Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
estevoepg

Apple Care cobre defeito no cabo do MacBook Air?

Posts Recomendados

Bom dia pessoal.

 

Comprei meu Air em 2012 e notei que o cabo dele está descascando muito de umas semanas pra cá, mesmo que meu manuseio continue parecido desde sempre. Foto em anexo.

 

Tenho Apple Care que expira em agosto de 2015. Vocês acham que a garantia cobre este tipo de problema? 

 

 

 

 

post-36101-0-42856300-1417357280_thumb.j

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Certeza que sim, tenho um amigo que trocou o magsafe de um retina mesmo ainda em funcionamento quanto a carga da bateria. Este é um defeito nos quesitos obrigatórios de segurança, onde você pode alegar risco de choque elétrico no manuseio do acessório. 

 

Como os colegas já falaram, os acessórios que acompanham o macbook (além de monitor e airport adquiridos em conjunto) estão cobertos pelo AppleCare.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal...

 

Então, entrei em contato com o suporte da Apple e eles foram bacanas. Me disseram pra levar em uma assistência da cidade para ver o que poder feito para eu não ficar algumas semanas sem o carregador. 

 

Quinta-feira vou até lá e comento como foi...

 

Obrigado pelas dicas!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então pessoal, fui hoje na única assistência de Maringá (PR), na Brasil Celulares no Shopping Avenida Center. Um assistente deu uma verificada meio rápida e disse que se caracterizava como mau uso. Eu argumentei e disse que não fazia nada de excepcional com este conector e então ele disse que não é um problema recorrente dos que levam seus produtos Apple lá. Então perguntei: como você sabe se é mau uso ou defeito na fabricação? Como o protocolo é meio rígido, ele pediu para entrar em contato com o telefone da Apple. Liguei, quando cheguei em casa, e fui super bem atendido. O atendente disse que achou estranho ele não efetuar a troca, considerando o meu "bom uso" e a Apple Care vigente. Ele me aconselhou voltar até a loja e conversar novamente com o atendente e, caso não seja efetuada a troca, para que eles liguem de lá para a Apple e informem um protocolo que foi me passado.

 

Quando tiver novidades, avisarei...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rapaz, esse isolamento é complicado porque com o calor ele "resseca" ("adoro" esse termo) e começa a esfarelar. Já vi em vários MacBooks isso acontecer. Já vi alguns conseguirem a troca em garantia e outros não. Depende da boa vontade do atendente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho isso complicado. A Apple determina a troca, mas a AT se recusa a trocar porque o atendente está de má vontade! Incrível, surreal!

Editado por magno fh

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho isso complicado. A Apple determina a troca, mas a AT se recusa a trocar porque o atendente está de má vontade! Incrível, surreal!

Nem digo que é surreal. Às vezes é complicado mesmo. Como já trabalhei com atendimento à clientes quando eu montava micros para vender, sempre tinha que ficar com o pé atrás com os clientes que também são difíceis de lidar. Quando eu me referi à boa vontade no comentário anterior não estava dizendo que seria atender sem reclamar ou fazer o que o cliente quer. Estava referindo-me ao bom julgamento quanto ao problema que no caso não aconteceu.

 

Eu já troquei equipamentos com problema e visivelmente mau utilizados, mas porque percebi, na conversa com a pessoa, a inocência na utilização. O problema do colega forista é visível tratar-se de falha não intencional oriundo de utilização normal. De onde tiro o julgamento? Pelo fato da malha metálica do cabo estar, pela aparência da foto, intacto. Quando há mau uso nesses cabos, a malha metálica também se rompe junto do isolamento, devido ao estresse sofrido, por exemplo ser esticado ou esmagado por uma roda de cadeira.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então povo...

 

Voltei na AT hoje e conversei com o mesmo cara de ontem. Expliquei que eu liguei, que me recomendaram voltar à AT e falar novamente e, caso o problema não fosse resolvido, passar um número do protocolo e pedir para que liguem pra Apple de lá (a impressão que tive era que isso deveria ser feito na hora). 

 

Enfim, o cara mesmo assim disse que só poderia trocar se a Apple mandasse e que o canal de comunicação deles não é tão rápido assim. De qualquer forma, abrimos uma ordem de serviço, ele ficou com a peça, vão fotografar e mandar pra Apple e em três dias úteis terei uma resposta. 

 

Oremos.......

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você chegou a argumentar que em um caso de mau uso ocorreria o rompimento da malha metálica? Acho que é o argumento chave para provar que o isolamento emborrachado se deteriorou sem estresse mecânico não convencional.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim, Alan, comentei isso (e agradeço a dica). Mas se eu tivesse falado uma sequência aleatória de palavras para o atendente teria o mesmo resultado. Vou aguardar o parecer da Apple e, caso seja negativo, vou mudar um pouco minha postura tranquila com esta questão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu sei o que vc está passando. Na verdade o risco de um possível incêndio na sua casa/escritório é grande. Comigo aconteceu o mesmo com 2 carregadores dos MacBooks White 2009. Um deles depois de muita insistência a Apple mandou um novinho direto para o meu endereço mas o outro tive que comprar. Quem leu a biografia do Jony Ive sabe que a Apple faz os usuários de cobaias em nome do design. O que eu notei é que dependendo da pessoa que está atendendo o caso varia muito o procedimento. Se depois de tudo você não for atendido exija falar com um agente nos USA via 0800. Eles falam português e posso assegurar que isto faz toda a diferença. Não desista, é um direito seu.

 

Boa sorte !

Editado por Willy

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade isso é um defeito que deve ser coberto mesmo fora da garantia, pois se trata de um defeito oculto, que só é percebido posteriormente e isso é previsto no art. 26 do CDC. O comentário do Willy foi pontual e o mesmo se passou comigo com um MBW 2010. Com o MBA nunca aconteceu, mas o risco que isso gera para a saúde do usuário é imensurável. 
 

 Art. 26. O direito de reclamar pelos vícios aparentes ou de fácil constatação caduca em:

        I - trinta dias, tratando-se de fornecimento de serviço e de produtos não duráveis;

        II - noventa dias, tratando-se de fornecimento de serviço e de produtos duráveis.

        § 1° Inicia-se a contagem do prazo decadencial a partir da entrega efetiva do produto ou do término da execução      dos serviços.

        § 2° Obstam a decadência:

        I - a reclamação comprovadamente formulada pelo consumidor perante o fornecedor de produtos e serviços até a resposta negativa correspondente, que deve ser transmitida de forma inequívoca;

        II - (Vetado).

        III - a instauração de inquérito civil, até seu encerramento.

        § 3° Tratando-se de vício oculto, o prazo decadencial inicia-se no momento em que ficar evidenciado o defeito.

Editado por Gustavo Jaccottet

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gustavo, uma dúvida pessoal. O vício oculto para ser caracterizado como vício não precisaria acontecer com uma porcentagem x de equipamentos em relação à quantidade fabricada no lote da peça defeituosa? Apenas uma unidade no lote pode caracterizar vício oculto?

 

Deixa eu explicar o porque da minha dúvida: eu já briguei com a HP com o caso de um notebook em que as teclas arranhavam a tela. Solicitei a substituição do vidro da tela e como não foi atendido, alegando que estava fora da garantia, entrei com ação em juizado especial cível (acho que é esse o nome, já tem muito tempo e minha memória pode estar me traindo) orientado pelo PROCON. Meu pedido foi aceito e na sentença constava que ficava caracterizado o vício oculto porque o problema se manifestava em x porcento dos produtos do mesmo lote. No caso inclusive a sentença exigia a troca do produto por outro sem o defeito e a HP, sem recurso - o que achei bastante estranho, forneceu um notebook novo, atualizado, inclusive.

 

Como o juiz teve acesso ao número de falhas iguais no lote? Onde essa informação pode ser conseguida?

 

Quanto ao problema de saúde, tecnicamente, enquanto a malha metálica não se romper não há perigo algum porque a possibilidade de curto só existe se a malha entrar em contato com o condutor interno que também é isolado portanto seria necessário romper a malha e o segundo isolamento interior e o maior risco nem é o de choque elétrico nesse caso, mas o de incêndio. Um risco não só à saúde, mas ao patrimônio também.

Editado por Alan Leitão

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gustavo, uma dúvida pessoal. O vício oculto para ser caracterizado como vício não precisaria acontecer com uma porcentagem x de equipamentos em relação à quantidade fabricada no lote da peça defeituosa? Apenas uma unidade no lote pode caracterizar vício oculto?

 

Deixa eu explicar o porque da minha dúvida: eu já briguei com a HP com o caso de um notebook em que as teclas arranhavam a tela. Solicitei a substituição do vidro da tela e como não foi atendido, alegando que estava fora da garantia, entrei com ação em juizado especial cível (acho que é esse o nome, já tem muito tempo e minha memória pode estar me traindo) orientado pelo PROCON. Meu pedido foi aceito e na sentença constava que ficava caracterizado o vício oculto porque o problema se manifestava em x porcento dos produtos do mesmo lote. No caso inclusive a sentença exigia a troca do produto por outro sem o defeito e a HP, sem recurso - o que achei bastante estranho, forneceu um notebook novo, atualizado, inclusive.

 

Como o juiz teve acesso ao número de falhas iguais no lote? Onde essa informação pode ser conseguida?

 

Quanto ao problema de saúde, tecnicamente, enquanto a malha metálica não se romper não há perigo algum porque a possibilidade de curto só existe se a malha entrar em contato com o condutor interno que também é isolado portanto seria necessário romper a malha e o segundo isolamento interior e o maior risco nem é o de choque elétrico nesse caso, mas o de incêndio. Um risco não só à saúde, mas ao patrimônio também.

 

Não Anan. Para configurar "Vício Oculto" previsto no Código de Defesa do Consumidor não é imprescindível uma

 

porcentagem x de produtos com defeito naquele lote. Inclusive, o produto pode estar fora da garantia, e o juiz fará um juízo

 

de admissibilidade para constatar se é aceitável a alegação de "vício oculto" no caso em concreto. Isso porque o CDC não

 

prevê um prazo para que o "vício oculto" apareça, ou seja, você pode estar mais de um ano com o aparelho e ser

 

amparado por esse artigo do CDC. Geralmente o juiz analisa o valor do produto e a durabilidade que este, em média,

 

deveria ter para aceitar ou não a alegação de vício oculto.

Editado por Shagahod

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não Anan. Para configurar "Vício Oculto" previsto no Código de Defesa do Consumidor não é imprescindível uma

 

porcentagem x de produtos com defeito naquele lote. Inclusive, o produto pode estar fora da garantia, e o juiz fará um juízo

 

de admissibilidade para constatar se é aceitável a alegação de "vício oculto" no caso em concreto. Isso porque o CDC não

 

prevê um prazo para que o "vício oculto" apareça, ou seja, você pode estar mais de um ano com o aparelho e ser

 

amparado por esse artigo do CDC. Geralmente o juiz analisa o valor do produto e a durabilidade que este, em média,

 

deveria ter para aceitar ou não a alegação de vício oculto.

Shagahod, obrigado pelas explicações.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, novidades.

 

Liguei na assistência (o que já me parece ruim, porque eles que deveriam me ligar dando um parecer) e eles já tinham uma resposta: a Apple negou a assistência. Eu tive que dar risada e pedi para ele imprimir o parecer recebido. Liguei pra Apple. Conversei com um cara e prestem atenção nas linhas que vou escrever abaixo:

 

"Com a experiência de técnico que ele tem desses casos, ele já viu várias vezes isso: o que acontece é que a borracha parece que resseca. Sabem por quê? Porque a corrente elétrica brasileira é muito mais forte e instável que a americana e, como os aparelhos da Apple são muito sensíveis, acabam aquecendo e dando isso. A Apple sabe deste problema e, até pouco tempo atrás, trocava o cabo. Mas agora não mais." 

 

Isso não parece surreal demais? O que eu tenho a ver com a questão elétrica nacional? O cara foi super bacana comigo, disse que o sujeito da AT de Maringá fez tudo certinho, mas que a Apple do Brasil que não liberou a troca mesmo. Ele me sugeriu mandar este caso pra Apple dos Estados Unidos através do apple.com/feedback (em português, porque os caras leem mesmo assim) e esperar uma ordem de cima. Agora estou na dúvida: faço isso ou vou no PROCON amanhã? 

 

E se eu tivesse esperado a fonte parar de funcionar pra ir atrás disso, quanto tempo ficaria sem meu macbook? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Conteúdo Similar

    • Por Renato_RP
      Pessoal, atualmente tenho um MBP retina 2014, que na real esta me atendendo muito bem, o único problema é a questão do SSD  que tenho apenas 128gb. Eu estava certo da compra de um novo MBP ate o lançamento do MBA 2018.
      Meu uso é tem sido bem básico nos últimos anos, nada que precise de uma maquina potente, mas estou achando que sair do meu retina 2014 para um MBA 2018 seria quase nenhum ganho de performance , e sim apenas um SSD maior. 
      Iria para um MBA com 16gb e 512gb, mas ai entro a duvida de pagar um pouco mais, no meu caso (+350 libras pois iria comprar em Londres), e pegar um MBP com TB.
      Alguma sugestão ?
      Abs,
       
    • Por ghaedric
      Fala pessoal, trabalho com desenvolvimento web e mobile (android e ios) e surgiu a necessidade de comprar um mac, minha intenção é pegar uma máquina nova e pesquisando no mercado livre acho que esses dois suprem minhas necessidades, como o preço está bem parecido, me surgiu a dúvida cruel, qual desses dois é melhor?
      https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-983105169-apple-macbook-air-retina-13-i5-16ghz-8gb-256gb-ssd-2018-_JM?quantity=1
      https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1114665444-macbook-pro-13-i5-23ghz-8gb-256gb-retina-mpxu2-mpxt2-12x-_JM?quantity=1
    • Por oslecmac
      Olá pessoal.
      Estou com um "problema".
      Meu Macbook Air 13" Mid 2013 está dando aviso "verifique a bateria". O curioso é que ele tem apenas 413 ciclos. Isso é normal? O que precisa ser feito?
      Aguardo resposta.
      Obrigado.
    • Por dannieltosta
      Estou percebendo que meu Macbook Air Early 2015 está consumindo mais bateria que o normal depois da atualização para o Mojave, no modo repouso, normalmente quando deixava ele com a bateria em 100% carregada, no outro dia estava no máximo com 2% a menos de consumo, hoje quando peguei o computador, na mesmas condições relatadas, a bateria estava com 89%!!!
      Poderiam me ajudar? É alguma configuração nova que posso alterar para evitar esse consumo extra? Ou é problema no novo macOS? 
    • Por Pedro Yunes
      Gente, 
      Tenho um Macbook que quando desconectado do carregador ele desliga. Esse problema foi corrigido com um reset na bateria que a assistência me cobrou 500 reais para abrir a máquina e dar o reset no sistema eletrico. 
      No entanto, descobri o motivo do problema sofrendo. Eu usava periodicamente um cabo conector para tomadas do padrão brasileiro conectada à base do carregador original do computador quando precisava e então começou o problema - mas jamás associei ao cabo. No entanto, depois de resetado, eu precisei conectar o cabo de tomada brasileira de novo. Depois de carregado, eu retirei da tomada e ele voltou a apagar de novo. Na assistência o técnico quer me cobrar novamente o valo,  e não quero gastar esse dinheiro.  Alguém sabe um tutorial para resetar a bateria? Já fiz os resets de PRAM e SMC mas sem sucesso. 
       
      Obrigado!  
    • Por fabio_a_r
      Pessoal estou em grande duvida quanto ao primeiro macbook comprar.
      estou entre o MacBook Air novo de 2017 (i5, 1.6ghz, 120 ssd, 8gb ram, R$4320,00)
       e um MacBook Pro early 2015 usado, porém está como novo (i5, 2,6ghz, 120 ssd, 8gb ram, R$4668,00)
      Nunca usei OS X será a primeira vez. Uso será mais voltado a programação. Já tenho um desktop gamer Windows.
      Na experiência de vcs, o q vcs me aconselham? Pegar um novo c a garantia Apple ou um usado, porém com configurações melhores?
      Desde já agradeço a quem responder!
    • Por gustavoffc
      Então, pergunto isso pq já vi muitos falando que o Air é para atividades mais leves e o Pro para atividades mais pesadas. Mas isso é realmente verdade??
      Qual o motivo de um Air ter a mesma configuração de um Pro e ser mais barato??
      Por exemplo, estou de olho em um Air 2015, i5, 8gb de ram e 256gb de ssd, custando 1900 reais e com apenas uma linha branca no canto da tela quando liga ele (sai muito caro para arrumar?). E do outro lado da mesa temos um Pro, 2012, i5, 4gb de ram e 500gb de HD por 2200. Qual vale mais a pena eu pegar?
      Quero usar para editar vídeos, imagens, áudio, soltar samplers e dar uma jogadinha de leve (eu sei que mac não é para isso.
      Aproveitando uma última dúvida, O melhor é pegar um 2011 ou 2012?? Vide que final desse ano lança um novo Os não compatível com os 2011. 
       
      Desde já agradeço!
    • Por guijesaraujo
      Pessoal, tudo bom?
      Vou comprar um iPhone X de 64GB no Boulevard Monti Mare, ali na Paulista.
      Pra quem não é de São Paulo, é uma galeria dominada por chineses e que é famosa por ser o centro de compras informal de eletrônicos (quase como uma Santa Efigênia).
      A questão é: o iPhone X é caro. E depois que vi a possibilidade de adquirir um Apple Care + de fora (acompanhei o post da MM sobre o assunto: https://macmagazine.com.br/2018/03/15/saiba-como-adquirir-online-o-applecare-para-o-seu-iphone-recem-comprado/), fiquei tentando a adquirir um. Ainda mais que o celular é bonito pra caramba, não quero embrulhar ele numa case e ficar por isso aí.
      Mas um iPhone X, ou qualquer outro aparelho que não tenha sido comprado diretamente com a Apple, tem direito ao Apple Care +? Sei que na aquisição do AC+ online, não é necessário apresentar uma nota fiscal, apenas fazer uma varredura via app.
      Enfim, será que é possível?
    • Por holz.dl
      Ola amigos, sou novo aqui, e gostaria da ajuda de vcs.
       
      Tenho um Macbook Air 2010 com 2GB de memoria nao expansível e processador Core 2 Duo 1.86.
      A maquina e muito boa. Tenho ela desde 0km. Porem estava desativada a alguns anos. A alguns dias resolvi reativar ele. Mas como o mesmo ainda esta com o Lion instalado. Nao consegui utilizar a netflix nele. Pois o Chrome dele nao e mais atualizado.
      Tentei de inumeras formas fazer a troca do sistema para o Mavercks ou El Capitan mas nao consegui nenhum arquivo DMG bom! Todos sao corrompidos e na hora de expandir os arquivos da erro.
       
      Alguém poderia me ajudar. Me fornecer um repositorio com com os arquivos do Maverick ou El Capitan que pelo oq eu vi sao as melhores versões para esse meu Mac mais antigo.
    • Por Marcelle Figueira
      Olá! Troquei o MacBook Pro mid2012 por um MacBook Air 2017 para trabalhar já que basicamente navego na internet e trabalho no pacote Office. A questão é que o meu Pro velhinho era turbinado e estou incomodada com a moleza do Macbook novo (8GB e 128GB de espaço)... Queria dobrar para 16GB e 512GB de espaço... O que vcs me aconselham? Ainda vale muito a pena comprar pela Amazon?
      Obrigada!
  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      47.498
    • Total de Posts
      407.789
×
×
  • Criar Novo...