Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
iHenrique

Lançamento do iPhone 5S no Brasil: inversão de valores

Posts Recomendados

nao concordo afinal cada um faz o que quiser com seu dinheiro eu tenho a sorte de ter parentes e residência fora do país mais vejo q muitos não podem e querem ter acho q as pessoas deveriam sim pensar mais em compras a vista e não parceladas onde isto gera juros escondido ao preço aqui veja peguei um iPhone 5s gold 32gb para meu chefe no cartão submarino está semana (porque ele não gosta de fora) por 2699 só negociar o brasileiro paga caro porque não negocia com vendedores preferem clicar e comprar chorar faz parte também kkk eu vendi muitos pelo fórum e olx este ano lá fora chorei muito para preço amigável

 

Cara, primeiro respira. Depois, coloca umas vírgulas aí porque não dá pra entender o que tu quer dizer..  tu não és brasileiro, né?? Porque é difícil.

 

Sobre compras à vista. Isso é pessoal, não tem como alguém de fora mensurar no outro essa situação. O ideal seria que cada um ficasse dentro do que pode gastar… mas nem sempre é assim.

 

Sobre ter casa aqui ou lá.. é complicado e também é pessoal. Aqui no Sul, por exemplo, não almejamos ter residências no exterior.. uma casa na praia, em Tramandaí, Xangríla ou na Serra Gaúcha.. já tá ótimo.

 

Sobre o Submarino. Até onde eu sei, no Submarino é “clicar e comprar”. A loja coloca descontos, lança as ofertas e não há negociação com eles. Nos demais é mais uma situação pessoal que quem tá de fora.. não pode afirmar que alguns fazem isso e outros não fazem. Vai lá na 25 e tu vai ver quantas pessoas estão “negociando” por valores menores.

Editado por iFernanda

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

 

Sobre compras à vista. Isso é pessoal, não tem como alguém de fora mensurar no outro essa situação. O ideal seria que cada um ficasse dentro do que pode gastar… mas nem sempre é assim.

 

 

 

 

Sem contar que por muitas vezes, o parcelamento sai em conta, pois podemos programar os nossos gastos (claro que tudo de forma racional, colocando o planejamento no lugar da necessidade desenfreada de ostentação.

 

Sds!

 

Gustavo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Só uma pergunta, e essa fábrica da Foxconn está produzindo o que em Jundiaí?

Pelo que me lembro era iPhones e iPads, na época da vinda da empresa ao Brasil a justificativa (e nossa grande esperança) era a queda nos preços que obviamente não houve.

...  A instalação da Foxconn não era de baixar o custo dos produtos Apple aqui? 

Muito bem colocado. Infelizmente, os jornalistas que cobrem tecnologia no Brasil não parecem estar empenhados em divulgar ou investigar esses fatos.

 

Sobre comprar ou não comprar um produto com preço mega majorado, infelizmente me parece cada vez mais uma discussão muito insalubre.

As pessoas com pensamento raso sempre fazendo contas de comparação pelo valor cheio do produto, "se esquecendo" que os 649 dólares de um iPhone 5S de entrada nos USA, é o valor para o varejo. Obviamente que a Apple Brasil não o adquire lá fora nas Apple Stores para vender aqui por esse valor (mais impostos e lucro). O povo parece não compreender como funcionam as exportações de produtos industrializados. Poderiam procurar se informar um pouco mais.

 

O fato incontestável é que cada um faz o que bem entender com seu dinheiro.

Mas também é um direito de qualquer um opinar sobre como as pessoas fazem uso do dinheiro. Principalmente em se tratando do Brasil, um país onde as práticas saudáveis de livre comércio sempre são postas para baixo do tapete.

Todo esse falatório pode muito bem ser visto como uma análise de mercado e já é feito tem décadas no mercado de veículos, só para citar um exemplo. Muito amam ter um carrão novo na garagem, não se incomodando em ter um mega carnê de 200 prestações para pagar. São os mesmos que olham feio para quem possui um carro mais velhinho, mas que não possui o mesmo carnê de 200 parcelas. Daí o sujeito troca de carrão daqui a 2 anos (no máximo) e troca o mega carnê por outro. É cômico, pois a pessoa tem uma ilusão de propriedade desse veículo, quando na verdade está (sem se dar conta) realizando ela mesma uma operação de leasing, só que muito mais oneroso. Devo chamar essa pessoa de inteligente?

 

Voltando a Apple, eu mesmo sou criticado por alguns por possuir em casa um iMac de 8000 reais. Os detratores dizem que eu poderia comprar um Dell e ainda sobraria bastante dinheiro.

Só que por acaso eu preciso de uma máquina que infelizmente é bem cara (custou o dobro do valor real do produto), mas que por ser minha ferramenta de trabalho não tive muitas opções para poder atender meus clientes com a confiabilidade de que preciso. Já tive PCs, alguns bem parrudos e caros (para um PC) e só me decepcionei. Portanto, nem me importo com quem me critica por tem um iMac, já que no meu caso, trata-se de uma necessidade e não de um luxo.

 

Se eu adoraria ter um iPhone? Claro que sim, pois admiro os produtos da Apple.

Mas se eu investir em um smartphone um valor que pode chegar a quase metade do que investi em meu iMac, eu realmente me sentiria um perfeito otário.

E vejam bem, não estou aqui me preocupando  com o que os outros poderiam dizer sobre minha escolha em ter o iPhone mais caro do mundo, mas sim em como eu próprio me sentiria gastando uma bela grana em um dispositivo que, sinceramente, pode até ser lindo e eficaz, mas não vale o preço cobrado. Eu não me perdoaria e é a minha opinião que deve prevalecer.

 

Já os que foram pegar fila a partis da zero hora de sexta-feira passada para adquirir o iPhone mais caro do mundo, esses deveriam encontrar usos mais úteis para seus novos brinquedos e parar de perder tempo com quem está tão somente analisando o mercado. Afinal, nem todo mundo que se nega a comprar essa "jóia" da Apple Brasil é um pobretão como querem fazer crer. Ao fazer afirmações como essa, fica bem claro que para essas pessoas, o que sobra em dinheiro falta em bom senso.

 

Abraços.

Roosevelt

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpem pelos erros de português. Infelizmente não é possível editar o post anterior. ;)

 

Para descontrair, um curta sobre obsolescência programada, que é claro, vale não apenas para a Apple, mas para todas as que lançam mão desse recurso.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

o tópico fugiu um pouco da ideia que queria debater (empolgacão geek X deslumbre de terceiro mundo), entretanto, sempre é bacana ver a opinião das pessoas.

 

Volto na minha ideia central: quem gosta de apple, geeks, nerds ou apenas entusiastas devem experimentar o que é o real espirito de lancamento nos USA. E não achar que, como no brasil, tudo se resume a ostentação suburbana.

 

Esse conceito que se disseminou no brasil como verdadeira epidemia onde as pessoas querem ser alpinistas sociais não importa o quanto isso custe, é questão cultural e provavelmente nunca sera mudado. O sociedade brasileira vive num sonho de riqueza e poder, vendido pelo governo golpista que não condiz com a realidade. O pais esta abandonado e as pessoas deslumbradas.

 

quase 200 pessoas morreram em estradas em apenas 2 dias (15 e 16 de novembro) e isso é normal no brasil. Andar de carro blindado é sinônimo de poder e soberba. Ta tudo errado. os valores estão invertidos, o pais vive em guerra civil ha anos, e a sociedade deslumbrada continua achando "chique"! 

 

vamos brindar com muito espumante vagabundo servidos em taças de plásticos em filas em shoppings de periferia! viva.

 

afinal o brasil é a nacao mais rica e poderosa do mundo (isso é o que ouco de turistas brasileiros visitando os USA)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpem pelos erros de português. Infelizmente não é possível editar o post anterior. ;)

 

Para descontrair, um curta sobre obsolescência programada, que é claro, vale não apenas para a Apple, mas para todas as que lançam mão desse recurso.

 

 

 

Esse vídeo é muito bom, traduziram de forma criativa exatamente o que acontece. Com essa de agora assisti já umas 5 vezes (tem um tópico de uns dias atrás sobre ele).

 

Acho muito bom quando uma empresa atualiza seus produtos e oferece o que tem de melhor em tecnologia no momento. Mas é evidente que a Apple segura seus lançamentos para a versão seguinte, são mestres em fazer isso. Só um exemplo: alguma dúvida que o Ipad Mini com tela retina já poderia ter sido lançado ano passado, com processador e recursos mais atuais? Não tenho nenhuma dúvida, e mesmo ano passado já todos sabiam que sairia esse ano. Quase 1 ano segurando o produto melhorado, pra lançar como novidade e duplicar suas vendas.

 

Continuo achando a Apple sensacional em qualidade e design, mas não caio nesses truques. Pra mim a gota d'água foi ver que meu Ipad 3 que não tinha fechado ainda nem 1 ano da compra, ficou cheio de bugs (certas "travadas" na animação das telas, entre outras pequenas coisas), após o lançamento do iOS7. Não ouvi sobre tantos bugs ocorrendo no Ipad 4 ou no 5, ou seja, foi um caso bem claro de obsolência (talvez não intencional, mas fica evidente que no mínimo ouve descaso com o produto anterior, que nem era tão antigo assim pra já ocorrer isso).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Henrique,

Tem lá na Seção Off-topic um tópico: O país mais ridículo do mundo. Concordo que o Brasil tem problemas sérios, mas dá uma passada pelos problemas sociais que há no entorno das grandes metrópoles dos EUA. Basta ver os problemas com gangues, chacinas em massa em

locais públicos, como universidades, escolas, praças. A tua visão de Turista (ver o que os EUA tem de bom, lindo e especial) deve ser contrastada com o tratamento desumano dado aos imigrantes, que vêem nos EUA uma chance de melhorar de vida, sejam latinos, árabes, africanos... os EUA vivem às custas do resto do mundo. O Plano Marshall, a America Fruit Company (que deu origem ao termo "República de Bananas") são dois exemplos que jogam esse teu desejo de que todos desfrutem o que os EUA tem de melhor por terra. Melhor ter dinheiro, viver no Brasil e ir gastar em NY.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gustavo, nao sou turista. 

 

O imigrante so é destratado caso ele queria impor sua cultura e costumes... O que na minha cabeca não faz sentido nenhum. A partir do momento que vc escolhe morar em outro pais, vc deve se adaptar a ele... e não o contrario.

 

Independente de problemas que existem nos USA, estamos a 1 milhao de anos na frente do brasil.

 

o que condeno nas minha palavras e esse glamour ilusório que o população vive. Come mortadela e arrota caviar.

 

Por falar em alimentos, vc ja viu a qualidade dos alimentos no brasil? frutas e verduras? da vontade de vomitar. Em contra partida, vejo lindas frutas produzidas no brasil e vendidas no whole foods a preco justo.... No brasil, é lixo com perco de ouro. Fazer cortesia com o chapeu alheio é característica do brasil.... por isso carros produzidos no pais e vendidos ao mexico chegam naquele pais pela metade do preco.

 

O que me fascina, pra não dizer que me entristece é ver as pessoas vivendo um sonho de riqueza e poder com esgoto a céu aberto na porta da sua casa. Tudo tem que ser glamourizado para cair no gosto do brasileiro. A sociedade esta perdida, vivem como realeza porem são pobres.

 

nada tem qualidade no pais. a infra estrutura sucateada. a segurança digna de pais em guerra. E o brasileiro alheio a isso vivendo seus momentos de gloria e deslumbre

 

Aprendi a valorizar meu dinheiro, meu trabalho e as pessoas que me circulam gracas aos americanos.

Henrique,

Tem lá na Seção Off-topic um tópico: O país mais ridículo do mundo. Concordo que o Brasil tem problemas sérios, mas dá uma passada pelos problemas sociais que há no entorno das grandes metrópoles dos EUA. Basta ver os problemas com gangues, chacinas em massa em
locais públicos, como universidades, escolas, praças. A tua visão de Turista (ver o que os EUA tem de bom, lindo e especial) deve ser contrastada com o tratamento desumano dado aos imigrantes, que vêem nos EUA uma chance de melhorar de vida, sejam latinos, árabes, africanos... os EUA vivem às custas do resto do mundo. O Plano Marshall, a America Fruit Company (que deu origem ao termo "República de Bananas") são dois exemplos que jogam esse teu desejo de que todos desfrutem o que os EUA tem de melhor por terra. Melhor ter dinheiro, viver no Brasil e ir gastar em NY.

Editado por iHenrique

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gustavo, nao sou turista. 

 

O imigrante so é destratado caso ele queria impor sua cultura e costumes... O que na minha cabeca não faz sentido nenhum. A partir do momento que vc escolhe morar em outro pais, vc deve se adaptar a ele... e não o contrario.

 

Independente de problemas que existem nos USA, estamos a 1 milhao de anos na frente do brasil.

 

o que condeno nas minha palavras e esse glamour ilusório que o população vive. Come mortadela e arrota caviar.

 

Por falar em alimentos, vc ja viu a qualidade dos alimentos no brasil? frutas e verduras? da vontade de vomitar. Em contra partida, vejo lindas frutas produzidas no brasil e vendidas no whole foods a preco justo.... No brasil, é lixo com perco de ouro. Fazer cortesia com o chapeu alheio é característica do brasil.... por isso carros produzidos no pais e vendidos ao mexico chegam naquele pais pela metade do preco.

 

O que me fascina, pra não dizer que me entristece é ver as pessoas vivendo um sonho de riqueza e poder com esgoto a céu aberto na porta da sua casa. Tudo tem que ser glamourizado para cair no gosto do brasileiro. A sociedade esta perdida, vivem como realeza porem são pobres.

 

nada tem qualidade no pais. a infra estrutura sucateada. a segurança digna de pais em guerra. E o brasileiro alheio a isso vivendo seus momentos de gloria e deslumbre

 

Aprendi a valorizar meu dinheiro, meu trabalho e as pessoas que me circulam gracas aos americanos.

 

Eu admiro o povo dos EUA. Realmente admiro, tanto que estudo autores que ou são estadunidenses ou migraram para os EUA, como a Hannah Arendt. O que me entristece é a realidade social dos migrantes, pois eles têm um Direito reconhecido pelos Tratados Internacionais de Direitos Humanos de cultuar o seu Deus, de andar vestido da forma que bem entender e de buscarem a felicidade, ou se não estou enganado, o direito de ir em busca da felicidade foi uma criação de Thomas Jefferson.

 

O caso brasileiro é outro: você vê pessoas que se "apropriam" de um costume que não é brasileiro e tudo aquilo que não é original não passa de uma cópia de mau gosto. Sabes como é o povo "pseudo-classe-A" do Brasil. Celebridades de 24h que vão comprar iDevices em 12x e acabam ter de ir embora pois não têm limite no cartão. Nos EUA, e isso eu sempre disse aqui, o lançamento, as filas, são um elemento cultural próprio que o Brasil tentou se apropriar.

 

O assunto dos carros é fato consumado já.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo plenamente que costumes e tradições importadas pelo brasil são no mínimo e estúpidas e sem sentido. Forte exemplo disso é a black friday.

 

Black friday??? Se nao ha thanksgiving no dia anterior, qual a razão do black friday? como comerciantes, agradecidos,  vao retribuir a comunidade o bom faturamento do ano com promoções???

 

e por que o nome black friday em inglês? Brasileiro é tao ufanista e aceita isso? Por que não sexta-feira preta? 

 

por que não algo como liquidação de final de ano? ou liquidação antes do natal?

 

black friday no brasil é estúpido e sem sentido. Mas pro brasileiro é chique! Tem nome estrangeiro..... 98% da população não sabe nem a tradução das palavras e 100% não sabe a razão de isso existir nos USA.

 

e como se não bastasse toda essa falta de identidade, A "liquidação" em si é uma grande farsa, como tudo no brasil.

 

e mais uma vez  a sociedade histérica e fanática se deslumbra com a novidade!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

As liquidações no Brasil são por estações e por datas comemorativas, Natal, Dia das Mães, Dia das Crianças, Dia dos Namorados, Dia dos Pais e Páscoa. A Black Friday foi uma bata duma tentativa para lucrar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Voltamos aos anos 60. Depois de toc toc toc comunismo no outro tópico agora a pureza do violão. A tropicália já respondeu dizendo que devemos digerir, misturar, apropriar para dar vazão a algo novo. A pergunta deveria ser o que surgiu de bom dessa apropriação cultural. Acho uma bobagem o selfie quando auto-retrato é tão mais bonito, mas eu adoro comer um lanche vegetariano do Subway e adoro os filmes do Woody Allen.

No caso dos imigrantes, acreditar que deve-se ajoelhar e pronto diante da cultura posta é ignorar a história. A relação é a matemática mais básica com sua soma e diminuição. E não vai ser nem o indivíduo nem o local que vão se diminuir, mas as identidades prévias que vão dar lugar a outra coisa. Viver isolado ou em guetos só torna o processo mais lento e menos aparente, além do risco de criar uma cultura que repele o "estranho".

Meu pensamento em específico sobre a tal sexta-feira preta é que é mais uma data inventada para o culto ao consumo ter novos fiéis. E já fazem alguns anos que cansei disso. Para mim basta comprar coisas quando se precisa e dar lembranças pra pessoas queridas independente da data. Ano passado nem o natal resistiu: preferi fazer algo melhor chamado viajar.

Chega, o mundo está acabando. Se fosse possível que todos tivessem o padrão de consumo americano precisaríamos de três planetas. Mal temos um. E ainda torramos reservas com exploração de petróleo no ártico, contaminamos lençóis freaticos com fraturamento hidráulico para termos mais alguns anos de petróleo e gás barato, criamos pasto em cima de árvores centenárias, matamos rios e alagamos com grandes represas terras férteis. Inventamos o especicismo e alguns acham que ter e poder ter é felicidade.

Essa coisa do fetiche da mercadoria também vem me cansando, mas já é papo para outro momento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra quem acha que a culpa é da Apple do preço alto do iPhone 5s no Brasil, comprei um preto 16gb na Apple store e ao receber a nota fiscal tem apenas R$1.208,87 de imposto!!!!!!

Subtraindo do preço "sobra" para Apple Brasil R$1.590,13

Se tivéssemos um sistema tributário como o americano que todos os preços são sem imposto este seria o valor de venda para o consumidor, dependendo da aliquota do estado o imposto seria acrescido no momento da venda.

Segue print da parte da nota que mostra a carga tributária

post-49174-0-21930800-1385841333_thumb.j

Editado por edugts

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra quem acha que a culpa é da Apple do preço alto do iPhone 5s no Brasil, comprei um preto 16gb na Apple store e ao receber a nota fiscal tem apenas R$1.208,87 de imposto!!!!!!

Subtraindo do preço "sobra" para Apple Brasil R$1.590,13

Se tivéssemos um sistema tributário como o americano que todos os preços são sem imposto este seria o valor de venda para o consumidor, dependendo da aliquota do estado o imposto seria acrescido no momento da venda.

Segue print da parte da nota que mostra a carga tributária

Vixi... e tirandos os custos de produção, o governo brasileiro fatura muito mais que o próprio fabricante. Sem ter feito nada relativo ao produto em si.

 

Impostos no Brasil são um negócio altamente rentável, o dinheiro vem de todos os lados em abundância, e garante o sustento das tantas mordomias e o enriquecimento ilícito dos "nobres" políticos. Pra depois ainda aparecerem mensaleiros dizerem que seu crime "foi só caixa 2, todo mundo faz"!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra quem acha que a culpa é da Apple do preço alto do iPhone 5s no Brasil, comprei um preto 16gb na Apple store e ao receber a nota fiscal tem apenas R$1.208,87 de imposto!!!!!!

Subtraindo do preço "sobra" para Apple Brasil R$1.590,13

Se tivéssemos um sistema tributário como o americano que todos os preços são sem imposto este seria o valor de venda para o consumidor, dependendo da aliquota do estado o imposto seria acrescido no momento da venda.

Segue print da parte da nota que mostra a carga tributária

Teria como postar essa nota fiscal na íntegra? Cobrindo seus dados e informações, sou Contador e esse imposto me deixou curioso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vixi... e tirandos os custos de produção, o governo brasileiro fatura muito mais que o próprio fabricante. Sem ter feito nada relativo ao produto em si.

 

Impostos no Brasil são um negócio altamente rentável, o dinheiro vem de todos os lados em abundância, e garante o sustento das tantas mordomias e o enriquecimento ilícito dos "nobres" políticos. Pra depois ainda aparecerem mensaleiros dizerem que seu crime "foi só caixa 2, todo mundo faz"!

falou tudo, de75!

 

a politica tributaria no brasil é criminosa! e olha o que volta pra sociedade: serviços e infra estrutura típico de pais em guerra.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bem colocado. Infelizmente, os jornalistas que cobrem tecnologia no Brasil não parecem estar empenhados em divulgar ou investigar esses fatos.

 

Sobre comprar ou não comprar um produto com preço mega majorado, infelizmente me parece cada vez mais uma discussão muito insalubre.

As pessoas com pensamento raso sempre fazendo contas de comparação pelo valor cheio do produto, "se esquecendo" que os 649 dólares de um iPhone 5S de entrada nos USA, é o valor para o varejo. Obviamente que a Apple Brasil não o adquire lá fora nas Apple Stores para vender aqui por esse valor (mais impostos e lucro). O povo parece não compreender como funcionam as exportações de produtos industrializados. Poderiam procurar se informar um pouco mais.

 

O fato incontestável é que cada um faz o que bem entender com seu dinheiro.

Mas também é um direito de qualquer um opinar sobre como as pessoas fazem uso do dinheiro. Principalmente em se tratando do Brasil, um país onde as práticas saudáveis de livre comércio sempre são postas para baixo do tapete.

Todo esse falatório pode muito bem ser visto como uma análise de mercado e já é feito tem décadas no mercado de veículos, só para citar um exemplo. Muito amam ter um carrão novo na garagem, não se incomodando em ter um mega carnê de 200 prestações para pagar. São os mesmos que olham feio para quem possui um carro mais velhinho, mas que não possui o mesmo carnê de 200 parcelas. Daí o sujeito troca de carrão daqui a 2 anos (no máximo) e troca o mega carnê por outro. É cômico, pois a pessoa tem uma ilusão de propriedade desse veículo, quando na verdade está (sem se dar conta) realizando ela mesma uma operação de leasing, só que muito mais oneroso. Devo chamar essa pessoa de inteligente?

 

Voltando a Apple, eu mesmo sou criticado por alguns por possuir em casa um iMac de 8000 reais. Os detratores dizem que eu poderia comprar um Dell e ainda sobraria bastante dinheiro.

Só que por acaso eu preciso de uma máquina que infelizmente é bem cara (custou o dobro do valor real do produto), mas que por ser minha ferramenta de trabalho não tive muitas opções para poder atender meus clientes com a confiabilidade de que preciso. Já tive PCs, alguns bem parrudos e caros (para um PC) e só me decepcionei. Portanto, nem me importo com quem me critica por tem um iMac, já que no meu caso, trata-se de uma necessidade e não de um luxo.

 

Se eu adoraria ter um iPhone? Claro que sim, pois admiro os produtos da Apple.

Mas se eu investir em um smartphone um valor que pode chegar a quase metade do que investi em meu iMac, eu realmente me sentiria um perfeito otário.

E vejam bem, não estou aqui me preocupando  com o que os outros poderiam dizer sobre minha escolha em ter o iPhone mais caro do mundo, mas sim em como eu próprio me sentiria gastando uma bela grana em um dispositivo que, sinceramente, pode até ser lindo e eficaz, mas não vale o preço cobrado. Eu não me perdoaria e é a minha opinião que deve prevalecer.

 

Já os que foram pegar fila a partis da zero hora de sexta-feira passada para adquirir o iPhone mais caro do mundo, esses deveriam encontrar usos mais úteis para seus novos brinquedos e parar de perder tempo com quem está tão somente analisando o mercado. Afinal, nem todo mundo que se nega a comprar essa "jóia" da Apple Brasil é um pobretão como querem fazer crer. Ao fazer afirmações como essa, fica bem claro que para essas pessoas, o que sobra em dinheiro falta em bom senso.

 

Abraços.

Roosevelt

Não sei no que você trabalha, mas poderia escrever artigos excelentes...concordo plenamente com sua opinião!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

falou tudo, de75!

 

a politica tributaria no brasil é criminosa! e olha o que volta pra sociedade: serviços e infra estrutura típico de pais em guerra.

 

Pior que é verdade, literalmente números e condições piores que muitos países em guerra. Em violência por exemplo, tem um dos piores números absolutos e percentual por habitantes. Sinal de total ausência do estado. Mas esqueça de pagar um de seus impostos, pra ver se o estado vai ficar "ausente" muito tempo.

 

Nenhum político quer largar esse osso. Muito dinheiro, muito poder, e normalmente bastam alguns pacotes de bondades em época de eleição pra assegurar o próximo mandato.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      49.669
    • Total de Posts
      421.524
×
×
  • Criar Novo...