Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Não é "Custo Brasil", é palhaçada da Apple Brasil mesmo.


Posts Recomendados

Bem, impostos existem no Brasil e são muitos. Ponto. 

O produto aqui custa mais caro mesmo e sempre custará, principalmente se comparado aos EUA. 

 

Também é fato que muitas empresas americanas aproveitam essa desculpa para virar "premium" no Brasil. Nike e Puma são as "Malwee" dos EUA e aqui custam muito mais do que as marcas equivalentes. A Apple faz o mesmo. O foco deles não é o mercado brasileiro, pois eles sabem que por mais que abaixem o preço, aqui ainda é um país pobre e que não atenderão as "massas". Vale mais a pena elitizar. 

 

E parte do preço inflado TAMBÉM existe para fazer promoções posteriores. O iPhone 5 nunca ficou mais barato de produzir, mas como a Apple sabe da política de vendê-lo mais barato após um ano, e mais barato ainda após dois anos, ela não venderá o telefone com a margem apertada mesmo. 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 162
  • Criado
  • Última resposta

Top Postadores Neste Tópico

Top Postadores Neste Tópico

Posts Populares

já expliquei isso em outro tópico, mas as pessoas não entendem.....   a "culpa" é do governo sim..... ocorre que temos 2 efeitos diferentes qdo o governo fecha o mercado via protecionismo (seja ele

Quer dizer então que tu aceita de bom grado a forma absurda de como a Apple faz uso de benefícios fiscais, que deveriam ser usados para escolas, hospitais, mas não, são usados para a produção de iPads

Realmente a conversão está bem mais justa... quem dera ver algo assim não só na Apple, mas em várias outras marcas!   Só achei esse notebook muito caro pelas configurações dele. i5, 4GB, 320GB e pla

Um diretor da Receita Federal explicou hoje na TV pq foram empregados 15 milhões de reais em um sistema para, a partir de 2015, pararem com maior eficiência brasileiros vindos do exterior q tenham ultrapassado a cota de compras de 500 dólares. Segundo ele, é necessário proteger a indústria nacional. Fiquei pensando é uma merda de pais mesmo, né. O século XXI pra mim tá perdido. Tamos alinhavados com Rússia, Cuba, Venezuela. Temos q nos contentar com CCEs e MultiLasers. Viiva a empresa nacional!. Para investirem 15 milhões, vai ser necessário um retorno ano bastante substancial. Que claro, não vai melhorar como me locomovo, tenho mais saúde e mais acesso ao pensamento livre.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um diretor da Receita Federal explicou hoje na TV pq foram empregados 15 milhões de reais em um sistema para, a partir de 2015, pararem com maior eficiência brasileiros vindos do exterior q tenham ultrapassado a cota de compras de 500 dólares. Segundo ele, é necessário proteger a indústria nacional. Fiquei pensando é uma merda de pais mesmo, né. O século XXI pra mim tá perdido. Tamos alinhavados com Rússia, Cuba, Venezuela. Temos q nos contentar com CCEs e MultiLasers. Viiva a empresa nacional!. Para investirem 15 milhões, vai ser necessário um retorno ano bastante substancial. Que claro, não vai melhorar como me locomovo, tenho mais saúde e mais acesso ao pensamento livre.

 

Cara... achei isso surreal. Os caras vão poder fazer um "pente fino" na sua viagem. Imagina o terror na volta dos EUA pra cá: "será que meu nome tá na lista?" rs. Por outro lado, acredito que isso vá facilitar um pouco as coisas, se não tiver mais esse negocio de "Bens à Declarar". Afinal, se eu sou um cara que vai de ano em ano, não existe motivos para eles me acharem um "alvo", correto? Ou não! Pensa ai: os caras vão ficar ligados nos lançamentos da Apple e barrar todo jovem que viajou para os EUA. rsrsrs É doidera! Estamos na foça!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um diretor da Receita Federal explicou hoje na TV pq foram empregados 15 milhões de reais em um sistema para, a partir de 2015, pararem com maior eficiência brasileiros vindos do exterior q tenham ultrapassado a cota de compras de 500 dólares. Segundo ele, é necessário proteger a indústria nacional. Fiquei pensando é uma merda de pais mesmo, né. O século XXI pra mim tá perdido. Tamos alinhavados com Rússia, Cuba, Venezuela. Temos q nos contentar com CCEs e MultiLasers. Viiva a empresa nacional!. Para investirem 15 milhões, vai ser necessário um retorno ano bastante substancial. Que claro, não vai melhorar como me locomovo, tenho mais saúde e mais acesso ao pensamento livre.

 

Eu também acho a regra ridícula. Mas se a lei estabelece um limite de 500 dolares, eles devem cumprí-lo.

 

Mas também não concordo que precisamos nos contentar com CCEs e MultiLasers. Samsuns, Motorolas e Apples são montados aqui no Brasil. 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vão haver cruzamento de dados das viagens, pesagem de malas, reconhecimento facial...

A meu modo de ver a motivação principal pra tremendo investimento (em última instância contra a liberdade do cidadão) é contabilizar. Melhorar a indústria nacional, e dialogar com quem faz melhor, é bem mais complicado e inadequado num ponto de vista.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um diretor da Receita Federal explicou hoje na TV pq foram empregados 15 milhões de reais em um sistema para, a partir de 2015, pararem com maior eficiência brasileiros vindos do exterior q tenham ultrapassado a cota de compras de 500 dólares. Segundo ele, é necessário proteger a indústria nacional. Fiquei pensando é uma merda de pais mesmo, né. O século XXI pra mim tá perdido. Tamos alinhavados com Rússia, Cuba, Venezuela. Temos q nos contentar com CCEs e MultiLasers. Viiva a empresa nacional!. Para investirem 15 milhões, vai ser necessário um retorno ano bastante substancial. Que claro, não vai melhorar como me locomovo, tenho mais saúde e mais acesso ao pensamento livre.

Cara, fiquei com mais raiva ainda quando vi esse notícia hoje no jornal hoje. É o cúmulo ser praticamente obrigado a comprar as coisas daqui pra "proteger o mercado". Sendo que tudo aqui custa muito mais do que uma pessoa assalariada pode pagar, sem contar, como você falou, as marcas nacionais que são incríveis! O governo prefere colocar medo em quem viaja e traz coisas de fora do que tentar mudar o cenário econômico. E não acho que essa medida vá mudar muita coisa no quesito economia.

Eu também acho a regra ridícula. Mas se a lei estabelece um limite de 500 dolares, eles devem cumprí-lo.

 

Mas também não concordo que precisamos nos contentar com CCEs e MultiLasers. Samsuns, Motorolas e Apples são montados aqui no Brasil. 

Mas infelizmente os preços praticados por aqui, com exceção da Motorola, não condiz com a condição financeira da maioria da população. Nos EUA o cara ganha um salário e pode comprar um iPhone de última geração e ainda sobra dinheiro. Aqui o cara compra em 23x nas casas Bahia, fica endividado, suja e nome e se f...

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Agora, convenhamos, quem compra um smartphone em 23x nas casas Bahia e não consegue pagar, também não viaja para os EUA.

Portanto o aperto de cinto na PF prejudica somente quem tem grana para comprar aqui.

Mas ter grana é uma coisa, aprovar a compra é outra. Por mais que goste de coisas boas, produtos bons, eletrônicos E da Apple jamais gastaria 2300 reais pra comprar um smartphone - e vamos esperar o iPhone 6, olha o valor alternativo ai em cima, não é piada! Num vou, num quero, num posso, num dô.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mas ter grana pra comprar aqui é uma coisa, e aprovar essa compra é outra. E quem acha o preço ridiculo, como q fica?

Por mais que goste de muito valor agregado, produtos bons, eletrônicos que encantem, e da Apple, eu jamais gastaria 2300 reais pra comprar um smartphone - e vamos esperar o iPhone 6, olha o valor alternativo ai em cima, não é piada! Num vou, num quero, num posso, num dô.

Eu curto muito ir em revenda ou loja Apple aqui, mas assim q vou olhando muito para os preços procuro a saída logo.

Mas ter grana pra comprar aqui é uma coisa, e aprovar essa compra é outra. E quem acha o preço ridiculo, como q fica?

Por mais que goste de muito valor agregado, produtos bons, eletrônicos que encantem, e da Apple, eu jamais gastaria 2300 reais pra comprar um smartphone - e vamos esperar o iPhone 6, olha o valor alternativo ai em cima, não é piada! Num vou, num quero, num posso, num dô.

Eu curto muito ir em revenda ou loja Apple aqui, mas assim q vou olhando muito para os preços procuro a saída logo.

não editou rs

Link para o post
Compartilhar em outros sites

A minha opinião é a seguinte: isso só vai lesar, como sempre, o consumidor mais "humilde", que viaja somente para comprar suas coisas e traz uma ou outra coisa pra vender e tentar tirar o custo da viagem. Os muambeiros mesmo, a galera da garga grossa, de trazer 20, 30 iPhones pra vender, vão continuar com os seus esquemas. Então pra mim não adianta de nada tirar dos mais fracos. Pra mim, eles deveriam investir esses 15 milhões com contrabando mesmo.

 

Não concordo também com o limite de 500USD, que foi estabelecido a anos atras e os tempos eram outros. Hoje com 500USD é quase NADA em uma viagem! Vale lembrar também que muitos ítens entram como: "uso pessoal".

 

O que me deixa mais triste não é nem o preço que se cobra nos aparelhos aqui. É de não ter a oportunidade de importar e pagar um imposto justo.

Eu, preferiria comer um pedaço de bolo, do que uma fábrica de merda inteira. Recolhe de pouco que ganha mais.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Quem volta do exterior para fazer comércio cria uma competição desleal com quem trabalha e produz no país', acrescentou."

É a coisa mais surreal desse mundo.

Incentivar a indústria interna (nem que seja com isenção tributária), o governo não quer. É mais prático e barato F... a população.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

A coisa que eu sempre desejei foi que a ALCA fosse criada. O MERCOSUL emperrou. Isto que tu citaste Del Rei, é o discurso dos países membros do MERCOSUL, dois deles com a Economia na crista da onda, Argentina e Venezuela. Durante o Governo FHC, seguido do Governo Lula, mas emperrado pelo Governo Dilma, houve uma forte pressão do Brasil à assinatura de tratados de livre comércio do a UE, China, Taiwan e a região do NAFTA. Como a coisa mais avançada que há no MERCOSUL é um Parlamento simbólico, todas as resoluções têm de ser aprovadas por unanimidade. Se um País recua, o bloco não assina determinado acordo ou protocolo. Este foi o motivo do Chile ter se mantido como País associado, mas nunca membro do MERCOSUL. Agora, tudo indica, que dependendo do resultado das eleições por aqui, o Brasil é um forte candidato a sair do Bloco e se unir a Chile, Peru e Colômbia, no bloco de países do pacífico, que já tem assinado estes acordos comerciais com os países que eu mencionei.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

A questão dos carros é outra. Ela passa pelo custo de hora de trabalho dos metalúrgicos. Até o fim dos anos 70, o Brasil era um dos países cuja hora de trabalho era a mais baixa do mundo. Com a força dos sindicatos esse custo aumentou, aumentou... e chegou no ponto em que está. Contratar alguém no Brasil é algo muito caro, já no México, na Sérvia, na Argentina, esse custo é bem mais baixo. Aqui há 13o Salário, Férias e mais um monte de coisas que, somadas à alta tributação, à alta demanda e ao crédito fácil, jogam o preço lá para cima. 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

A questão dos carros é outra. Ela passa pelo custo de hora de trabalho dos metalúrgicos. Até o fim dos anos 70, o Brasil era um dos países cuja hora de trabalho era a mais baixa do mundo. Com a força dos sindicatos esse custo aumentou, aumentou... e chegou no ponto em que está. Contratar alguém no Brasil é algo muito caro, já no México, na Sérvia, na Argentina, esse custo é bem mais baixo. Aqui há 13o Salário, Férias e mais um monte de coisas que, somadas à alta tributação, à alta demanda e ao crédito fácil, jogam o preço lá para cima. 

Contratar não é tão caro; já demitir.....rs

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já fui três vezes para os EUA e o limite de 500 USD nunca me incomodou. Quando passei da cota uma vez, declarei, paguei o imposto e boa. 

Não sei porque tanto choro. Sou classe média e assalariado e nunca morri por falta de conseguir comprar bens de consumo supérfluos nos EUA. Os produtos que realmente valem a pena importar, continuam valendo a pena mesmo se você pagar o imposto sobre o excedente de U$500. 

Eu mesmo já comprei um iPhone 4S lá já quase saindo de linha e paguei R$100 mais barato do que pagaria aqui. Quer dizer, nem tudo vale muito a pena mesmo. 

 

 

 

Que eu queria pagar mais barato, isso é óbvio que eu queria. Aliás, mais do que isso, eu queria mesmo é pagar os impostos que pago hoje e ver mais retorno do que eu vejo. Por isso minha briga nunca é "quero menos impostos" e sim quero "melhores serviços". 

 

Os preços das coisas em um país passam por muitas variáveis, desde custo até risco e principalmente mercado. Vai das pessoas, enquanto consumidoras, fazerem suas escolhas se estão interessadas no fator custo. Há dezenas de smartphones por aí, há smarphones usados, há modelos Apple que não são lançamento e custam mais barato... enfim. 

 

O que não rola é ficar bravo porque a PF vai passar a fiscalizar alfândega para cumprir uma LEI que sempre existiu. 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim, eu quis dizer o custo da força de trabalho, que vai da admissão à demissão. Agora, mesmo durante o contrato de trabalho os encargos são enormes.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

(........)

Não sei porque tanto choro. Sou classe média e assalariado e nunca morri por falta de conseguir comprar bens de consumo supérfluos nos EUA. Os produtos que realmente valem a pena importar, continuam valendo a pena mesmo se você pagar o imposto sobre o excedente de U$500. (....)

 

O que não rola é ficar bravo porque a PF vai passar a fiscalizar alfândega para cumprir uma LEI que sempre existiu.

 

Ficar bravo ou chorar cada um fica ou faz como quer hehe….Mas acho que se trata de aceitar, o q é seu caso, ou questionar uma Lei - q vem investida com um montante de 15 milhões de reais! O agravante é q aprendemos o motivo do investimento: encher os cofres da RF. O governismo comanda o legislativo, todo mundo sabe disso, e costuma ser mesmo natural, no caso já se vão 12 anos, não contando no governo da oposição. A gente viaja para o nordeste, para o norte, ou para áreas mais necessitadas, e o que vê? Carência deprimente de investimentos. E aí vem o investimento numa lei dessas. Com essa escolha por criar métodos eficazes de coibir a entrada de mais de 500 dólares vindos de viagens internacionais, o motivo pontual a meu ver fica evidente: se não se cresce o suficiente e por autonomia, se a engrenagem macroeconômica tá parando, tá parando, e parou, volta-se para as reservas, fecha-se o mercado interno - e até 2 iPhones trazidos para a mãe e para a namorada são confiscados. Esse poço pra mim não tem fundo. Se vc concorda com a Lei, é seu direito, e respeito, agora não me peça para aceitá-la tb. Aí sim iria chorar. Porque questionar um investimento q não vai retornar em nada para o cidadão q pagar é outro departamento. É óbvio q estou falando aqui de gente, como aqui, que gosta da Apple mas tem escrúpulos quanto a preços. Nenhum preço faz sentido em si mesmo, mas depende tb do desejo de possuir e do disponível para isso. Quando o desejo de ter é grande, o disponível permite e o preço é ridículo, muitas vezes simplesmente não se compra.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.




  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      50.776
    • Total de Posts
      428.575
×
×
  • Criar Novo...