seu veículo por completo. O seu antigo nós pegaremos por um valor absurdamente simbólico, iremos remanufaturar e vender pra alguém, e além do mais nós vamos cuidar pessoalmente (e legalmente) para que nenhum mecânico possa fazer esse reparo pra você". Pois é exatamente isso que a Apple faz.
    Louis Rossman & Jessa Jones
    Impossível falar de Apple e right to repair sem mencionar esses mitos no que diz respeito a reparo de produtos Apple. O Louis é meio que o inimigo número 1 da Apple nos EUA, haha. Ele é técnico também já há bastante tempo, nunca trabalhou para a marca, e faz um trabalho incrível na sua loja em Nova Iorque. Ele é o bruxo que conserta qualquer coisa a nível de trihas de placas lógicas, aquele seu precioso MacBook que o Genius condenou na loja e disse que não há o que fazer além de comprar outro. Ele é tão desaforado que neste momento está procurando um imóvel próximo a uma Apple Store para montar sua nova assistência técnica, rs. A Jessa Jones é uma mulher incrível que precisou de um reparo em um iPhone lotado de fotos de valor inestimável, teve suas esperanças despedaçadas por um Genius da Apple Store e então decidiu consertar o aparelho sozinha, sem experiência prévia alguma no ramo. Hoje ela é referência no mundo todo, faz reparos tão complexos quanto o Louis e é dona do "iPad Rehab" (procurem o canal deles no YouTube, é conteúdo de ouro). Ambos já foram processados pela Apple por supostamente estarem utilizando peças falsificadas em seus reparos e abrindo aparelhos sem a autorização da Apple (haha, piada). Para que fique registrado, a Apple perdeu os processos. Casos como esses acabaram inflamando a discussão em vários países do mundo e a Apple está tendo que rever suas políticas de repair and warranty para atender a novas leis de proteção aos consumidores. Enfim, eu poderia falar por horas sobre eles, mas vai ficar pra você pesquisar os canais e virar fã também. 
    Desculpe, mas não podemos fazer nada por você a não ser ajudar na escolha de um produto novo.
    Então você comprou um iPhone de mil dólares ou um iMac Pro de 5 mil dólares e ele não está mais na cobertura do AppleCare? Agora vem a verdade inconveniente porém necessária: os 'técnicos" dos centros autorizados não sabem NADA de reparos. Os treinamentos da Apple consistem em te ensinar a não tomar um choque no ambiente de trabalho, a não atear fogo na loja manuseando baterias e como dizer ao seu cliente que ele não poderá recuperar seus dados e nem seus aparelhos. Não estou brincando, é isso mesmo. Eu estaria em sérios problemas judiciais se mostrasse a vocês o exame de certificação dos técnicos Apple porque existem contratos de confidencialidade, mas é mais ou menos isso mesmo, sem exagero. Querem saber se o técnico é bom em dar notícias ruins. E daí que você derrubou Coca-Cola no teclado do seu MacBook? E daí que quebrou o display do seu Apple Watch? Por que a marca não pode efetuar um reparo, nem que levasse lá seus 30 dias, cobrasse um preço justo e atendesse às expectativas do cliente? Porque não dá dinheiro, e porque os "técnicos" das autorizadas muitas vezes nunca viram um ferro de solda na vida. Seguem o manual e fazem o que a marca ensina e manda. É completamente possível QUALQUER reparo. E de uma maneira mágica ainda te fazem aceitar o fato e a perda, a gastar mais dinheiro e pegar um produto idêntico por um valor alto. "Ahh, mas não fica a mesma coisa depois do reparo, não é seguro também". Bobagem! Aqui é que você precisa tomar seu choque de realidade: não confunda o "curioso" da esquina que troca um display de iPhone por 150 reais com um TÉCNICO, seja ele autorizado ou não. Eu poderia falar de mim, mas vou usar de falsa modéstia e falar sobre diversos colegas de trabalho que fazem um trabalho impecável, como se estivessem fazendo para eles mesmos, utilizando equipamento adequado e de qualidade, com peças de qualidade e sempre se atualizando. Quando seu carro dá problema você joga fora? Leva sempre na concessionária que cobra quase um carro novo? Não, você leva no mecânico, e você tá cansado de ver casos de mecânicos que passam a perna nos clientes, mas isso não quer dizer que não existam bons mecânicos, muito melhores até do que os que recebem treinamento da marca nas concessionárias. Isso é um fato, e se aplica a qualquer ramo da prestação de serviços.
    "Gosto da Apple porque trocam o aparelho todo em garantia."
    Curto e breve: trocam por um recondicionado. Você comprou seu iPhone XS Max e deu problema no segundo mês (pode acontecer, normal, sejamos justos) e ficou felizão quando recebeu um "NOVO", rs. Seu XS Max que deu problema no segundo mês será reparado e um dia também será o aparelho "novo" que alguém recebeu em garantia. O ponto positivo da marca é a velocidade com que esse processo ocorre, inegável.
    iOS cagueta.
    De uns tempos pra cá o sistema dos iPhones se tornou um baita X9. Agora ele te informa a "saúde da bateria" e os modelos novos informam quando o display foi trocado, seja ele original, recém tirado de outro aparelho idêntico ou paralelo. É só mais coisa pra você cliente aquecer o bolso da Apple. Sabe por que? Se eu quiser trocar apenas o vidro do seu iPhone novinho com a tela trincada (porém funcional), te cobrar uma fortuna e dizer que o display é original Apple, você vai engolir! Afinal o sistema não tem como detectar esse reparo, o serviço fica impecável e você vai sair feliz da vida com 1499 reais a menos no bolso sendo que eu gastei - sério - cerca de 15 reais e uns 20 minutos. E a saúde da bateria?? Fácil. Você troca a bateria por uma de boa qualidade, saúde da bateria volta a 100% porém permanece o aviso de "MANUTENÇÃO". Então o técnico faz uns 10 testes de estresse na bateria nova, a porcentagem cai para 99% e o aviso de manutenção some. Eu não estou dizendo isso para te afastar ainda mais de uma assistência não autorizada. O bom técnico vai te esclarecer como funciona o reparo em uma não autorizada, te cobrar um preço justo e fazer um bom serviço. Só estou te dizendo isso pra que não ache que a Apple tá te livrando dos golpes por aí. Ela quer mesmo é o seu dinheiro na troca da bateria ou te empurrar um aparelho novo. Aliás, esse negócio de "saúde da bateria" é uma bobagem sem tamanho também. Não é raro ver um aparelho com 78% de saúde da bateria com boa autonomia e gerenciamento de carga e um aparelho com 90% de saúde da bateria drenando carga. Esse é um tema muito complexo, mas aqui vai um conselho de amigo: para de ficar esquentando a cabeça com um número que não quer dizer muita coisa e atente-se à duração e boa vida útil e recarga da sua bateria. Você viveu uma década sem essa função e agora parece um bitolado olhando isso toda hora, deixando cair uma lágrima sempre que o número muda.
    A autorizada é mais confiável.
    Mais ou menos. Os "AASPs" (Centros de Serviço Autorizados Apple) não são de propriedade da marca. Não passa de uma assistência assim como qualquer outra, porém que decidiu se vender, digo, fazer parceria com a marca para promover a loja. Eles recebem treinamento, acesso a produtos de qualidade, equipamentos, treinamentos, manuais, suporte da marca, e ganham muito pouco por isso. Por isso não é raro ver autorizadas fazendo "cambalacho". Dizendo ao cliente, por exemplo, que quando o display dele quebrou "vazou cristal líquido" dentro do aparelho danificando a placa e impossibilitando o reparo, rs. A solução? Compra um novo! Mas note que, nem sempre uma assistência autorizada é também uma revenda autorizada (no Brasil temos o casos das iPlaces que podem reunir as duas coisas), mas na maioria das vezes é assistência ou revenda. E de onde vem esse aparelho novo que você tá comprando? Da Apple (Centro de Distribuição de Jundiaí/SP, pra ser mais exato) é que não é. Mas eu vou me abster de maiores comentários, porque eu não quero generalizar. Nem todo mundo é sujo, mas tenha ciência de que muitos são. 
    "Tela e batelia oliginal".
    Mais uma coisa pra falar sem rodeios: se não saiu zero da caixa lacrada, não é peça "original". As autorizadas conseguem sim peças da marca (nem sempre elas trocam, pode ser que encaminhem para outro centro autorizado fazer a substituição), mas não quer dizer que é o que estão te vendendo. A autorizada não ganha quase nada fazendo esse reparo, a marca cobra sua fatia grande do bolo. Por que não usar da fama de autorizada para colocar peças mais baratas por conta própria e cobrar o preço informado no site da Apple? Pra que fique claro, felizmente eu trabalhei em um centro de reparo autorizado muito correto, o proprietário é um homem justo, sem ganância, e sempre prezou pelo bom serviço e atendimento. Mas isso acontece. Eu costumo dizer que existem quatro tipos de peças:
    - "Original": Produto fabricado pelo fornecedor oficial e atual da Apple. Simples assim.
    - "Linha AAA fake": É a paralela gourmetizada, o cara diz que é linha A, te cobra preço de linha A mas é peça capeta.
    - "Linha AAA": essa é a peça que você deve procurar. Muitas vezes é fabricada por empresas parceiras da fornecedora oficial, possuem acesso à "receitinha do bolo" e fazem peças de boa qualidade. Aqui não vai ter um centavo de preço abusivo da marca. Se for abusivo vai ser por parte do técnico, mas é como eu disse, existem "mecânicos e mecânicos". 
    - "Capeta/Paralela": essa é a oliginal que o cara te cobra 150 reais, deixa seu aparelho sem parafuso, tudo montado torto. Péssima qualidade de material e acabamento. Display com cores sem vida, brilho ruim, as vezes impede também o bom funcionamento do sensor de proximidade do aparelho que fica localizado junto à câmera frontal, touch sem precisão e com delay alto.
    O mesmo serve para as baterias e quaisquer outras peças.
    Procure um bom técnico e não "precinho", procure indicações, histórico, teste o seu produto após o reparo. Negocie o preço. Peça garantia. Exija sempre uma ordem de serviço assinada ou carimbada descrevendo o modelo e número de IMEI do aparelho e tudo o que foi reparado e/ou substituído. Assistência autorizada só em garantia, poupe seu bolso. As intenções aqui são boas, note que eu não fiz qualquer propaganda sobre assistência, e também saiba que não faço reparos para clientes que não são locais. 
    Eu estou com a mão ardendo. Qualquer coisa que estiver abaixo DESTA linha será atualização/edição após eu ter feito a postagem, talvez algo que eu queria ter dito e esqueci, rs.
     
     
  6. Like
    Rincawesky deu reputação a Gustavo Jaccottet em Prazo de Entrega Apple   
    Geralmente chega antes, mas quando o prazo é assim, longo, significa que eles não possuem o modelo em estoque e estima que o terão para entregar no prazo assinalado assim que houver em estoque, por isso diz: "preparando para envio". O momento "real" do envio é a partir da emissão da Nota Fiscal Eletrônica. 

    PS: se você mora tão perto de Jundiaí, não compensaria ir até o Shopping Morumbi e fazer a compra na própria Apple Morumbi?
  7. Upvote
    Rincawesky deu reputação a r_zozoh em Qual o melhor? MacBook Air 2015 i5 8GB x MacBook Pro 2012 16GB (128gb ssd)   
    Oi Raphael,
    Passei por uma situação similar tempo atrás. Sou desenvolvedor tb e acabei optando pelo MacBook Air.
    Comprei o modelo 2017, que não muda mto pro 2015. Vou te falar que a máquina surpreendeu minhas expectativas. Tem um teclado bem legal de trabalhar, o trackpad é ótimo e a tela é suficiente pra um notebook de 13".
    8GB de RAM parece pouco, mas a máquina consegue segurar bem, ainda mais no Mojave. Utilizo até virtualização do Windows pra alguns projetos em C#, mas a grande maioria dos projetos que desenvolvo é em Clojure, PHP e Node.
    Realmente não tenho o que reclamar da máquina. Claro que se pudesse, investiria num MacBook Pro novo, principalmente esse 2018 que tem chip Intel de 8° geração, mas o Air cumpre mto bem por um orçamento menor e é bom sentir o cheiro de máquina nova, por isso optei em não pegar usado.
    Espero ter ajudado.
  8. Upvote
    Rincawesky deu reputação a mouses em MacFix - Arapuca, cuidado!   
    Logei-me no fórum exclusivamente para denunciar uma assistência técnica em São Paulo, mais especificamente a famigerada MacFix, localizada à rua Bramantino , uma ruela sem saída impossível de se estacionar na Vila Olímpia.
    Levei meu Mac Book branco com problemas de start up (às vezes ele não iniciava apesar do sinal sonoro e me mostrava a tela preta) para eles darem uma conferida.
    A Loja, detrás da fachada preta de oficina mecânica, se parece mais um negócio da máfia opulenta: um armazém luxuoso com poltronas de couro preto, incontáveis plasmas de grandes dimensões, piso de mármore, luminárias de design, cães de raça e uma atendente bonitinha e bem vestida
    Ingenuamente não me dei conta da arapuca que se armava.
    Expliquei o problema. A tal atendente anotou meus dados, pegou a máquina e me fez assinar um termo que não li com a minúcia necessária, mas que, mais tarde, fui me dar conta que me obrigava a pagar R$150 para eles receberem a maquina.
    Depois de 10 dias me enviam um email dizendo que o problema era a placa mãe e que a troca da mesma me custaria R$ 2250,00. No caso de declinar, deveria depositar a quantia de R$150 na conta antes de buscar a maquina.
    Indignado mas resignado pela ingenuidade (apesar dos meus 35 anos), procedi ao depósito dos R$ 150 reais e resgatei a maquina.
    Qual minha surpresa quando , após a vistoria pela tal Macfix, meu notebook não mais iniciava: ao apertar o botão de início, apenas uma tela cinza com um ícone de folder e uma sinal de interrogação. Tentei reiniciá-la durante 10 dias seguidos e nada...
    Voltei à arapuca (MacFix) para requisitar um esclarecimento. Seguramente uma assistência tão cara haveria de me dar alguma solução técnica para meu problema.
    Nossa bonitinha (mas ordinária) atendente, descaradamente me alega que, sendo um problema que o meu computador já apresentava (ás vezes não startar), o fato dele definitivamente não mais startar seria apenas uma evolução natural do problema inicial e que não haveria nada a se fazer a não ser trocar a placa mãe (pelos R$2250,00) ou então dar uma nova entrada para verificação da maquina , o que, obviamente , estaria sujeito a mais R$ 150!!). Tudo isso de forma irredutível! Me perguntei abismado: essa é a qualidade de atendimento e serviço da assistência técnica da Apple no Brasil
    Enfim, não me restou nada a fazer além de pegar a maquina quebrada (com diversos arquivos no HD) e, indignado, ir embora deixando a promessa de que além de uma queixa no PROCON, iria entrar nas redes Mac e fazer a denúncia sobre o engodo para que os outros companheiros não caiam nessa cilada!
    Não podemos deixar barato, as redes sociais são uma das poucas ferramentas eficientes para proteção do consumidor e cidadão frente aos abusos e engodos realizados por lojas, assistências, marcas ou, como nesse caso, aventureiros mercenários de grife!
    Obrigado pela alenção.
  9. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Ombudsmac em MacFix - Arapuca, cuidado!   
    Mais uma reclamação...
    Mas assim... Acho interessante você dar dados a respeito da entrada da sua máquina na assistência deles para validar seu testemunho aqui.
    Para não parecer alguém só querendo prejudicar essa AT (mesmo ela já recebido várias reclamações). É que o sr. Paulo Pinheiro (proprietário da mesma) é uma pessoa difícil de se lidar. Então se você passar número da ordem de serviço e data do ocorrido, as pessoas do fórum não contestarão a veracidade.
    De qualquer maneira, isso é culpa do srs. Carlos Palmieri (cpalmieri@apple.com) e Rafael Rubalo (rruballo@apple.com) que ficam sentados nas suas cadeiras e não dão a cara a tapa para cobrar ou esclarecer as merdas que praticamente todas as ATs já fizeram e fazem com nossos Macs. Ai você liga no Apple Line e eles te transferem para alguém lá de fora, absurdo. Uma empresa do tamanho da Apple não tem quem resolva isso aqui? Como já comentei outras vezes, tem que descredenciar, tem que peneirar as que tem o atendimento um pouquinho melhor e credenciar outras empresas que queiram fazer esse tipo de serviço. Tem que fiscalizar.
    Um produto tão caro e bom como são os produtos Apple, não podem ter um serviço desse nível. Com curiosos prestando serviço. Pessoas despreparadas.
  10. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Manduca em Qual a melhor opção para fazer backup no nuvem?   
    iCloud
  11. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Gustavo Jaccottet em [Garantia] Apple Brasil é obrigada a dar garantia a modelos de iPhone não homologados pela Anatel   
    Prezados,
     
    É com muita satisfação que lhes comunico que a Ação Judicial que promovi contra a Apple Computer Brasil Ltda., acerca da obrigatoriedade de prestação da garantia ao iPhone 5S A1533, foi julgada procedente em 1o Grau de Jurisdição (logo ressalto que ainda há possibilidade da Apple recorrer da decisão).
     
    Movi a ação com dois intuitos. O primeiro deles era pessoal, pois possuo um iPhone 5S A1533. O Segundo deles era altruístico, é dizer, gostaria de trazer a todos a prova de que se recorremos à Justiça podemos fazer valer o nosso direito, no caso da garantia universal. Posso adiantar que a Apple usou e abusou dos argumentos referentes à frequência e à Banda 7 (mas isso só diz respeito ao suporte 4G LTE e não aos demais protocolos). A Sentença ainda não foi disponibilizada em cartório, logo, agindo de forma correta, não posso adiantar o seu teor, mas junto em anexo a este post o print do andamento do processo, o qual comprova a procedência do processo.
     
    Aos interessados em fazerem valer os seus Direitos garantidos pelo CDC, digo que não desistam, pois não podemos sofrer tais abusos.
     
    Também acho oportuno dizer que não recorri ao PROCON. Fiz uma consulta formal à Apple Brasil e como o meu pedido foi negado, acabei decidindo ingressar com a Ação Judicial.
     
    Abs. a todos,
     
    Gustavo
     
    PS: assim que disponibilizada, publicarei a sentença a todos aqui no Tópico.
    Processo - Apple.pdf
  12. Upvote
    Rincawesky recebeu reputação de Mariano Azevedo em Macbook Air vale a pena?   
    Comprei o meu também no fim de 2017, mas o meu tem 256 de SSD e não me arrependo nenhum pouco é uma máquina muito boa. Rodo tranqüilamente o Photoshop CC 2018, Illustrator CC 2018, mas para uso caseiro mesmo nada profissional e me atende muito bem sem gargalos. Talvez ele pecaria para alguém que trabalhasse com 3D, mas para uso que não necessite de uma placa de video  parruda, o Air da conta sossegado.  
  13. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Danilo Kosinski em Licença para Clean My Mac 3.5   
    Os cara pagam uma bala em um mac e não tem 40 reais pra pagar uma licença de um software que é fantástico... por favor né...
  14. Upvote
    Rincawesky deu reputação a macrulez em Licença para Clean My Mac 3.5   
    A unica solução para vcs é comprar a versão full.
     
  15. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Mariano Azevedo em Macbook Air vale a pena?   
    Cara, comprei meu MacBook Air (2017) no início deste ano em um cenário semelhante. Eu tinha um note Dell rodando win 10 com i7 + 16GB ram + 1TB + VGA 2GB AMD e era um entulho na minha vida. Pesadíssimo e nem tão rápido como o hardware pode dar a entender, alem da bateria ter se tornado uma porcaria.
    Eu precisava de algo leve, ágil, com um fator "prontidão" elevado, pois sou professor e dou aula em vários lugares, participo de eventos etc.
    Resultado: minha vida mudou. Muitas vezes, mesmo em casa, eu troco meu desktop (parrudão) pelo MacBook Air. Mudou minha forma de editar textos, navegar na web e mesmo de consumir multimídia, como musicas, séries e filmes.
    - A leveza e a duração da bateria são pontos a ressaltar.
    - Performance/Desempenho: mesmo sendo um i5 + 8GB de ram, isso é mais do que suficiente para fazer o MacOs rodar liso (muito mais liso e responsivo do que o Win 10 com hardware mais forte).
    - Armazenamento: pode ser o maior gargalo. Eu peguei a versão com 128gb, mas como reservo ele para textos e apresentações, nunca cheguei a lotar. Além de que o iCloud é um negócio mágico que vai resolver esse problema.
    - Telas externas: experimente conectar o MacBook Air em uma tela de resolução superior e se surpreenda. Quando estou em casa, uso um monitor com tela IPS, 60Hz, Full Hd - coisa linda.
    Se ele for descontinuado, aqui não será tão cedo. Espero que eu não seja o único empolgado com o MacBook Air (para essas finalidades que eu descrevi)
     
  16. Upvote
    Rincawesky deu reputação a VICTORHUGOBRAZIL em Bateria, ciclos e vida útil.   
    Muitos sites de tecnologia passam informações erradas e muita gente também tem essa dúvida. A questão é que as baterias de lítio não tem o "vício" que as baterias antigas tinham. Esse vício era quando você carregava o laptop até 100% e depois de um tempo ele já tava em 30%, ou seja, o vício de ficar tanto tempo na tomada fazia com que a máquina só entendesse que ela deveria ficar 100%.

    Felizmente isso não existe mais, os ciclos de bateria equivalem a uma descarga completa. Se você manter sua máquina sempre na tomada e tem 49 ciclos de bateria, ela continuará com 49 ciclos até o dia que usar ela até acabar e carregar de novo. Quando sua máquina fica com 100%, a energia automaticamente é cortada. Não tem problema nenhum em fazer isso.

    Agora se você ficar carregando até 100%, usar tudo, carregar até 100% de novo, usar tudo e assim por diante...sua bateria aumentará os ciclos mais depressa e, consequentemente, a vida útil dela diminuirá. Use na tomada sempre que possível!
     
  17. Upvote
    Rincawesky deu reputação a macrulez em Decepcionado com o "Rei" do iPhone   
    Peças ORIGINAIS/GENUÍNAS, só com a Apple. O resto, é resto mesmo.
    Se trocar o Touch ID, ele não funciona mais. Então o seu pode ter sido trocado, por isso não funciona.
    Quanto a temperatura, talvez a bateria paralela que eles colocaram, esteja esquentando demais e passando o calor pro iPhone.
    Provavelmente a tela deve ser paralela também. Se a tela para de responder, se o 3D touch não funciona, se o sensor de brilho automático não funciona, provavelmente é paralelo também.
    Corra atrás dos seus direitos e veja se resolve.
     
    Infelizmente peça original, que funciona 100% e que não de dor de cabeça... é só com a Apple.
  18. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Alan1704 em Decepcionado com o "Rei" do iPhone   
    Obrigado, como de se esperar, o telefone nao atende... nao existe nenhum outro canal de atendimento.
    Existe varias reclamacoes na rede, inclusive no reclame aqui...
    O blog tem a parceria comercial, ok, mas, tais parcerias poderiam ser melhor analisadas tendo em vista que uma vez que é parceiro, o Blog endossa a boa conduta da empresa, o que nao se constata no meu caso e de outros tantos casos... vide reclamacoes que se apresentam numa busca simples... acaba mandando uma mensagem de confiança ao leitor ... 
  19. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Mastter em Ajuda para adaptadores, original ou paralelo?   
    Macbook é muito caro para usar AC genérico.

    Vai no original pra não se aborrecer.
  20. Upvote
    Rincawesky recebeu reputação de Mariano Azevedo em Película no Apple watch - usar ou não usar?   
    Sou da mesma opinião, tenho película no iPhone pelo costume já, mas nunca pensei em colocar película no Apple Watch e muito menos aqueles cases, acho horrível.
  21. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Pedro Passos em Galeria de setups dos leitores/usuários do MM   
    Hoje meu setup está assim! Longe dos setups dos colegas, mas até que dá pro gasto...

  22. Upvote
    Rincawesky deu reputação a Mariano Azevedo em Película no Apple watch - usar ou não usar?   
    Gente, usar película em iPhone é sem sentido, mas compreensível aqui no BR (eu já me libertei disso), mas em Apple Watch é neurose. Se arranhar, arranhou, faz parte da cultura do uso. A tela é resistente, nunca usei no meu (series 2) e nem usarei. Imagina, fica horroroso.
  23. Like
    Rincawesky recebeu reputação de Vítor Cardoso em Galeria de setups dos leitores/usuários do MM   
    Como sempre uma bagunça, mas para mim organizada kkkk

  24. Upvote
    Rincawesky deu reputação a clandestine em Licença para Clean My Mac 3.5   
    Perder tempo ? pelo contrario linha de comando te poupa tempo e dinheiro , exemplo
     
    rm -rf ~/Library/Caches
    rm -rf ~/Library/Log
     
    Quanto tempo e dinheiro você economizou apenas com esses dois comandos ? ..... na realidade não seria tempo e sim preguiça a palavra correta ..... Desculpe a sinceridade. 
     
    Paz 
  25. Upvote
    Rincawesky deu reputação a rafarmoreira em MacBook Pro Ciclos   
    Contagem de ciclos é contabilizado quando é utilizado 100% da bateria, somando a descarga e recarga da mesma. No próprio site da Apple tem uma explicação sobre isso.
    Ao utilizar o magsafe, quando a carga atinge 100%, é cortado o carregamento da bateria, e o sistema passar a usar energia diretamente da fonte. Usando bastante a fonte com a bateria completa, dificilmente é contabilizado os ciclos. Por isso que muita gente gosta de usar o Mac conectado na tomada, e fora da tomada somente quando não tem uma por perto. 
    Se for usar sempre na tomada, lembre de realizar calibração da bateria uma vez por mês.
×
×
  • Criar Novo...