Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

2 horas atrás, sigma7 disse:

Quem sabe em 2017. Veja este rumor sobre a cerâmica de zicornia. Com ela o iPhone poderia ser transparente ou translúcido, ainda não sei ao certo, mas sabe-se lá qual pode ser a utilidade disso para além da estética.

Eu já tinha lido esse rumor. Depois do Watch Edition, creio que possa ser possível ter um iPhone em cerâmica. Com este material, pelo menos, o iPhone seria à prova de riscos e muito mais resistente, além de que os contornos seriam bem mais elegantes. Sobre a Zircônia, acho improvável, mas a cerâmica poderia trazer um iPhone sem este visual "asiático", colocando no mercado um produto não só novo, mas com um design passível de resgatar a elegância do iPhone 4/4S.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dizem que o próximo iPhone será muito baseado em vidro curvo (a la Samsung). Deve ficar parecido com os iphone 4/4s. Cerâmica seria muito top, demais, mas o problema é o preço. Um watch pequeno de cerâmica já custa uns 1250 dol, imagino um iPhone todo, ou a parte traseira toda.

Enviado de meu SM-G935F usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 minutos atrás, joaofaf disse:

Dizem que o próximo iPhone será muito baseado em vidro curvo (a la Samsung). Deve ficar parecido com os iphone 4/4s. Cerâmica seria muito top, demais, mas o problema é o preço. Um watch pequeno de cerâmica já custa uns 1250 dol, imagino um iPhone todo, ou a parte traseira toda.

Para a Apple fazer um iPhone com a borda EDGE tem de ser algo top. Nada impede que o modelo Plus seja em cerâmica e o modelo comum em Alumínio (mera suposição), ou ainda que o modelo Plus seja com borda EDGE e o modelo de 4,7" seja FLAT, mas claro, suposições.

Sobre o preço do Apple Watch em cerâmica, creio que vai mais da exclusividade do selo Watch Edition do que custo real de produção. Vale lembrar que os componentes do Watch são extremamente caros.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em September 13, 2016 at 00:16, joaofaf disse:

Nossa senhora... fazia tempo que não lia tanta besteira num mesmo post mas vamos lá... Fiz uma resposta mais longa pois tinha ver com o assunto e pois também gosto do assunto, além do mais algumas vezes é preciso usar mais palavras para se fazer entender melhor, o que não sempre funciona. Este é um bom exemplo, seu tipo de linguajar, conclusões superficiais e estilo fanfarrão já são um alerta que você deve ser uma pessoa difícil de ter um diálogo racional. 

Primeiro, falando de tecnologias novas. No mercado gigantesco de eletrônicos é realmente difícil ser a primeira empresa a lançar uma determinada tecnologia, o que importa mais é ser a primeira a fazer uma implementação realmente eficiente e popular dela. A Apple é exemplo disso. A Apple fez a Siri, fez o touch ID, fez o 3D Touch, acho que todas estas e outras ainda se encaixam ai.. e o iPhone 7? De realmente novo? Tem uma câmera dupla que só está presente no modelo Plus e a LG mesmo já vendeu alguns milhões de celulares com câmera dupla neste ano (mesmo que seja outra implementação). Os fones sem fio não estão na caixa, então não tem como considerar parte do iPhone 7. Isso que quis dizer com falta de algo 'realmente novo' e não estou sozinho, um dos mais famosos jornalistas de tecnologia e comentarista de apple nos estados unidos, walt mossberg, também pensa assim quando escreveu sobre essa geração de iPhones com o título 'apple takes a breather' (você diz que não tenho dados ou fontes então vou tentar colocar algumas só para te provar errado :))

Em relação as razões que eu citei para a retirada do fone de ouvido do iPhone 7, procure no google pelo site buzzfeed que fez uma matéria enorme sobre uma entrevista com as próprios executivos da Apple comentando o assunto.

Em relação ao que falei de lucro, dá uma olhada no marketshare de fones sem fio e a posição que a Beats tem nesse mercado (líder), depois lembra que a Apple é dona da Beats. Uma empresa sempre visa os lucros, isso é óbvio, mas é preciso medir também a satisfação do consumidor e o valor que está sendo oferecido ao consumidor. A Apple desmediu isso nos últimos tempos, não é a toa que esse é o primeiro ano que temos queda de venda de iPhones (pode procurar pelo resultado dos últimos trimestres fiscais). Outra questão é que o lucro dela é o maior do mercado, se ela quer manter essa posição ela precisa ser a empresa que mais oferece valor (objetivo ou subjetivo). A Apple sofre grande escrutínio sim mas ela se coloca nesse lugar. É lógico.  

É um pouco difícil para alguns fanboys aceitarem isso, ou para criticar qualquer coisa que a Apple faça. Tudo é sempre ideal ou perfeito, e se alguma coisa parece estranha ou até falha, a culpa acaba sempre recaindo sobre o mercado ou sobre o usuário. Tem até um termo pejorativo usado na gringa para apple fanboys: 'justifying bullshit'.

Em relação a questão 'fashion', de alguns anos para cá, a Apple começou a aumentar sua presença em desfiles de moda. Primeiro eram desfiles gravados com iPhones e com a presença de alguém da empresa, depois com o Apple Watch contatos foram feitos para o produto ser colocado com capas de revista, lojas de grife da europa e também nas passeatas. O próprio Jony Ive deu entrevista em evento grande de moda no ano do lançamento do Watch. Ao mesmo tempo, a Apple começou a oferecer eletrônicos cada vez mais finos e dourados, até feitos de ouro (lembram do watch de 20 mil dólares?). Ao mesmo tempo também que contratavam a antiga CEO da Burberry para fazer uma renovação completa das lojas e da experiência de compra da empresa. As evidências apontam de forma alarmante para um foco em 'moda' por parte da Apple. Precisa ser muito obtuso para não reconhecer isso.

Para finalizar, alguns significados de dispositivo: 'aparelho construído com determinado fim', 'conjunto de componentes físicos ou lógicos que integram ou estão conectados a um computador, e que constituem um ente capaz de transferir, armazenar ou processar dados.'.

Bem, nada cheira mais a desespero de falta de argumento do que quando uma pessoa recorre a ataques pessoais. "Fanfarrão", críticas à minha inteligência e linguajar realmente só te fazem soar mal e apelão. Acho curioso você querer criticar meu linguajar quando você mesmo não sabe usar vírgulas, e empregar o uso correto de este/esse. Mas o fato mais absurdo foi você dizer que "é preciso usar mais palavras para se fazer entender melhor". Haha... sabe-se lá de onde vem sua formação, mas você deveria se atentar para o fato de que eloquência é admirada quando o orador consegue de forma concisa explicar seu ponto de vista. Que tal então trabalhar nesse seu poder de síntese?

Novamente você começou a falar de um assunto que nunca foi incluso no que se tratava a um comentário referente apenas aos AirPods. De qualquer maneira, se calcar em artigos de opinião - seja do maior ou menor comentárista dos EUA - não faz com que você tenha dados substanciais para sustentar os seus achismos. Porque  você usou um achismo alheio para dar base ao seu. Tente escrever um estudo acadêmico, ou um documento legal, baseado em achismos para depois você assistir a um show de especialistas destruindo seus argumentos. E quando voce cita Buzzfeed (BUZZFEED! Sério? Vixe...) me dá uma preguiça tremenda. 

"[É] preciso medir também a satisfação do consumidor e o valor que está sendo oferecido ao consumidor." - Então diga-me, leitor de marketshares, qual a pesquisa que comprova que as vendas da Apple caíram justamente por causa de insatisfação de clientes? As venda de iPhones podem até ter caído... mas será que o motivo é esse que sua massa cinzenta determinou? Poderia ser que o mercado está saturado de iPhones? Poderia ser que houve uma queda de vendas por causa de uma crise? Poderia ser porque o Homer Simpson não tem um para influênciar o público a comprar? Bem, poderia ser qualquer coisa quando não se tem um relatório convincente para se falar do assunto. Parece que quem conclui superficialmente as coisas aqui é você. Dias atrás você disse que o iPhone 7 não ia vender bem. Fiquei até pensando em sugerir que você incluísse "Dinah" no seu sobrenome, por prever o futuro assim com tanta facilidade. Mas, ops, hoje mesmo o MacMagazine soltou a notícia de que a Sprint e T-Mobile já divulgaram que a pré-venda de iPhones 7 foi a maior já registrada por elas.

Obviamente você também tentou de uma forma velada ( e que fracassou) me chamar de fanboy. Nada como chamar de recalcado, hater, etc., as pessoas que não estão de acordo com você sem refutar a argumentação contida na mensagem... é o caso clássico de falácia lógica chamada “argumentação Ad Hominem”.  É a tática número 1 desse terreno nervoso que é a internet. O curioso é que, em momento nenhum, eu afirmei que o iPhone 7 era maravilhoso ou que os AirPods eram a coisa mais inspiradora do século. Novamente a manobra de esconder a falta de argumento substanciado no ataque a quem indaga foi por você empregada.

Como fashionista você falha ainda pior. Joguei no Google uma pesquisa pra ver quantas capas de revistas de moda apresentaram o Apple Watch e - FUÉN - só tinha uma revista francesa irrelevante e uma Vogue asiática. Nossa, se o RP da Apple fez contatos para colocar o produto nas capas fashion, que demitam essa pessoa "destalentada" pois a estratégia miou. Me pergunto se você achou que a Apple queria roubar uma fatia do mercado da Louis Vuitton quando fez acordo com Michael Kors para criação daquela bolsa especial para carregar Macs e igadgets. Obviamente que, como se trata de wearable tech, a Apple iria mesmo incluir o relógio em eventos relacionados à moda. Mas até aí a Apple inclui seus produtos nos mais variados mercados. Contratar uma executiva da Burberry não comprova nada. Se for seguir essa sua lógica, vamos todos então concluir que a Rede Globo queria transformar seu negócio de comunicação em uma grande loja de departamento quando contrataram aquela mulher que afundou a Mesbla como nova diretora da empresa? Obtuso pra mim é achar que uma executiva talentosa vai para outra empresa apenas se for para atuar com repertório baseado no ramo da empresa na qual trabalhava anteriormente. Quer dizer então que ela era uma fashionista nata porque trabalhava numa empresa de moda, e com esse talento ela vai transformar a Apple no novo império das tendências? Haha. Não poderia ela apenas ser talentosa para atuar em qualquer tipo de ramo e capaz de levar uma empresa rumo a refinação de sua identidade, ao oferecer estratégias para ótima relação empresa-cliente, e etc?  Mas enfim, né... vamos aguardar a próxima coleção de verão by Apple que com certeza vai acontecer - mesmo que seja só na sua imaginação - altamente afinada e promovida pela ex-Burberry. Vai ser um estouro. Aposto que já estão instalando provadores em todas as Apple Stores ao redor do mundo. Mas, sem sombra de dúvida, minha parte preferida da sua narrativa sobre Apple Watch no mundo da moda é com certeza as passeatas. O que uma "passeata" tem a ver com moda até agora não entendi.

E - novamente - pelo menos no Brasil, dispositivo não é uma boa definição para um iPhone... mas aprendemos todos que você sabe usar dicionário online. :)

 

Em September 13, 2016 at 01:48, Gustavo Jaccottet disse:

Fala Joe,

Eu já deixei esses assuntos no automático. Os AirPods são algo inútil no presente, ao mesmo tempo uma maneira da Apple fazer a Beats valer o preço... a abolição da P2 é um passo atrás, mas há quem veja como positiva, sob os seguintes aspectos: 1) devices sem fio com melhoras significativas na fidelidade de som; 2) avanço na autonomia da bateria; 3) maior oferta de devices que exijam o bluetooth 4.2; 4) aceleração por parte da Apple no incremento da interface sem fio e no lançamento do Bluetooth 5.0 o quanto antes... os pontos negativos, por sua vez, são milhares, vou citar alguns: 1) a fidelidade de um device via P2 é infinitas vezes superior a um device via Bluetooth 4.2; 2) ter mais um device para ser carregado vai exigir muita paciência dos usuários...

 

Por ora é isso.

 

Abs,

Oi Gustavo,

Acho que ousado seria se eles fizessem um telefone sem entrada alguma para earphones, e isso sim eu acharia um passo atrás pois não acredito que as pessoas iriam aderir facilmente. Você falou em comentário anterior sobre o como a mudança altera a vida dos audiófilos. Olha, eu conheço alguns (sem querer "carteirar", um deles é o Ed Motta) e o que sei é que nenhum audiófilo que se preze depende de iPhone para mergulhar nos prazeres da apreciação musical. Essa galera ainda fortemente diz que LPs são a fonte mais precisa e fiel ao que se fez em estúdio. Os que recorrem ao formato digital certamente usam algo a mais que um iPhone - ou earpods - para curtir um som. Ainda não testei AirPods pra saber, mas os que experimentaram e escreveram sobre - provavelmente tão leigos quanto nós na questão de som - disseram que não há diferença. Eu com certeza só vou aderir na segunda versão do mesmo (não compro a primeira versão de nada), então por um tempo não saberei como é o dia a dia com AirPods. Mas estou muito curioso pra ver como será a adoção deles pelo público. A primeira semana ditará os rumos de como a Apple lidará com eles.

Editado por JoeD

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
29 minutos atrás, JoeD disse:

Bem, nada cheira mais a desespero de falta de argumento do que quando uma pessoa recorre a ataques pessoais. "Fanfarrão", críticas à minha inteligência e linguajar realmente só te fazem soar mal e apelão. Acho curioso você querer criticar meu linguajar quando você mesmo não sabe usar vírgulas, e empregar o uso correto de este/esse. Mas o fato mais absurdo foi você dizer que "é preciso usar mais palavras para se fazer entender melhor". Haha... sabe-se lá de onde vem sua formação, mas você deveria se atentar para o fato de que eloquência é admirada quando o orador consegue de forma concisa explicar seu ponto de vista. Que tal então trabalhar nesse seu poder de síntese?

Novamente você começou a falar de um assunto que nunca foi incluso no que se tratava a um comentário referente apenas aos AirPods. De qualquer maneira, se calcar em artigos de opinião - seja do maior ou menor comentárista dos EUA - não faz com que você tenha dados substanciais para sustentar os seus achismos. Porque  você usou um achismo alheio para dar base ao seu. Tente escrever um estudo acadêmico, ou um documento legal, baseado em achismos para depois você assistir a um show de especialistas destruindo seus argumentos. E quando voce cita Buzzfeed (BUZZFEED! Sério? Vixe...) me dá uma preguiça tremenda. 

"[É] preciso medir também a satisfação do consumidor e o valor que está sendo oferecido ao consumidor." - Então diga-me, leitor de marketshares, qual a pesquisa que comprova que as vendas da Apple caíram justamente por causa de insatisfação de clientes? As venda de iPhones podem até ter caído... mas será que o motivo é esse que sua massa cinzenta determinou? Poderia ser que o mercado está saturado de iPhones? Poderia ser que houve uma queda de vendas por causa de uma crise? Poderia ser porque o Homer Simpson não tem um para influênciar o público a comprar? Bem, poderia ser qualquer coisa quando não se tem um relatório convincente para se falar do assunto. Parece que quem conclui superficialmente as coisas aqui é você. Dias atrás você disse que o iPhone 7 não ia vender bem. Fiquei até pensando em sugerir que você incluísse "Dinah" no seu sobrenome, por prever o futuro assim com tanta facilidade. Mas, ops, hoje mesmo o MacMagazine soltou a notícia de que a Sprint e T-Mobile já divulgaram que a pré-venda de iPhones 7 foi a maior já registrada por elas.

Obviamente você também tentou de uma forma velada ( e que fracassou) me chamar de fanboy. Nada como chamar de recalcado, hater, etc., as pessoas que não estão de acordo com você sem refutar a argumentação contida na mensagem... é o caso clássico de falácia lógica chamada “argumentação Ad Hominem”.  É a tática número 1 desse terreno nervoso que é a internet. O curioso é que, em momento nenhum, eu afirmei que o iPhone 7 era maravilhoso ou que os AirPods eram a coisa mais inspiradora do século. Novamente a manobra de esconder a falta de argumento substanciado no ataque a quem indaga foi por você empregada.

Como fashionista você falha ainda pior. Joguei no Google uma pesquisa pra ver quantas capas de revistas de moda apresentaram o Apple Watch e - FUÉN - só tinha uma revista francesa irrelevante e uma Vogue asiática. Nossa, se o RP da Apple fez contatos para colocar o produto nas capas fashion, que demitam essa pessoa "destalentada" pois a estratégia miou. Me pergunto se você achou que a Apple queria roubar uma fatia do mercado da Louis Vuitton quando fez acordo com Michael Kors para criação daquela bolsa especial para carregar Macs e igadgets. Obviamente que, como se trata de wearable tech, a Apple iria mesmo incluir o relógio em eventos relacionados à moda. Mas até aí a Apple inclui seus produtos nos mais variados mercados. Contratar uma executiva da Burberry não comprova nada. Se for seguir essa sua lógica, vamos todos então concluir que a Rede Globo queria transformar seu negócio de comunicação em uma grande loja de departamento quando contrataram aquela mulher que afundou a Mesbla como nova diretora da empresa? Obtuso pra mim é achar que uma executiva talentosa vai para outra empresa apenas se for para atuar com repertório baseado no ramo da empresa na qual trabalhava anteriormente. Quer dizer então que ela era uma fashionista nata porque trabalhava numa empresa de moda, e com esse talento ela vai transformar a Apple no novo império das tendências? Haha. Não poderia ela apenas ser talentosa para atuar em qualquer tipo de ramo e capaz de levar uma empresa rumo a refinação de sua identidade, ao oferecer estratégias para ótima relação empresa-cliente, e etc?  Mas enfim, né... vamos aguardar a próxima coleção de verão by Apple que com certeza vai acontecer - mesmo que seja só na sua imaginação - altamente afinada e promovida pela ex-Burberry. Vai ser um estouro. Aposto que já estão instalando provadores em todas as Apple Stores ao redor do mundo. Mas, sem sombra de dúvida, minha parte preferida da sua narrativa sobre Apple Watch no mundo da moda é com certeza as passeatas. O que uma "passeata" tem a ver com moda até agora não entendi.

E - novamente - pelo menos no Brasil, dispositivo não é uma boa definição para um iPhone... mas aprendemos todos que você sabe usar dicionário online. :)

 

 

Bem JoeD, quem iniciou o uso de linguajar não muito 'educado', inclusive dos ataques pessoas foi você, que até continua com eles. Não tem como você se colocar de vítima ou até tentar se colocar moralmente por cima, a situação é justamente inversa. Entretanto, o jeito de falar não tem nada a ver com o conteúdo nesse caso, eu tentei mostrar algumas fontes ou 'porque' pensei de tal jeito. Cada um é livre para concordar ou não, acho que os posts de qualquer usuário aqui são assim.

Eu nao disse que preciso de mais palavras, leia de novo, disse que 'algumas vezes' é preciso gastar mais palavras. Quem criou a regra foi você.

Em relação a presença em revistas de moda, só olhando rápido no google já achei capas nos eua, franca, canada, hong kong, etc. Você não viu com cuidado. Mesmo assim, a questão das capas faziam parte de um contexto que tinham junto produtos de luxo, campanhas em revista, mudança de linguagem visual, branding e a novas contratações. É possível saber os detalhes do que acontece dentro da Apple? Claro que não. Novamente, é uma 'análise sugestiva', como todas do fórum são, cada um pode concordar, discordar, contribuir, é um espaço livre.

Em relação ao iPhone 7, lançamentos de iPhones historicamente vendem bem. O iPhone 6s também vendeu muito bem no início mas depois caiu. Existem várias análises para isso, que vão desde competição forte na china, saturação do mercado europeu e americano, falta de inovações atraentes no modelo, dentre outras. Na minha opinião, parece que esses obstáculos que existiam para o 6s continuam existindo para o 7. Sinceramente, eu ainda não acho que o iPhone 7 vai vender tanto quanto o iPhone 6 vendeu por exemplo. Cada um pensa da forma que acha melhor. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Oi Gustavo,

Acho que ousado seria se eles fizessem um telefone sem entrada alguma para earphones, e isso sim eu acharia um passo atrás pois não acredito que as pessoas iriam aderir facilmente. Você falou em comentário anterior sobre o como a mudança altera a vida dos audiófilos. Olha, eu conheço alguns (sem querer "carteirar", um deles é o Ed Motta) e o que sei é que nenhum audiófilo que se preze depende de iPhone para mergulhar nos prazeres da apreciação musical. Essa galera ainda fortemente diz que LPs são a fonte mais precisa e fiel ao que se fez em estúdio. Os que recorrem ao formato digital certamente usam algo a mais que um iPhone - ou earpods - para curtir um som. Ainda não testei AirPods pra saber, mas os que experimentaram e escreveram sobre - provavelmente tão leigos quanto nós na questão de som - disseram que não há diferença. Eu com certeza só vou aderir na segunda versão do mesmo (não compro a primeira versão de nada), então por um tempo não saberei como é o dia a dia com AirPods. Mas estou muito curioso pra ver como será a adoção deles pelo público. A primeira semana ditará os rumos de como a Apple lidará com eles.


Cara, não curto muito discutir sobre rumores (só fico acompanhando o fórum) e muito menos de me expor em discussões da internet mas vou fazer uma exceção para comentar sobre o seu comentário (desculpa a redundância!).
Parabéns pelo que foi escrito, tanto na resposta do comentário anterior do outro participante do fórum quanto no análise dos AirPods. De verdade, parei pra ler e analisar sobre o que você escreveu.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, joaofaf disse:

Bem JoeD, quem iniciou o uso de linguajar não muito 'educado', inclusive dos ataques pessoas foi você, que até continua com eles. Não tem como você se colocar de vítima ou até tentar se colocar moralmente por cima, a situação é justamente inversa. Entretanto, o jeito de falar não tem nada a ver com o conteúdo nesse caso, eu tentei mostrar algumas fontes ou 'porque' pensei de tal jeito. Cada um é livre para concordar ou não, acho que os posts de qualquer usuário aqui são assim.

Eu nao disse que preciso de mais palavras, leia de novo, disse que 'algumas vezes' é preciso gastar mais palavras. Quem criou a regra foi você.

Em relação a presença em revistas de moda, só olhando rápido no google já achei capas nos eua, franca, canada, hong kong, etc. Você não viu com cuidado. Mesmo assim, a questão das capas faziam parte de um contexto que tinham junto produtos de luxo, campanhas em revista, mudança de linguagem visual, branding e a novas contratações. É possível saber os detalhes do que acontece dentro da Apple? Claro que não. Novamente, é uma 'análise sugestiva', como todas do fórum são, cada um pode concordar, discordar, contribuir, é um espaço livre.

Em relação ao iPhone 7, lançamentos de iPhones historicamente vendem bem. O iPhone 6s também vendeu muito bem no início mas depois caiu. Existem várias análises para isso, que vão desde competição forte na china, saturação do mercado europeu e americano, falta de inovações atraentes no modelo, dentre outras. Na minha opinião, parece que esses obstáculos que existiam para o 6s continuam existindo para o 7. Sinceramente, eu ainda não acho que o iPhone 7 vai vender tanto quanto o iPhone 6 vendeu por exemplo. Cada um pensa da forma que acha melhor. 

:o As meninas dos meus olhos não acreditam! Impressionante: novamente você fala algo sem embasamento em fato concreto. A mais nova - e sem evidências - é dizer que os ataques pessoais foram iniciados por mim. Não chamei ninguém de nomes. Eu tenho modos. Mais absurdo é você me acusar de fazer exatamente o que você acaba de fazer: se colocar na posição de vítima acuada e falar que quem faz isso sou eu. Eu jamais me faria de vítima, eu não sou covarde. Aprenda: se eu ataquei o seu argumento, isso não significa que eu ataquei a sua pessoa. Eu não me fiz de smartão e desci o nível ao questionar a capacidade de compreensão alheia, e ainda criticar a linguagem empregada. A ironia da situação é criticar, com gramática incorreta, o "linguajar ruim" alheio, e depois se sentir atacado. Então tá!

Acompanhar suas argumentações é surpreendente... até de inventar regra você me acusou. Haha! Como se requirir o mínimo de coerência baseada em fatos fosse uma regra que eu inventei! Isso se chama credibilidade. Ter credibilidade é bancar o que se fala. Você não disse que "ninguém iria comprar os AirPods"? Não fez também toda uma análise de afirmar categoricamente o que a Apple pensa, como age e o que é mais importante para ela? Oras, eu só desafiei seu embasamento. E agora, apenas agora, você está tomando a saída conveniente - típica de quem nunca tem fatos concretos - e fala que você apenas "acha" e que as análises são "sugestivas". Ora, então que assumisse isso desde o início ao invés de procurar provas que tornaram a emenda pior que o soneto. 

E ainda no assunto credibilidade, você também acabou de questionar minha habilidade de usar "com cuidado" o Google (céus!). Novamente fui até o Google - para não ser injusto mesmo sabendo que eu estava certo - e dessa vez fiz diferente: relacionei a palavra "Apple Watch" com o nome de cada revista de moda conceituada (Vogue, Elle, Marie Claire, V...) e o resultado foi (quase) 0. Digo quase 0 pelo fato de uma Vogue asiática (que eu já havia citado) ter aparecido. Ah, apareceu também uma revista fitness mas essa publicação não qualifica como revista de moda. Mas óbvio que agora você mudou o referente à "evidência alarmante", e as diversas capas de moda citadas são na realidade "campanhas". Caracterizar diferente aquilo que antes foi afirmado categoricamente, para alguns,  é costumeiro quando um argumento cai por terra. E o erro é sempre daquele que "não olha direito", né? Sei sim...

Mas o "fenômeno" mais curioso do como você agora se posiciona é o fato de você adotar a palavra "parece" quando anteriormente você era categórico em afirmar tudo o que você dizia. Você deixou de lado uma postura "eu sei/eu li/eu pesquisei/eu entendo" para fazer a linha "eu acho". Agora o iPhone vai mal das pernas não porque a Apple não se ligou na clientela, mas por causa de várias análises, e "cada um pensa da forma que acha melhor" e deixa os jornalistas, marketshares pra lá... então tá.

Na boa, essa tática - muito popular em Brasília - de se responder uma pergunta falando de qualquer coisa (ou apenas do que se deseja falar), menos do que foi originalmente abordado, não cola. Pode funcionar com muitos, mas em geral ela tende a falhar.

Mas enfim... depois dessa acho que vou lá atualizar a descrição do meu perfil no Twitter para "inventor da credibilidade e atualmente aprendendo a ver coisas no Google com cuidado."

 

2 horas atrás, Neto Farias disse:


Cara, não curto muito discutir sobre rumores (só fico acompanhando o fórum) e muito menos de me expor em discussões da internet mas vou fazer uma exceção para comentar sobre o seu comentário (desculpa a redundância!).
Parabéns pelo que foi escrito, tanto na resposta do comentário anterior do outro participante do fórum quanto no análise dos AirPods. De verdade, parei pra ler e analisar sobre o que você escreveu.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Obrigado, Neto. Eu gosto de rumores e me divirto com eles. É legal imaginar as ideias alheias do que desejariam que o iPhone se tornasse. É massa também ouvir sobre rumores concretos. Sobre o resto comentado, não sou boladão... mas o que não gosto é de previsão apocalíptica mal embasada. Todo ano é a ladainha de que a Apple vai falir e que o Jobs tá fazendo falta. Quanto fatalismo negativo. 

Editado por JoeD

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, JoeD disse:

:o As meninas dos meus olhos não acreditam! Impressionante: novamente você fala algo sem embasamento em fato concreto. A mais nova - e sem evidências - é dizer que os ataques pessoais foram iniciados por mim. Não chamei ninguém de nomes. Eu tenho modos. Mais absurdo é você me acusar de fazer exatamente o que você acaba de fazer: se colocar na posição de vítima acuada e falar que quem faz isso sou eu. Eu jamais me faria de vítima, eu não .....

Bem JoeD, quem começou a ler desde o início viu que quem começou com acusações foi você. Não estou inventando. No meu último post tentei colocar algo no linha de que: as pessoas tem direito as suas opiniões justamente para tentar evitar prolongar ainda mais as discussões. Eu ainda continuo achando que você está errado. Isso não tem nada a ver com covardia, muito menos com falta de credibilidade.

Em relação ao apple watch:

- Fashion magazines worldwide can't get enough of the Apple Watch: http://mashable.com/2015/03/04/apple-watch-yoho-cover/#OG52ROT.ViqN

- ...Apple Watch has been featured in several fashion and fitness magazines worldwide in recent months, including Self, Vogue, Style, East Touch, YOHO, Fitness Magazine and Elle: http://www.macrumors.com/2015/04/02/apple-watch-flare-magazine/

- The Apple Watch is on the cover of a Chinese fashion magazine: http://www.businessinsider.com/the-apple-watch-is-on-the-cover-of-a-chinese-fashion-magazine-2015-3

- Apple and Fashion: A Love Story for the Digital Ages: http://www.vogue.com/13401631/apple-tim-cook-jony-ive-interview/

Fiz uma pesquisa bem rápida e já achei essas matérias. Você não viu direito. Claro que ninguém é perfeito. Continuo achando as evidências bastante claras, cada um é livre para concordar ou não. 

Eu não disse que a Apple vai cair ou falir, nem falei de Steve Jobs nos meus posts. Eu acho sim que a Apple poderia ter feito bem melhor com o iPhone 7 e que os airpods deviam ser mais baratos não só pela suposta qualidade de áudio que até agora só li que são 'muito pouco melhor que o fone antigo' como também para popularizar mais o fone. 1400 reais é um preço absurdo e mesmo com 159 dol na gringa é possível comprar vários fones de ótima qualidade. O iPhone 7 é um bom aparelho mas não parece para mim que a Apple tem surpreendido nos últimos tempos como já fez antigamente. E a retirada do fone da forma como foi feita parece hostil ao usuário para mim. Será um efeito duradouro? Só o tempo dirá. O iPhone do ano que vem deve chegar com um design totalmente novo e novas funções, veremos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estava assistindo o vídeo (1min10seg) abaixo e fiquei fascinado com a cor preto brilhante, como diz a Apple, ou black piano. Acho que é um dos atrativos que ajudou a bombar as pré-vendas do aparelho.

http://www.youtube.com/watch?v=J5HtSy5bATk

Editado por sigma7

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando a apple falou glossy ela não estava brincando. Eu acho muito bonito também. Até acho que seria legal se a Apple além da caixa preta exclusiva fizesse uma case também preta e brilhosa para ser usada com o aparelho, de forma a proteger mas não perder totalmente o apelo do visual. Na caixa não vem mais o estojo para os fones, de repente cortaram um pouco o custo para incluir o adaptador do fone. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Notícia +- boa. Fui a ciudad del este a passeio esse final de semana e lá já tem algumas unidades do iPhone 7 a singela bagatela de $1.400,00 32gb.

 

Att

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 14 de setembro de 2016 at 23:37, Roney Lirio Vitoriano disse:

galera, se eu comprar o iphone 7 da AT&T eu vou ter problema com o 4G e garantia ?

 

iPhone no Brasil passou a valer a garantia mundial, independente do modelo. E o aparelho da at&t vai funcionar aqui sem problemas já que possui a banda de frequência do 4G nacional (é o mesmo modelo A1778 da T-Mobile), aliás, todas as variações do iPhone 7/Plus possuem suporte a banda 7 (2600MHz).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para quem quiser ver alguns exemplos de fotos produzidas com o iPhone 7 vale a pena acessar um tópico no fórum do MacRumors (exemplo de uso de zoom 7+). Por enquanto tem poucas postagens, mas já chego a conclusão que a câmera do 6S já seria o suficiente para mim, ainda mais por estar satisfeito com a do 5S ^.^

Editado por sigma7

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
To bolado. 

To aqui em Orlando até dia 30 de setembro, e perdi a pré-venda do JetBlack. 

Será que vai estar uma loucura nas lojas até essa data? Porque pelo amor... 
 


Tenta ir em alguma operadora que venda sem contrato, como a T-mobile ou Sprint. Existe também a MetroPCS mas são sei se já possuem iPhones disponíveis.

Pra ser sincero acho bem difícil você achar o Jet Black em qualquer loja. No meu caso, a primeira vista achei ele o mais bonito de todos, mas após ter colocado a mão nele e no Matte Black, eu ficaria com a segunda opção. Não só pela tendência de danificar menos a tinta, mas pela beleza também! Achei mais bonito que o Jet Black.


Sent from my iPhone using Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Jet Black vs Matte Black

 18316-16855-BlacksNExt-l.jpg 18316-16841-7BlacksCamera-l.jpg 18316-16842-7Diagonal-l.jpg Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=J5HtSy5bATk

 

Eu acho o Jet Black mais bonito, mas seria mais ainda se não tivesse o reflexo e também o problema dos riscos e marcas de gordura da mão. Tenho em mãos o 3GS cheio de risco, o que não me incomoda, mas vejo como problema a opacidade gerada pelo desgaste da traseira, o que não sei se também ocorrerá com o Jet Black.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
40 minutos atrás, lordney disse:

Alguém aqui faz o serviço de importar o iPhone para vender no Brasil?

Tem alguns vendedores no fórum que fazem, sessão de classificados.

Editado por Heit0r

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Jet Black vs Matte Black

 18316-16855-BlacksNExt-l.jpg18316-16841-7BlacksCamera-l.jpg18316-16842-7Diagonal-l.jpg Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=J5HtSy5bATk

 

Eu acho o Jet Black mais bonito, mas seria mais ainda se não tivesse o reflexo e também o problema dos riscos e marcas de gordura da mão. Tenho em mãos o 3GS cheio de risco, o que não me incomoda, mas vejo como problema a opacidade gerada pelo desgaste da traseira, o que não sei se também ocorrerá com o Jet Black.


Eu acho o Jet Black mais diferente que bonito. Diferente do que a Apple estava a utilizar em iPhones.
Eu achei o Matte Black mais elegante que o Jet.


Sent from my iPhone using Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sobre os problemas do Jet Black, aposto que será possível passar algum tipo de produto que aumente a resistência a riscos e gorduras. Se eu não me engano já vi um produto que promete isso, mas não lembro o nome.

Outra coisa, não sei se acompanharam alguns vazamentos, mas no passado vazaram mockups do iPhone 7 na cor azul. Sabe-se lá se não existiu e a Apple tenha desistido de lançar no mercado... Em termos de cor era o meu sonho de consumo, pois em carros geralmente a cor azul até "muda de cor" depende do horário ou luminosidade e acho isso esteticamente interessante.

iphone-7-blue.jpgiPhone-7-dark-blue-Martin-Hajek-001.jpgheres-what-the-black-iphone-would-look-liphone-7-plus-prototype-video-00.jpgbesound-iphone-7-mockup.jpghqdefault-3.jpg

Vídeo: 

 

Por fim uma curiosidade: geralmente todos querem a cor "x", "y", "z", mas depois compram uma capa e tapam a cor escolhida kkk. Vai entender...

Editado por sigma7

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Conteúdo Similar

    • Por
      Olá , Gostaria de saber como está o iOS 13.1.2 nos iphone 7 e 7 plus , se está rodando direitinho sem muitos bugs e se a bateria está boa ou não hoje a minha bateria dura o dia todo e está com 84% da capacidade , estou com o ios 12.3 estou com duvida e um pouco de receio de atualizar pois vi algumas pessoas reclamando de bugs . obrigado pela atenção
    • Por ederrp
      Olá pessoal,
       
      Estou com um iPhone 7 32gb space gray lacrado com garantia de 1 ano.
      Estou localizado na zona Leste de SP (Artur Alvim), posso entregar em algum shopping da zona lesta.
      Valor R$2.100,00.
      mais infos contate no meu whatsapp abaixo:
      https://bit.ly/2KIwKv4
       
    • Por italofelix
      Boa noite,
      Comprei um iphone 7 em outubro de 2017 e, apesar de todo mundo reclamar da bateria da apple, sempre consegui que ela durasse 2 dias de uso. E isso durou até o início desse ano.
      Entretanto, mais ou menos em maio desse ano, após uma das atualizações do ios 12 (não me recordo qual), percebi que a bateria começou a "durar" menos.
      Comecei a prestar atenção na Saúde da Bateria, e em 8 de junho ela estava em 90%. Achei normal, visto que eu ja estava com ele há mais de 1 ano.
      Mas em 7 de julho vi que ela já estava com 87% e hoje (1 de agosto), ela caiu para 86%, ou seja, diminuiu 1% em 1 mês.
      Isso é normal, visto que o celular tem quase 2 anos? Alguém mais teve esse problema?
      Obs: meu uso do celular se resume a navegação na internet e whatsapp. As vezes eu jogo alguma coisa leve.
    • Por itsJhon
      Olá amigos, 
       
      Comprei um iPhone 7 novo que acabou de ser entregue aqui em casa. Assim que liguei notei que há luz vazando no canto inferior esquerdo da tela, é bem perceptível! Tenho um outro iPhone 7 e comparando as telas lado a lado fica bem clara a diferença.
       
      O que vocês recomendam fazer? Pelo que sei tenho duas opções, levar em uma autorizada Apple ou devolver o celular para a loja (magazine luiza) e pedir outro. O problema de levar na Apple seria a possível troca da tela, pois o aparelho é novo, não seria legal ele ser aberto e ficar lá "jogado" na assistência. O problema de devolver para a loja seria a burocracia, até porque viajo neste domingo.
       
      Enfim, essa é minha situação, gostaria de conhecer as experiências de vocês e talvez dicas.
       
      PS.: meu iPhone antigo é um de 32GB produzido na China, o novo é um 128GB produzido no Brasil.
    • Por Eliane Sembarski Medina
      Apenas 1 mês de uso, com nota fiscal, sem avariações e nenhuma queda. 
      Apenas estou vendendo, pois não me atende no âmbito profissional.
      Troco por Iphone 7 com 128 Gigas  ou 8  
    • Por wlleo
      Meu iphone 7 do nada ficou doido, apresentou defeito no botao home, ele não clica mais, so le a digital, defeito no sensor de proximidade e tbm no som, não sai audio e não reproduz video ou qualquer coisa que reproduza audio, o video ou audio fica parado e não anda, ja tentei atualizar mas nada, me ajudem!!!
    • Por ricardofh95
      Tenho um iPhone 7 256gb ha pouco mais de um ano, sempre funcionou perfeitamente. Uma semana atras resetei o iPhone como sempre fiz com todos os iPhones que ja vendi e comprei, indo em Settings, General, Reset e reset all content and settings, mas desta vez apos o reset o iPhone comecou a exibir a mensagem "Sim not supported" mensagem essa que apenas deveria ser exibida em caso de iPhones bloqueados em operadoras. Moro em Dublin (Irlanda), comprei online num site de classificados, porem o celular havia sido ativado uma semana antes, eu chequei. O aparelho sempre foi desbloqueado desde que comprei, sempre usei pre pago, em pelo menos tres operadoras na Irlanda e duas em Portugal, nunca tive problemas antes. Liguei no suporte da Apple e fiz tudo que me mandaram, restaurei pelo iTunes mas nada, configurei como novo iPhone, tentei com backup do iCloud, mas sempre que coloco o sim card vejo uma tela branca com aquele Hello em varios idiomas e uma janela me dizendo "Activation Required", e a unica opcao a ser selecionada "Dismiss", seleciono e vejo um texto me dizendo "Update Completed" e que restam mais alguns passos antes de terminar, clico em "Continue" e vejo uma tela branca com uma rodinha carregando dizendo que pode levar alguns minutos para a ativacao, segundos depois me exibe a mensagem "Sim not valid" e um texto dizendo que o sim card instalado vem de um provedor nao suportado sobre a politica de ativacao.
      Agendei um horario num revendedor premium da Apple, disseram que deve ser problema de hardware, e que muito dificilmente pode ser consertado pois o leitor de sim card esta soldado na placa mae. Verificou no sistema que meu iPhone foi comprado no Reino Unido, que era bloqueado mas atualmente se encontra desbloqueado, mas como poderia ter sido desbloqueado menos de uma semana apos a compra? Se fosse desbloqueado naquelas lojinhas que fazem baratinho, seria definitivo e apareceria ate no sistema da Apple?
       Disse tambem que segundo a legislacao de la ainda sou elegivel para substituicao do aparelho, se eu tiver a nota, coisa que nao tenho, eu posso ir em Belfast na Irlanda do Norte (parte do Reino unido) onde se encontra a Apple Store mais proxima e provavelmente ter meu aparelho trocado, do contrario posso pagar 380 euros pela substituicao aqui em Dublin mesmo. 
      Agora nao sei o que faco, sei que muito depende de quem te atende, pode ser ate que nao me exijam nota nem documento nenhum, como ja ouvi relatos. Estou considerando viajar esses 150km e ir la ver o que acontece.
      Alguem tem alguma informacao util ou ja passou por situacao parecida?
    • Por guijesaraujo
      Pessoal, tudo bom?
      Vou comprar um iPhone X de 64GB no Boulevard Monti Mare, ali na Paulista.
      Pra quem não é de São Paulo, é uma galeria dominada por chineses e que é famosa por ser o centro de compras informal de eletrônicos (quase como uma Santa Efigênia).
      A questão é: o iPhone X é caro. E depois que vi a possibilidade de adquirir um Apple Care + de fora (acompanhei o post da MM sobre o assunto: https://macmagazine.com.br/2018/03/15/saiba-como-adquirir-online-o-applecare-para-o-seu-iphone-recem-comprado/), fiquei tentando a adquirir um. Ainda mais que o celular é bonito pra caramba, não quero embrulhar ele numa case e ficar por isso aí.
      Mas um iPhone X, ou qualquer outro aparelho que não tenha sido comprado diretamente com a Apple, tem direito ao Apple Care +? Sei que na aquisição do AC+ online, não é necessário apresentar uma nota fiscal, apenas fazer uma varredura via app.
      Enfim, será que é possível?
    • Por hedersacj
      Estou com um problema pra receber chamadas em um iPhone 7, rodando iOS 11.3, na operadora Vivo, esse problema já deve ter cerca de 2 meses, ocorre que sempre quando ligam a primeira a chamada cai na caixa postal, mas se logo em seguida a pessoa ligar novamente, a ligação completa.
      Já resetei os ajustes de rede (mais de uma vez), entrei em contato com a Vivo e segundo eles fizeram um procedimento na linha pra tentar resolver o problema, mas até então nada de solucionar o problema!
      Agradeço desde já quem souber resolver o problema ou mesmo se estiver passando pela mesma situação.
    • Por Ricardo Stuani
      Vi um anuncio da venda de um iphone 7 128gb com o preço mas baixo, 1500, mas segundo o dono a biometria não funciona e nem a câmera frontal, gostaria de saber se alguém aqui sabe quando custa aproximadamente arrumar essas duas peças em uma não autorizada e na própria apple 
  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      48.536
    • Total de Posts
      415.901
×
×
  • Criar Novo...