Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
YanMetal

Apple Brasil: Nova vergonha MacBook Retina

Posts Recomendados

Pra mim não vai ter jeito, vou ter que partir pra algum notebook de outra marca, os preços dos modelos desse ano são inviáveis. O Air antigo tem só 4GB de ram, o que é pouco pra mim, já que preciso virtualizar o Windows. O Pro antigo tem resolução de tela muito baixa.

já criei VM de windows 7 com 1Gb de ram e funciona normal. Pra mim, 4Gb tá de bom tamanho, mesmo rodando o Mountain Lion.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá

Comprei meu MCA 11 em Houston ano passado. Bom, logo na Apple Store ao comprar o note ele já ficou 15% mais caro: 8,5% de taxa do Texas mais o nosso 6,3% de IOF do cartão. Como viajo bem, preciso do note legalizado, portanto paguei o imposto de importação ao chegar: 50% em cima do preço da loja (sem o imposto do Texas e o do cartão). Isso tudo fez com que meu Air saísse ao final cerca de 65% mais caro que o preço na etiqueta da bancada na Apple Store Houston Galleria.

Lá mesmo no hotel acessei a Apple Store Brasil (com meu Air, claro...) e vi que, com o desconto educacional (esposa trabalha na área), o mesmo note sairia praticamente pelo mesmo preço, e pagando em 12 vezes sem juros!!!!!

Concordo com os protestos totalmente, pois esses produtos não entram pagando esse tipo de imposto de importação, imposto local nem imposto de cartão, mas quem acha que vai pagar a viagem com a economia em relação ao preço da Apple Store Brasil vai se decepcionar, EXCETO se:

- encomendar pela Amazon ou Best Buy (ou outra loja fora do estado) para entregar no hotel, livrando-se da taxa do estado (8,5%, 6,5% etc dependendo da cidade e do estado);

- levar dinheiro vivo daqui para se livrar do IOF do cartão;

- tentar a sorte no "Nada a declarar" na Alfândega para se livrar dos 50% de imp. de importação. O problema é que, se não tiver sorte, o imposto passa para 100% (tentativa de descaminho) e aí vc terá a tristeza de ter comprado seu Mac à vista por quase 50% mais CARO que no Brasil em 12x.... Fora o hotel e a passagem que vc achou que ia ficar por conta da diferença de preço.

A Apple Store Brasil tem preço compatível com o que um viajante paga após todos os impostos. Quem quiser um Sony Vaio Z, esse sim vc paga muito mais aqui do que trazendo com todos os impostos... Apple não...

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá

Comprei meu MCA 11 em Houston ano passado. Bom, logo na Apple Store ao comprar o note ele já ficou 15% mais caro: 8,5% de taxa do Texas mais o nosso 6,3% de IOF do cartão. Como viajo bem, preciso do note legalizado, portanto paguei o imposto de importação ao chegar: 50% em cima do preço da loja (sem o imposto do Texas e o do cartão). Isso tudo fez com que meu Air saísse ao final cerca de 65% mais caro que o preço na etiqueta da bancada na Apple Store Houston Galleria.

Lá mesmo no hotel acessei a Apple Store Brasil (com meu Air, claro...) e vi que, com o desconto educacional (esposa trabalha na área), o mesmo note sairia praticamente pelo mesmo preço, e pagando em 12 vezes sem juros!!!!!

Concordo com os protestos totalmente, pois esses produtos não entram pagando esse tipo de imposto de importação, imposto local nem imposto de cartão, mas quem acha que vai pagar a viagem com a economia em relação ao preço da Apple Store Brasil vai se decepcionar, EXCETO se:

- encomendar pela Amazon ou Best Buy (ou outra loja fora do estado) para entregar no hotel, livrando-se da taxa do estado (8,5%, 6,5% etc dependendo da cidade e do estado);

- levar dinheiro vivo daqui para se livrar do IOF do cartão;

- tentar a sorte no "Nada a declarar" na Alfândega para se livrar dos 50% de imp. de importação. O problema é que, se não tiver sorte, o imposto passa para 100% (tentativa de descaminho) e aí vc terá a tristeza de ter comprado seu Mac à vista por quase 50% mais CARO que no Brasil em 12x.... Fora o hotel e a passagem que vc achou que ia ficar por conta da diferença de preço.

A Apple Store Brasil tem preço compatível com o que um viajante paga após todos os impostos. Quem quiser um Sony Vaio Z, esse sim vc paga muito mais aqui do que trazendo com todos os impostos... Apple não...

Abraço

Não sei se é para todos os produtos mas, agora, quem compra na Amazon por cartão brasileiro já incide imposto de importação, então é bom se informar direitinho antes de fazer os pedidos na Amazon.

Se for comprar Dólar nas casas de câmbio paga preço da moeda turismo e também incide IOF, então só vale a pena se conseguir comprar a moeda pelo valor comercial ou paralelo.

O imposto por trazer produtos do exterior só incide o que ultrapassar a cota de U$500, então se trouxer apenas o notebook sai U$250 (50% desses 500) mais em conta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Amazon só coloca imposto se o endereço de entrega for fora dos US. No meu caso, por exemplo, ela apresenta no check-out dois endereços, um nos US (o do hotel...) e o meu aqui no Rio, avisando que não pode mandar para o do Brasil (pela Apple já ter representação aqui...). Colocando o do hotel chega sem problemas (faço isso regularmente...).

No caso do meu Air que custou US$ 1400, paguei imposto de imprtação de 50% sobre os $900 excedentes (1400-500=900), ou seja, US$ 450...

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que vale a pena dar uma olhana neste link, que explica o preço absurdo do Raspberry PI no Brasil.

http://br-linux.org/2012/raspberry-pi-no-brasil-entenda-na-pratica-como-os-custos-se-acumulam/

Este é um computador de 35 dólares que chega por 350 reais no Brasil! Muito do que vemos aqui pode ser aplicado aos produtos da Apple e outros computadores:

Raspberry Pi = US$ 35,00

Frete = US$ 40,00

Raspberry Pi + Frete = US$ 75,00

US$ 75,00 x R$ 2,0183 (câmbio) = R$ 151,37

R$ 151,37 x 0,60 (Imposto de Importação) = R$ 90,82

Raspberry Pi + Frete + II = R$ 242,19

FECP = R$ 2,88

[(R$ 242,19 + R$ 2,88) / (1 - 0,15)] x 0,15 (ICMS) = R$ 43,25

Raspberry Pi + Frete + II + ICMS = 285,44

Taxa Administrativa = R$ 52,47

Infraero = R$ 0,71

Raspberry Pi + Frete + II + ICMS + Taxa Administrativa + Infraero + FECP = R$ 341,50

Em ordem de grandeza:

- Imposto de Importação = R$ 90,82

- Frete = R$ 80,73

- Raspberry Pi = R$ 70,64

- Taxa Administrativa = R$ 52,47

- ICMS = R$ 43,25

- FECP = R$ 2,88

- Infraero = R$ 0,71

Chama a atenção: 1. O frete é mais caro do que o Raspberry Pi. 2. O Imposto de Importação tem alíquota de 60%. É mais da metade do produto (que, neste caso, tratando-se de importação, é obviamente o preço do produto e o respectivo frete). 3. O Imposto de Importação compõe a base de cálculo do ICMS. Ou seja, paga-se ICMS sobre o Imposto de Importação. Paga-se imposto do imposto. Esse é um dos maiores absurdos da legislação tributária brasileira, especialmente porque Imposto de Importação e ICMS são dois impostos que deveriam usar a mesma base de cálculo (o preço do produto). 4. Existe uma taxa administrativa que é maior do que o ICMS. Ainda não sei se é taxa da Receita Federal, da fazenda estadual ou da transportadora. Não ficou claro. De qualquer forma, é uma taxa enigmática que equivale a 74% do preço líqüido do Raspberry Pi. 5. O FECP (Fundo Estadual de Combate à Pobreza) é parte do ICMS do Rio de Janeiro. Apesar disso, é recolhido separadamente.

Boa surpresa: a alíquota de ICMS, embora sempre seja apontada como a maior vilã dos altos preços dos produtos eletrônicos, é de 15% (compatível com o ICMS de países desenvolvidos) e só não tem participação menor no custo do Raspberry Pi por causa da forma esdrúxula de cálculo de ICMS (paga-se ICMS sobre o absurdo Imposto de Importação).”

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Amazon só coloca imposto se o endereço de entrega for fora dos US. No meu caso, por exemplo, ela apresenta no check-out dois endereços, um nos US (o do hotel...) e o meu aqui no Rio, avisando que não pode mandar para o do Brasil (pela Apple já ter representação aqui...). Colocando o do hotel chega sem problemas (faço isso regularmente...).

No caso do meu Air que custou US$ 1400, paguei imposto de imprtação de 50% sobre os $900 excedentes (1400-500=900), ou seja, US$ 450...

Abraço

Opa, bom saber!

Você tem pedido algo recentemente? Pq essa mudança (da taxação) é bem recente, meu amigo trouxe algumas coisa pra mim no mês passado e também não paguei nada, mas ouvi essa da Amazon logo em seguida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que vale a pena dar uma olhana neste link, que explica o preço absurdo do Raspberry PI no Brasil.

http://br-linux.org/...os-se-acumulam/

Este é um computador de 35 dólares que chega por 350 reais no Brasil! Muito do que vemos aqui pode ser aplicado aos produtos da Apple e outros computadores:

Raspberry Pi = US$ 35,00

Frete = US$ 40,00

Raspberry Pi + Frete = US$ 75,00

US$ 75,00 x R$ 2,0183 (câmbio) = R$ 151,37

R$ 151,37 x 0,60 (Imposto de Importação) = R$ 90,82

Raspberry Pi + Frete + II = R$ 242,19

FECP = R$ 2,88

[(R$ 242,19 + R$ 2,88) / (1 - 0,15)] x 0,15 (ICMS) = R$ 43,25

Raspberry Pi + Frete + II + ICMS = 285,44

Taxa Administrativa = R$ 52,47

Infraero = R$ 0,71

Raspberry Pi + Frete + II + ICMS + Taxa Administrativa + Infraero + FECP = R$ 341,50

Em ordem de grandeza:

- Imposto de Importação = R$ 90,82

- Frete = R$ 80,73

- Raspberry Pi = R$ 70,64

- Taxa Administrativa = R$ 52,47

- ICMS = R$ 43,25

- FECP = R$ 2,88

- Infraero = R$ 0,71

Chama a atenção: 1. O frete é mais caro do que o Raspberry Pi. 2. O Imposto de Importação tem alíquota de 60%. É mais da metade do produto (que, neste caso, tratando-se de importação, é obviamente o preço do produto e o respectivo frete). 3. O Imposto de Importação compõe a base de cálculo do ICMS. Ou seja, paga-se ICMS sobre o Imposto de Importação. Paga-se imposto do imposto. Esse é um dos maiores absurdos da legislação tributária brasileira, especialmente porque Imposto de Importação e ICMS são dois impostos que deveriam usar a mesma base de cálculo (o preço do produto). 4. Existe uma taxa administrativa que é maior do que o ICMS. Ainda não sei se é taxa da Receita Federal, da fazenda estadual ou da transportadora. Não ficou claro. De qualquer forma, é uma taxa enigmática que equivale a 74% do preço líqüido do Raspberry Pi. 5. O FECP (Fundo Estadual de Combate à Pobreza) é parte do ICMS do Rio de Janeiro. Apesar disso, é recolhido separadamente.

Boa surpresa: a alíquota de ICMS, embora sempre seja apontada como a maior vilã dos altos preços dos produtos eletrônicos, é de 15% (compatível com o ICMS de países desenvolvidos) e só não tem participação menor no custo do Raspberry Pi por causa da forma esdrúxula de cálculo de ICMS (paga-se ICMS sobre o absurdo Imposto de Importação).”

Bem interessante esse artigo, mas também questionável pois também está descrevendo o custo de varejo.

Pelo importa fácil sairia um pouco mais barato.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem interessante esse artigo, mas também questionável pois também está descrevendo o custo de varejo.

Pelo importa fácil sairia um pouco mais barato.

Mas esse valor não vai pro Importa Fácil. Só acima de 500 dólares.

E esse calculo todo tá estranho demais. Compras relativamente baratas não têm esses impostos todos. Pelo menos não pra pessoa física. Já comprei inúmeros equipamentos musicais (pagando valores de 50 a 300 dólares mais frete) e só pago Imposto de Importação (isso quando pago), que são os 60% em cima do valor aduaneiro (produto + frete + seguro se houver).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mas esse valor não vai pro Importa Fácil. Só acima de 500 dólares.

E esse calculo todo tá estranho demais. Compras relativamente baratas não têm esses impostos todos. Pelo menos não pra pessoa física. Já comprei inúmeros equipamentos musicais (pagando valores de 50 a 300 dólares mais frete) e só pago Imposto de Importação (isso quando pago), que são os 60% em cima do valor aduaneiro (produto + frete + seguro se houver).

Que bom que vc sabe do valor mínimo para o importa fácil, eu só encontrei o valor máximo (U$3000).

Eu já comprei muitas coisas pequenas, na Amazon, Ebay, Dealextreme e outras lojas online de outros países e nunca fui taxado, mas o máximo que ouvi falar foi exatamente isso que você postou, 60% do valor total de produto + frete + seguro (se houver).

Meu amigo comprou uma máquina da China (pelo Ebay) e teve que pagar 40% de imposto + hospedagem do material no depósito da Receita Federal (certamente nem saiu do depósito da DHL) e no final acabou ficando, da mesma forma, 60% mais caro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Li em um fórum gringo que a memória ram está com os dias contados, uma vez que já existe tecnologia para se criar ssd com velocidade de escrita e leitura suficientemente rápida que dispensem o seu uso.

Não sou da área e o pouco/nenhum conhecimento técnico que sei sobre memórias ram é que funcionam como um "meio de transporte" de informações entre o processador e o hd. Se as informações entre processador e hd forem rápidas o suficiente para não necessitar mais desta "carona" de dados, justificaria a aposta da apple em laptops com memórias soldadas: em breve não haverá mais demanda por mais memória ram e sim, ssd's velozes. Talvez seja aí que a apple esteja apostando suas cartas.

Quem tiver conhecimento na área por favor opine: acho que li isso no Tom`s hardware e em algum tópico no do macrumors.

Está longe de acontecer. As DDR3 de hoje possuem uma taxa de transferência na casa dos GB/s, e os processadores aumentaram muito a velocidade de comunicação entre componentes de uns tempos pra cá.

Só pra ter uma ideia, o que um SSD sata2 faz hoje, em MB/s, a memória EDO RAM da década de 1990 já fazia (não era igual, mas bem próximo).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, estou aceitando encomendas dos EUA para trazer os MacBooks Pro Retina!

Seguem valores:

MacBook Pro 2,3GHz 8GB RAM: R$ 7.499,00

MacBook Pro 2,6GHz 8GB RAM: R$ 9.299,00

Personalizações:

2,7GHz Processor: Acrescente R$ 650,00 (Somente para o modelo de 2,6GHz)

16GB RAM: Acrescente R$ 500,00

768GB SSD: Acrescente R$ 1.000,00

SuperDrive USB: Acrescente R$ 180,00

Formas de pagamento:

PagSeguro em até 3X sem juros (ou em até 12x com juros) ou a vista com desconto.

Entrega:

Entrega via SEDEX (valor a combinar)

Como funciona?

Depois de efetuar o pagamento via PagSeguro, entregaremos o MacBook Pro em até 14 dias*, dando assim segurança para que, se você não receber o mesmo no prazo, cancelar a compra.

*SE O PRODUTO NÃO ESTIVER DISPONÍVEL NA APPLE RETAIL STORE, O PRAZO DE ENTREGA SERÁ DE 45 DIAS, DEVIDO AO TEMPO DE ENTREGA.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que bom que vc sabe do valor mínimo para o importa fácil, eu só encontrei o valor máximo (U$3000).

Eu já comprei muitas coisas pequenas, na Amazon, Ebay, Dealextreme e outras lojas online de outros países e nunca fui taxado, mas o máximo que ouvi falar foi exatamente isso que você postou, 60% do valor total de produto + frete + seguro (se houver).

Meu amigo comprou uma máquina da China (pelo Ebay) e teve que pagar 40% de imposto + hospedagem do material no depósito da Receita Federal (certamente nem saiu do depósito da DHL) e no final acabou ficando, da mesma forma, 60% mais caro.

Esse importar fácil eu descobri sofrendo na pele... Comprei uma guitarra em que o valor aduaneiro fechava em U$ 498.00 e foi encaminhada ao Importa fácil. E é uma m3rda, porque é um processo mais lento e mais caro. Liguei pra todos os telefones que encontrei dos Correios e da AlfândegaRJ e me explicaram que acima de 500 dólares iria pro Importa Fácil.

Tive que entrar com recurso, comprovando que paguei menos de 500... Aí é que atravanca tudo mesmo. No fim das contas, levei quase 3 meses pra receber a guitarra, sendo que dos EUA pra cá levou menos de 1 semana. Quando chega aqui no BR é que a coisa empaca. Foda.

Eu sei que quando o frete é via Courier (FedEx, etc), a coisa é complicada mesmo. Essas empresas declaram TUDO na Alfândega, sempre. E você acaba pagando uma boa carga de tributos. Mas os produtos chegam em 1 semana.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"O SEU uso é específico, você precisa de um DESKTOP e não de um NOTEBOOK. Compre um Mac Pro e seja feliz. Não adianta comparar um iMac com um Macbook, são diferentes, para uso diferentes.""

Eu sei bicho, o problema é exatamente este. Eu não compraria um note para trabalhar com isso, ele tem aplicações de campo nesta área, só.

O problema é o abandono do quadrante pro, real, nas ideias da apple.

O Mac Pro não tem tido atualizações, nem parece que vai ter. Tudo bem, dá para fazer tudo no iMac, tranquiliamente, hoje em dia. Mas o iMac parece ter caído no limbo tb.

Se não houver uma atualização forte do iMac nas véperas do natal deste ano, vai ficar claro que ele caiu no mesmo limbo do Macpro, isso é, foi abandonado pela apple. Neste caso, em pro dos notes, que não servem para isso. Até dá para fazer neles, mas com muito esforço.

Espero ver algo antes do natal, senão, é o fim mesmo.

Outra coisa, não é modismo ou consumismo, eu uso o X, preciso de 8 gb para ele rodar bem, no meu velho iMac ele nem instala, simples assim, nem instala. Instalei ele no note que é mais novo, mas precisei colocar mais ram para funcionar legal, então é também simples, ou atualiza, ou não usa, ponto final, segundo a apple. Não é desejo ou opinião minha, como diria o Selton, "não sei, só sei que é assim."

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse importar fácil eu descobri sofrendo na pele... Comprei uma guitarra em que o valor aduaneiro fechava em U$ 498.00 e foi encaminhada ao Importa fácil. E é uma m3rda, porque é um processo mais lento e mais caro. Liguei pra todos os telefones que encontrei dos Correios e da AlfândegaRJ e me explicaram que acima de 500 dólares iria pro Importa Fácil.

Tive que entrar com recurso, comprovando que paguei menos de 500... Aí é que atravanca tudo mesmo. No fim das contas, levei quase 3 meses pra receber a guitarra, sendo que dos EUA pra cá levou menos de 1 semana. Quando chega aqui no BR é que a coisa empaca. Foda.

Eu sei que quando o frete é via Courier (FedEx, etc), a coisa é complicada mesmo. Essas empresas declaram TUDO na Alfândega, sempre. E você acaba pagando uma boa carga de tributos. Mas os produtos chegam em 1 semana.

Pôxa, pelo importa fácil não deveria ser... como é mesmo que se diz? Ah sim, "fácil"!?

Essa dos courier's eu já sabia, mas meu amigo Paulo não mas , mesmo assim, acho que foi cobrado menos taxa do que ele estava imaginando

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A matéria do video Guru é bem interessante, mas a Apple apresentou o Retina MCP como mudança de conceito, tanto que manteve o MCP Unibody para o pessoal que não pode abrir mão de flexibilidade, resistência e capacidade de atualização. O nome "Professional" no Retina não significa para uso profissional em campo, e sim conceitos avançados que o uso profissional se beneficiaria...

Por outro lado, os componentes estão sempre sendo melhorados, e uma bateria estufada num G4 não significa que as atuais vão apresentar o mesmo problema. Aliás, quem compra Mac sabe que está adquirindo algo ainda sem suporte ideal no país, e tem que estar preparado para esses longos tempos de espera.

Pro Retina para uso em campo, em minha opinião, tem que ser comprado junto com o Apple Care e seguro contra roubo. E não adianta reclamar, pois essa é a posição desse tipo de produto de "grife": o fato dele exigir isso contribui ainda mais para ser um objeto de desejo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eles mantiveram o unibody porque o valor da tela retina tornaria o 13 inviável, assim que as vendas estabilizarem e o preço do monitor ficar aceitável, o 13 antigo vai ser descontinuado, ele não está ali para ficar, vai contra o conceito da apple, é um adendo que não combina com o resto do grid.

O que acontece é que tecnologias novas tem preços mais altos de acordo com a demanda, igual aconteceu com monitores flat, quando apareceram nos primeiros imacs, ainda eram caros, depois se difundiram e eliminaram os tubos.

Então, daqui a pouco não vão existir mais os pro configuráveis.

Com relação as baterias, vc pode ter razão, tenho ouvido cada vez menos relatos de grandes problemas, mas os HDs SSD ainda apresentam um grande número de reclamações, e se usar um macbook pro retina como pro, isso é, dar um trabalhão para os HDs (como no video) eles vão fazer agua com certeza. Na área do video, nós sabemos que o HD dar problema não é uma questão de "SE" mas sim de "QUANDO" , o uso detona eles mesmo. SE isso acontece com os modelos mais robustos, nem quero ver o que vai acontecer com estes modleos descartáveis.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo plenamente com os posts iniciais, a Apple prezou tanto pelo design (mais fino e compacto que os modelos anteriores) que cometeu na minha opinião um grande erro ao lançar esses novos MBP's.

Como já dito acima pelos colegas, gastar uma grande quantia de dinheiro em um note em que não podemos praticamente não podemos mexer em nada no que tange o hardware, uma vez que praticamente todas as suas peças são soldadas, isso é ridículo por parte da Apple. Sou um grande admirador da maçã, admiro a qualidade dos produtos e do OS que ela nos fornece, mas confesso que já penso em um futuro não tão distante, me recusar a trocar meu MBP atual por estes recém lançados.

Torrar rios de dinheiro em um Mac que não nos permite alterar em nada sua configuração, realmente não anima nem um pouco nós usuários e consumidores dos produtos da Apple.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara... estamos tão acostumados a não mexer e nem trocar nenhuma peça da televisão, do videogame, do Bluray Player, do Receiver, do celular e de todos os aparelhos eletrônicos - para quê trocar peças do computador?

Nunca entendi... é muito melhor comprar e usar um computador como se compra e usa uma TV: sem se preocupar com nada, nem upgrade nem nada. Compra e usa.

E olha que um Macbook Air é mais barato que muita TV por aí

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara... estamos tão acostumados a não mexer e nem trocar nenhuma peça da televisão, do videogame, do Bluray Player, do Receiver, do celular e de todos os aparelhos eletrônicos - para quê trocar peças do computador?

Nunca entendi... é muito melhor comprar e usar um computador como se compra e usa uma TV: sem se preocupar com nada, nem upgrade nem nada. Compra e usa.

E olha que um Macbook Air é mais barato que muita TV por aí

Pois é, cara... Concordo EM PARTES.

As pessoas acham que um computador vira um dinossauro em 1 ano de uso. Só pode ser piada, né?

Mas também não dá pra comparar com TV, hehehehe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      48.496
    • Total de Posts
      414.989
×
×
  • Criar Novo...