Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

Pessoal,

uma coisa que não entendo: como comprimir um vídeo HD em tão pouco tamanho (MB~GB)?

Do que andei pesquisando notei que o Target Bitrate (Mbps) influencia muito no tamanho do arquivo, mesmo eu deixando em 5~8 Mbps na hora de exportar ainda considero um arquivo grande.

Utilizo Adobe Premiere.

Pra vocês entenderem, vejam na imagem em anexo a comparação: um arquivo filme que baixei na internet de 1h32min 1920x1040 tem 1,55 GB e o outro que exportei no Premiere de 5 minutos 1280x720 ficou com 217 MB.

Como fazer uma compressão que mantenha a qualidade com o menor tamanho de arquivo?

 

Obrigado.

 

comparar.jpg

Editado por Coyote®
Menor resolução da imagem

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ja usou/tentou o Handbrake? Tem varias opções de conversão...de qq forma compressão pra diminuir o tamanho e (manter a qualidade?!) complicado hein. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bahh. Esse assunto aí tem muito pano pra manga.

Vai do codec, contêiner, local de replay do vídeo...

Handbreak é um bom começo.


Sent from my iPhone using Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
23 horas atrás, FЯΞD disse:

Ja usou/tentou o Handbrake? Tem varias opções de conversão...de qq forma compressão pra diminuir o tamanho e (manter a qualidade?!) complicado hein. 

Entendo, FRED,

mas pelo cálculo o arquivo de 5 min deveria ter 83 MB comparado ao de 1h30 com 1,55 GB.

Não tinha tentado o Handbrake, mas trago boas novas:

Codifiquei nele escolhendo o preset Vimeo Youtube 720p30 e veja que ótimo o resultado dos arquivos!

 

comparar2.jpg

comparar3.jpg

15 horas atrás, Gustavo B disse:

Bahh. Esse assunto aí tem muito pano pra manga.

Vai do codec, contêiner, local de replay do vídeo...

Handbreak é um bom começo.


Sent from my iPhone using Tapatalk

Nem me fale...

Se não fosse tanta diferença dos arquivos que baixo pros que exporto, nem ligaria. Mas entende que é enorme?

Saca só o resultado só de passar no Handbreak! 😎

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, Coyote® disse:

Entendo, FRED,

mas pelo cálculo o arquivo de 5 min deveria ter 83 MB comparado ao de 1h30 com 1,55 GB.

Não tinha tentado o Handbrake, mas trago boas novas:

Codifiquei nele escolhendo o preset Vimeo Youtube 720p30 e veja que ótimo o resultado dos arquivos!

 

comparar2.jpg

comparar3.jpg

Nem me fale...

Se não fosse tanta diferença dos arquivos que baixo pros que exporto, nem ligaria. Mas entende que é enorme?

Saca só o resultado só de passar no Handbreak! 😎

Handbrake é show!  Obrigado por compartilhar o resultado do preset escolhido. Certamente vai ajudar a muitos amigos Foristas! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 08/05/2019 at 11:41, Coyote® disse:

Pessoal,

uma coisa que não entendo: como comprimir um vídeo HD em tão pouco tamanho (MB~GB)?

Respondendo a sua pergunta de forma rápida: diminuindo a taxa em bits por segundo na compressão do vídeo e do áudio.

Para responder de forma mais completa, segue um textão abaixo. Se quiser ignorar, vai fundo. Caso queira ler, então "senta que lá vem história"...

Compressão de vídeo e áudio é, de forma muito leiga, jogar fora o que os olhos não vêem e os ouvidos não escutam. Ridiculamente simples resumindo, mas o conceito por trás disso é complexo pra caramba e nem é o objeto do que vou escrever aqui.

Basta dizer que o tamanho final do arquivo vai depender de alguns compromissos como qualidade e tempo de compressão e para entender de forma simples precisamos estabelecer algumas constantes.

Dessa forma, vou fazer uma afirmação polêmica mas que é provada com o poder da matemática: "Não importa a resolução do vídeo, a quantidade de quadros por segundo e muito menos o CODEC de vídeo usado. O tamanho do arquivo será definido pela taxa de bits na compressão dele". É uma afirmação simplória que ignora alguns conceitos, mas você vai entender mais abaixo porque ela é válida.

Geralmente é nesse momento que os produtores de conteúdo querem me bater...

Vamos tomar por exemplo um formato comum em emissoras de TV atualmente: o Sony XDCAM HD fase 3. Esse formato trabalha com um CODEC MPEG2 Long-GOP com taxa fixa (CBR) em 50 Mbps (Megabits por segundo) para vídeo. Vamos usar ele como base.

Vamos tomar também como base o sinal de TV do SBTVD (Sistema Brasileiro de TV Digital) para definir resolução e taxa de quadros apenas para efeito de cálculo. Esse sinal dita que o vídeo transmitido pela emissora tem resolução de 1920x1080 com 30 quadros por segundo entrelaçados, que alguns editores de vídeo apontam como 1080/59,94i onde o 59,94 seria a frequência vertical do vídeo. Esses 30 quadros são arredondados, o correto seriam 29,97 quadros por segundo, mas você vai perceber que isso pouco importa para as contas.

Agora vamos fazer algumas contas:

A taxa de vídeo é de 50 Mbps CBR e o padrão citado diz que são 30 quadros por segundo, ou seja, 30 quadros (independente da resolução) terão que ser comprimidos em uma taxa total de 50 Mb. Um vídeo de 1 minuto tem 60 segundos, então a conta para saber o tamanho de um vídeo de um minuto nesse cenário é:

50 Mbps x 60 segundos=3000 Mb (Megabits). Dividindo por 8 para converter para MB (Megabytes), daria um total de 375 MB de espaço ocupado para cada minuto de vídeo (sem considerar áudio).

E se fizermos a conta com vídeo SD, também padronizado (720x486 a 30 quadros por segundo entrelaçados)? Para isso temos que usar como padrão uma compressão comum da época. Para efeito de exemplo, vamos usar também um formato comum em emissoras de TV: Sony IMX 50, ou Sony XDCAM fase 1. Esse formato também usa taxa de 50 Mbps CBR para vídeo, ou seja, a conta é a mesma!

50 Mbps x 60 segundos=3000 Mb (Megabits). Dividindo por 8 para converter para MB (Megabytes), daria um total de 375 MB de espaço ocupado para cada minuto de vídeo (sem considerar áudio) - copiado e colado de cima.

Independente da resolução e do CODEC, o tamanho final é o mesmo. Lembrando que para efeito de cálculo ignoramos o áudio e os cabeçalhos dos CODECS. A regra acima vale para o áudio também. Se a taxa de bits na compressão for a mesma e a quantidade de canais de áudio for igual, o espaço ocupado pelo áudio será igual. Pequenas variações irão ocorrer por conta dos cabeçalhos dos contêineres e dos CODECs.

A resolução do vídeo e a taxa de quadros só entram na conta se você quiser estabelecer a taxa de bits na compressão para o seu objetivo, ou seja, eles só são realmente importantes nas contas (que se tornam muito mais complexas) caso você ainda não tenha uma taxa de compressão definida e esteja trabalhando para definir que taxa usar no seu projeto, pesando tamanho do arquivo, qualidade, tempo de compressão, tempo de distribuição, etc... Nesse caso, o que vai acontecer é exatamente a dúvida que vem a seguir.

Então porque geralmente vídeo HD ocupa mais espaço que um vídeo SD se nas contas dá pra fazer do mesmo tamanho? A explicação, jovem Padawan, é porque geralmente usam taxas diferentes, mais altas no HD. No exemplo, foram usados formatos profissionais desenvolvidos por uma empresa gigante especializada no assunto, mas quando vamos falar de mundo real, o compromisso muda e os CODECs não podem ser caros para não aumentar o custo dos equipamentos e não podem ser complexos senão precisaríamos de servidores NASA-Like para assistir/editar esses conteúdos. Nos primórdios dos vídeos em HD, para editar era necessário computadores muito mais poderosos que a média comercializada no mercado. Hoje, qualquer coisa edita em HD sem problemas, inclusive com CODECs profissionais como os citados acima. O comum no começo do vídeo HD era usar os CODECs já estabelecidos, mais simples. Eles foram adaptados para a resolução mais alta e trabalhavam com taxas mais altas para manter uma qualidade satisfatória.

Observe que um vídeo SD tem 345.600 pixels por quadro, sendo 30 quadros por segundo então temos 10.368.000 pixels em um segundo. Já no HD são 2.073.600 pixels só em um quadro, em um segundo são 62.208.000 pixels. Ou seja, usar a mesma taxa faria com que o vídeo HD tivesse maior resolução, mas menos qualidade por pixel que o SD, impactando na qualidade geral do vídeo armazenado, dado que em HD, com a mesma taxa de compressão, seria necessário comprimir mais pixels nesse um segundo, ou seja, os pixels seriam mais comprimidos para caber na mesma "caixinha". E olha que estamos considerando um vídeo com 30 quadros por segundo... Tudo isso aí piora se o vídeo HD subir para 60 quadros por segundo!

Ou seja, quando a quantidade de pixels aumenta, é necessário aumentar a taxa para manter a qualidade do pixel igual, por isso um vídeo HD "consome" mais espaço porque a taxa usada é maior.

É aí que entram os CODECs diferentes, como no exemplo. Se a taxa dita o tamanho, porque usar H.264 produz um arquivo menor que um MPEG? A resposta é eficiência. CODECs mais modernos conseguem, através de diversas técnicas, comprimir com maior qualidade do que CODECs mais antigos. De forma prática, eles entregam qualidade superior com a mesma taxa. No exemplo acima, O XDCAM HD fase 3 é um CODEC mais eficiente que o XDCAM HD fase 1, e com a mesma taxa foi possível entregar o vídeo com a mesma qualidade por pixel, mesmo sendo mais pixels por quadro e consequentemente mais pixels por segundo. Ou seja, aumentou a resolução, ocupando o mesmo espaço, sem perder qualidade no pixel.

Mas e se a qualidade que eu tenho já é satisfatória, pra que produzir CODECs mais eficientes? Simples: com maior eficiência eu posso manter a mesma qualidade com taxas menores. Ou seja, um CODEC H.264 com taxa mais baixa entrega a mesma qualidade que um MPEG com taxa mais alta, lógico, respeitando diversas regras porque há limites. Se ambos forem ajustados para a mesma taxa, o H.264 entregará um resultado final muito superior ao MPEG, novamente respeitando diversas regras. Resumindo: se o seu compromisso for capacidade de armazenamento, usar um CODEC mais eficiente permite ter o vídeo com a mesma qualidade ocupando menos espaço e se o seu compromisso for qualidade, esse CODEC mais eficiente permite ter um vídeo de maior qualidade armazenado no mesmo espaço que o CODEC menos eficiente ocupava.

Como exposto, aumentar a resolução e a quantidade de quadros por segundo mantendo o mesmo CODEC e a mesma taxa de bits por segundo na compressão não vai resultar em um arquivo maior, assim como diminuir a resolução ou a quantidade de quadros por segundo mantendo o mesmo CODEC e taxa de bits por segundo também não resultará em um arquivo menor. O que vai acabar ditando o tamanho do arquivo (e a qualidade do que está armazenado) é a taxa de compressão!

Obviamente há várias coisas que impactam diretamente na eficiência da compressão como o tamanho do GOP e taxa de compressão variável (VBR), mas já estaríamos entrando em conceitos muito mais avançados que não são úteis para o seu objetivo final.

Espero que tenha ajudado na sua dúvida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 11/05/2019 at 16:45, Alan Leitão disse:

Respondendo a sua pergunta de forma rápida: diminuindo a taxa em bits por segundo na compressão do vídeo e do áudio.

Para responder de forma mais completa, segue um textão abaixo. Se quiser ignorar, vai fundo. Caso queira ler, então "senta que lá vem história"...

....

Espero que tenha ajudado na sua dúvida.

 

Esclareceu um tanto, Alan...Obrigado! 👊

 

Li algumas coisas na internet sobre o codec H.265 e vi que tem a opção dele no HandBrake e...

Trago boas novas!

Vejam só a diferença no tamanho do arquivo e sima mesma qualidade do vídeo foi mantida!

 

  • Vídeo exportado no Adobre Premiere 1920x1080 H.264 com taxa de 10 Mbps

1.gif

 

  • Mesmo vídeo comprimido no HandBrake com video encoder H.264

2.gif

 

  • Mesmo vídeo comprimido no HandBrake com video encoder H.265

3.gif

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Atualizações!

 

Estou usando o Adobe Premiere Pro CC 2018 v 12.1.0.

Quando importo um vídeo codificado em H.265 HEVC pelo HandBrake, aparece a mensagem

HEVC Codec mus be installed to use this feature. Clicking OK will install and enable this codec for immediate use.

Depois disso, chora...😪...o Premiere trava, não funciona direito, tive que reinstalá-lo.

Em breve testarei na versão CC 2019 v 13.1.3 e posto o resultado.

 

Abraço!

hevc.png

Editado por Coyote®

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Conteúdo Similar

    • Por Anso Rodrigues
      Gente, tenho um MacBook Pro de 2012, core i5, 8gb ram DDR3 e hd de 512...
      Ele não tem placa de video, tem aquela Intel gráphics 4000 1536
      Ele funcionava super bem, trabalho editando vídeo nele e nunca me deixou na mão... Mas de repente ele travou e bugou tudo! Quando exportava um vídeo finalizado pelo FinalCutPro ele travou e o monitor ficou todo pixelado! E não respondia aos comandos. Então precisei desligar a força. E agora toda vez q abro um arquivo mais pesado como um vídeo em 4k ou um fullhd em 120fps ele trava e desliga só! 
      O que fazer? Será q ele já deu o limite dele!?
    • Por Gabriel Lana
      Boa tarde. Estou tendo problemas com meu FCPX.
      Quando aplico transições, elas ficam com cores estranhas, diferente do que era pra ser.
      Seguem uns prints.

    • Por Coyote®
      Olá!
       
      (MacBook Pro 10,1 (Retina, Mid 2012) - NVIDIA GeForce GT 650M 1 GB - Intel HD Graphics 4000 1536 MB)
       
      Quando sei qual GPU está sendo utilizada?
      Consigo escolher uma padrão e não mudar ao invés do MacBook mudar automático?
      Como funciona isso?
       
      Obrigado! 👊
    • Por Leo Schreier
      Boa tarde,
      Há 1 ano e meio eu venho convivendo com o pesadelo de perder muito tempo no trabalho por conta de um defeito. Meu Macbook Pro desliga sozinho sempre que esquenta e utiliza muito do processador. No caso de edição de vídeo, ele desliga e volta nuna tela branca. E ai eu vou tentar de novo e acontece a mesma coisa. Torna-se um loop onde eu perco horas de trabalho. Pesquisei e vi que o problema pode ser resolvido trocando apenas o HD por uma SSD. O que vocês me dizem? 
      Macbook Pro 15 polegadas (Modelo 2010)
      Processador: 2,4GHz Intel Core i5
      Memória: 8gb 1067 MHz DDR3
      Gráficos: NVIDIA GeForce GT 330M 256mb, Intel HD Graphics 288MB
    • Por jorgegjunior
      Ola venho enfrentando com este modelo de iMac de 21,5 polegadas com processadores i3.  Recebi um iMac deste modelo para trocar a placa de video, uma radeon. O problema era listras na imagem tanto no lcd quanto via monitor externo. efetuei a troca agora ele nao da o video interno somente o externo as placas de video  sao identicas ja efetuei o teste em um imac similar mas com o processador i5. Quando coloco a com problema de volta acontece o mesmo problema, ja testei o lcd, esta ok. Sei que tem um misterio sobre esse imac, tipo ele so da o video externo se a fonte for exatamente do mesmo modelo, ano de fabricação, uma fonte de i5 nela o faz ligar e nao da video interno somente externo. Loucura isso.
    • Por Filipe Kalicki
      Pessoal, gostaria de ideias/opiniões...
      Quero espelhar a tela do meu Macbook Air no iMac 27", a questão é conectividade, no Air é Thunderbolt (versão 2) e no iMac é Type-C.
      Eu não acho cabo com esses plugs diferentes em cada saída. Uma ideia seria usar adaptador em cada ponta e usar um HDMI entre ambos ou usar um adaptador da versão 2 para 3 (Thunderbolt) ou vice-versa. Outra ideia é usar algum app de screen, testei AirServer e similares mas a qualidade da imagem não é bom, ele usa AirPlay.
      Sugestões?
    • Por Philippe.P
      Bom dia pessoal,
      Nesse ultimo sábado tive um problema com meu Macbook Pro 15" Late 2011. Estava usando normalmente (estava até no bootcamp no momento) até que a tela começou a bugar muito: começaram a aparecer linhas finas coloridas horizontais, alterar resolução sozinho, as janelas começaram a ficar divididas, tela começou a piscar e o mais estranho é que eu estava ouvindo música e ela não parou de tocar mesmo eu não conseguindo fazer mais nada no computador (estava travando) até que eu tive que desligar. Quando religuei o Mac, o que eu estava temendo aconteceu, e, ao que tudo indica, a placa de vídeo foi embora... ?
      Quando ligo no MacOS aparece a maça começando a carregar o sistema, e em certo ponto a tela fica branca continuamente e nada acontece... Se eu tento entrar pelo Windows no Bootcamp começa a carregar normal, aparece o logo do Windows carregando, porém, quando vai entrar no sistema, aparece a temida tela azul da morte.
      Mesmo sabendo que meu Macbook tem 6 anos liguei pro suporte da Apple pra ver se eu conseguiria algum lugar pra reparar meu laptop (que eles chamam de 'vintage'), e, como eu já esperava, a atendende disse que muito provavelmente não vou achar mais peças de reparo pra ele e que talvez eu pudesse encontrar em uma loja na Califórnia (o que pra mim fica meio difícil).
      Mesmo esse Mac sendo Late 2011, ano passado eu fiz upgrade de memória (coloquei 16GB) e um SSD de 512GB o que deu uma bela renovada nele, estava funcionando muito bem. Como sou designer gráfico preciso de agilidade, muitas vezes mexo com Photoshop e Illustrator juntos com mockups pesados, imagens grandes e ele dava conta disso facilmente.
       
      Feito toda essa contextualização preciso da ajuda de vocês:
      - Pelos sintomas apresentados vocês acham que foi realmente a VGA que zuou?
      - Se eu tirar o SSD do Mac antigo e colocar num case eu consigo acessar meus arquivos normalmente mesmo tendo senha no MacOS? (lembro que quando troquei o HD fiz isso mas não lembro se tinha tirado a senha antes)
      - Será que vale a pena correr atrás de um reparo pra esse Macbook? Estou receoso quanto a isso pois vai que eu encontre a peça, realize o reparo e logo depois ele da problema em outra coisa sei lá..
      - No caso se eu fosse pegar um novo, estava pensando em pegar o MacBook Pro 15" i7 2.8Ghz / 16GB Ram / 256GB SSD - Modelo MPTR2LL (2017) é um bom Mac? Nesse modelo eu não consigo fazer upgrade do SSD, né?
       
      E por último, vocês me indicam alguma loja? Pois os preços da Apple BR e das lojas daqui são proibitivos...
       
      Desculpa o texto grande e obrigado pessoal!
    • Por Xande Carlos Alexandre
      Pessoal, bom dia.
      Preciso de ajuda!
      Tenho um Mac Mini, o mesmo possui a saída hdmi (que uso no meu monitor principal), também as portas usb 3, firewire e thunderbolt/displayport.
      O uso é pra um home estúdio e não posso abrir mão do uso de um segundo monitor.

      O meu 2º monitor conta com duas opções de conexões de entrada, VGA ou DVI. Atualmente uso com um adaptador baratinho Displayport x VGA.
      Mas preciso liberar essa saída pra minha nova placa de áudio, que será conectada nessa porta thunderbolt única do meu mac mini.

      Sou novo em uso de Mac e seus sistemas, comprei há pouco já com o sistema macOS Sierra (versão 10.12.6).
      Preciso de ajuda para solucionar o dilema:

      - escolho um adaptador usb (2.0 ou 3.0, acho que tanto faz) para VGA (ou DVI);
      - ou alguma outra ideia que vocês usuários mais experientes possam propor. (continue lendo, agora que vem o verdadeiro problema rs)

      Assim como o adaptador displayport baratinho que eu usei até hoje, agora preciso de uma outra solução (usb, ou até mesmo firewire, se houver).
      Só que tem que ser algo que me garanta a compatibilidade com o sistema OS Sierra.
      A maioria das opções de adaptador que encontro só descrevem vagamente a compatibilidade com "mac OS X" e alguns acrescentam que só suportam até o sistema Lion ou alguma das outras versões bem anteriores ao Sierra.

      Quando digo outras soluções é porque eu também já pensei em algumas, mas como novo usuário de Mac não fiquei convicto que daria certo, achei mais que faria besteira e gastaria dinheiro a toa.
      Pensei em um adaptador usb 3.0 para displayport fêmea (pra usar na sequência o adaptador Displayport x vga que já tenho aqui). Mas não encontro um desses. Nem sei se daria certo.
      Também cogitei usar a saída hdmi com um conversor pra vga ou dvi pra mandar pro meu monitor secundário e conseguir um adaptador usb para hdmi pro meu monitor principal (porque seria um adaptador mais fácil de encontrar com compatibilidade ao Sierra).
      Especulei e cogitei essas e outras opções, mas todas sem convicção rsrs.
      Obs.: o tal 2º monitor que preciso conectar é um Samsung SyncMaster B2230, o monitor principal é uma tv Philips 32PFL3018D/78 e o computador é um Mac mini (Late 2012) com Intel HD Graphics 4000.
      Dos adaptadores usb que estava inclinado a comprar:
      Adaptador UGA - Usb 2.0 Multi Display (Hdmi/dvi/vga)
      Adaptador USB 2.0 para VGA DVI - Kensington

      Preciso de ajuda. Algum usuário de Mac mais experiente pode me salvar com alguma ideia brilhante ou me certificar sobre algumas das ideias que cogitei?

      Desde já, agradeço muito a cooperação dos amigos. Aguardo alguma resposta.
      Grande abraço!
    • Por JoelStrata
      Olá a todos!
      Vou para o Brasil (São Paulo) trabalhar e preciso de um Mac novo. O meu antigo caiu ao chão e nunca mais ligou (a motherboard avariou e o arranjo anda à volta de 350€)
      Como trabalho maioritariamente em Design e edição de vídeo preciso sempre de uma máquina poderosa, mas não podendo ter um Desktop, estou limitado aos portáteis. E como já estou habituado ao MacOS, é muito mais fácil se comprar um Macbook.
      Penso que o preço da tecnologia é mais barato em Portugal, e por isso, pedia o vosso conselho para comprar um Macbook que permita correr confortavelmente o Adobe After Effects e outros programas do género e que, ao mesmo tempo, tenha muita autonomia!
      Já fiz uma pesquisa num site Português e penso que terei de gastar algo como 2000/3000€ para estar perfeitamente satisfeito.
      Pela vossa experiência, veêm alguma oportunidade nos Macs que apresento na página? (link em baixo)  
      Se sim, qual?
      Obrigado a todos pela ajuda.
      A minha Pesquisa
    • Por Thiago de Oliveira
      Boa tarde Pessoal! 
      Meu iphone 6 não está captando o som quando eu faço um vídeo com o app nativo da camera ou com alguns app de vídeo que baixei. Mas o engraçado é que quando faço um vídeo pelo stories do intagram, ele capta o som.
      Para ligação e música no alto-falante está funcionando normal.
      Antes estava na versão 10.3.3 e atualizei via OTA para a 11.2 pensando que poderia ser problema no sistema, mas a falta de captura de áudio continua.
       
      Oq pode ser?
      Obrigado! 
  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      47.902
    • Total de Posts
      410.870
×
×
  • Criar Novo...