Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
YanMetal

Apple Brasil: Nova vergonha MacBook Retina

Posts Recomendados

É, quem puder, corre pras máquinas "velhas".

Realmente começo a achar que o SO da Apple deveria ser grátis, pelo menos pros brasileiros. Os preços dos hardwares aqui são absurdos de caro.

Editado por Del Rei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Air antigo e o Air novo têm "apenas" 4GB Ram, mas realmente, para virtualizar fica complicado.

O novo tem a opção de colocar 8GB pelo site. Mesmo sendo caro, ainda era uma alternativa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Verdade, e nos classificados do fórum mesmo, se acha máquinas NOVAS por preços menores ainda (a galera que vai atualizar os modelos).. vale de mais a pena....

No ponto frio esse air tá 3500,00 com HD externo samsung de 500GB. Não tem desconto online, pelo menos no site, vou ligar no 0800 e ver, se tiver vou nesse, q tá 250,00 a mais que no magazineluiza, porém vem com o hd externo que supre o q eu preciso...

Queria que o desconto das lojas físicas, mas aqui em londrina não tem fastshop, nem saraiva, só colombo premium e sper muffato que revende macs...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É uma questão de conta. Vamos lá:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 2.199

IPI: 60% = 1.319,40

ICMS Importação: 14% = 307,86

Total: 3.826

Dólar médio: 2,10

Total (em reais): 8.035

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 9.999

Sinceramente? Não vejo muito erro nisso não....

dentro da margem de 24,4%, está incluso aí impostos dos EUA, custos de transporte para trazer de lá para cá, custos aduaneiros, etc...

sei lá, mas acho que considerando tudo isso a margem deve cair para uns 15% líquido (lucro para vender no Brasil). Está alto? Sinceramente? Não.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É uma questão de conta. Vamos lá:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 2.199

IPI: 60% = 1.319,40

ICMS Importação: 14% = 307,86

Total: 3.826

Dólar médio: 2,10

Total (em reais): 8.035

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 9.999

Sinceramente? Não vejo muito erro nisso não....

dentro da margem de 24,4%, está incluso aí impostos dos EUA, custos de transporte para trazer de lá para cá, custos aduaneiros, etc...

sei lá, mas acho que considerando tudo isso a margem deve cair para uns 15% líquido (lucro para vender no Brasil). Está alto? Sinceramente? Não.

Se sua conclusão faz sentido, o Mac Retina é caro demais aqui por causa das taxas que os preços imbutem. Nada de novo, falando disso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É uma questão de conta. Vamos lá:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 2.199

IPI: 60% = 1.319,40

ICMS Importação: 14% = 307,86

Total: 3.826

Dólar médio: 2,10

Total (em reais): 8.035

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 9.999

Sinceramente? Não vejo muito erro nisso não....

dentro da margem de 24,4%, está incluso aí impostos dos EUA, custos de transporte para trazer de lá para cá, custos aduaneiros, etc...

sei lá, mas acho que considerando tudo isso a margem deve cair para uns 15% líquido (lucro para vender no Brasil). Está alto? Sinceramente? Não.

Mas U$2199 é o preço de venda nos EUA, já tem a margem da Apple.

Uma pergunta, o ICMS e o IPI são baseados no preço de custo ou de venda?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ICMS é proibido para importações, pelo menos era na época que eu importei a última coisa, me cobraram assim mesmo e mandaram eu arrumar um advogado, eu não tinha grana paguei.

Mas estes caras tem advogados...

O Dólar médio está abaixo deste valor, o máximo é que pode ser.

O de hoje, tá - 2.06 = 7881,56

E como o cara disse, este não é o valor de importação de atacado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É uma questão de conta. Vamos lá:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 2.199

IPI: 60% = 1.319,40

ICMS Importação: 14% = 307,86

Total: 3.826

Dólar médio: 2,10

Total (em reais): 8.035

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 9.999

Sinceramente? Não vejo muito erro nisso não....

dentro da margem de 24,4%, está incluso aí impostos dos EUA, custos de transporte para trazer de lá para cá, custos aduaneiros, etc...

sei lá, mas acho que considerando tudo isso a margem deve cair para uns 15% líquido (lucro para vender no Brasil). Está alto? Sinceramente? Não.

Acho que tem algo errado nessa conta aí, tem não?

Trocou o II (Imposto de importação) pelo IPI..?

Sem falar que este é o preço para nós, consumidores finais. Os preços para revendedores é menor. Afinal, não faria sentido a FastShop comprar e revender os produtos pelo mesmo preço que a AppleBR.

Não, ainda não me convenceram deste roubo.

Isso sem falar nos preços do MBP e MBA que custam o mesmo na AppleUS e aqui um custa mil pratas a mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Outra coisa, a maioria dos paises dão desconto na exportação dos produtos, isso quer dizer que o preço no atacado dentro dos EUA, para eles mesmos, deve ser mais alto que para nós.

Assim a conta mais certa deveria ser algo aproximadamente:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 1600 (o de 2199 dols.)

IPI: 60% = 960

ICMS Importação: se eles tiverem advogado derrubam.

Total: 2560

Dólar médio: 2,06

Total (em reais): 5273

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 6539

É vendido aqui por R$ 9.599,00 e , hilário de novo, pois há dois com o mesmo preço também por - R$ 9.999,00 (outro lance que deveriam explicar, como 2199 vira dois valores diferentes aqui?)

Outra coisa, a maioria dos paises dão desconto na exportação dos produtos, isso quer dizer que o preço no atacado dentro dos EUA, para eles mesmos, deve ser mais alto que para nós.

Assim a conta mais certa deveria ser algo aproximadamente:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 1600 (o de 2199 dols.)

IPI: 60% = 960

ICMS Importação: se eles tiverem advogado derrubam.

Total: 2560

Dólar médio: 2,06

Total (em reais): 5273

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 6539

É vendido aqui por R$ 9.599,00 e , hilário de novo, pois há dois com o mesmo preço também por - R$ 9.999,00 (outro lance que deveriam explicar, como 2199 vira dois valores diferentes aqui?)

Outra coisa, a maioria dos paises dão desconto na exportação dos produtos, isso quer dizer que o preço no atacado dentro dos EUA, para eles mesmos, deve ser mais alto que para nós.

Assim a conta mais certa deveria ser algo aproximadamente:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 1600 (o de 2199 dols.)

IPI: 60% = 960

ICMS Importação: se eles tiverem advogado derrubam.

Total: 2560

Dólar médio: 2,06

Total (em reais): 5273

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 6539

É vendido aqui por R$ 9.599,00 e , hilário de novo, pois há dois com o mesmo preço também por - R$ 9.999,00 (outro lance que deveriam explicar, como 2199 vira dois valores diferentes aqui?)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É uma questão de conta. Vamos lá:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 2.199

IPI: 60% = 1.319,40

ICMS Importação: 14% = 307,86

Total: 3.826

Dólar médio: 2,10

Total (em reais): 8.035

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 9.999

Sinceramente? Não vejo muito erro nisso não....

dentro da margem de 24,4%, está incluso aí impostos dos EUA, custos de transporte para trazer de lá para cá, custos aduaneiros, etc...

sei lá, mas acho que considerando tudo isso a margem deve cair para uns 15% líquido (lucro para vender no Brasil). Está alto? Sinceramente? Não.

Então a Apple passou um bom tempo tendo prejuízo, pois vendiam até anteontem o macbook pro que custava $1299 por R$3600 reais...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É uma questão de conta. Vamos lá:

(valores em dólares)

MacBook Pro: 2.199

IPI: 60% = 1.319,40

ICMS Importação: 14% = 307,86

Total: 3.826

Dólar médio: 2,10

Total (em reais): 8.035

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 9.999

Sinceramente? Não vejo muito erro nisso não....

dentro da margem de 24,4%, está incluso aí impostos dos EUA, custos de transporte para trazer de lá para cá, custos aduaneiros, etc...

sei lá, mas acho que considerando tudo isso a margem deve cair para uns 15% líquido (lucro para vender no Brasil). Está alto? Sinceramente? Não.

Sério chefe?

Então você está considerando que a Apple compra um Retina por 2199 na loja DELA e aplica todos os impostos e romaneios sobre o valor? Para né!

2199 é o preço FINAL para o consumidor americano. O valor para importação é diferente, esse cálculo não se aplica.

Vamos fazer um cálculo usando o seu pensamento e verá o quão equivocado você está.

(valores em dólares)

MacBook Pro 13'': 1.199

IPI: 60% = 719,40

ICMS Importação: 14% = 167,86

Total: 2086,26

Dólar médio: 2,10

Total (em reais): 4.381,15

Margem: 24,4% (para pagar frete de importação, custos burocráticos, custos indiretos, etc.)

Total para venda: R$ 5.450,15

Valor de mercado BR -> 3.999,00

Será que a apple é tão legal que tá tomando PREJUÍZO de quase 400 reais sem considerar a margem que aplicou para fechar o valor do retina? Não né!

Pois é... é o Brasil do se colar, colou. Vide os preços do 4S no lançamento... saía mais barato ir para Miami 4 dias com passagem e hospedagem e comprar o 4s 64gb do que comprá-lo aqui.

Outra questão é que os Pro de 15 normais estão com preço que eram os de 17. É isso aí minha gente. Ainda bem que somos todos apaixonados e em algum momento pagaremos caro (novamente).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sabem o que mais gostei desses novos valores? O fato de eu conseguir comprar o iMac por R$3049,00 em 3X na Saraiva.. loja física mesmo. O valor está por R$2400,00, mas basta ir a loja, argumentar que a Fast oferece 10% a vista e eles cobrem, aí oferecem 3X para você fechar com eles, basta barganhar um pouco e consegue em 4X no visa...

Ah, para quem preferir o Pro, está por R$2.999,00.. ou seja, R$2700,00 fácil à vista...

Valores que vi (e comprei) na Saraiva Maga Store do Shopping Center Norte em SP

Pensei que os preços ainda iriam demorar a cair, pois geralmente as queimas acontecem algum tempo depois dos lançamentos. Essa do iMac me surpreendeu, isso que ainda está na linha atual. É o modelo corrente, com Lion, ou é algum remanescente com Snow Leopard?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Apple BR não sabe não, acabei de falar com alguem de la, e eles não foram informados pela matriz não.

Outra coisa que descobri é que todos os Notes novos virão com Magsafe 2 de 85W.

Onde você viu isso? No site da Apple só mostra o magsafe2 para o pro retina.

O de 13 e 15.4 sem retina continua com o modelo atual

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pensei que os preços ainda iriam demorar a cair, pois geralmente as queimas acontecem algum tempo depois dos lançamentos. Essa do iMac me surpreendeu, isso que ainda está na linha atual. É o modelo corrente, com Lion, ou é algum remanescente com Snow Leopard?

O da linha atual, já com Lion sim, estou digitando dele, core i5, 4gb, 500 de hd... o mais atual mesmo, esse aqui comprei na Saraiva do Shopping Center Norte em SP...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lembro quando um PowerMac G4 MDD custava em torno de 20 mil reais e um PowerBook de 17" a bagatela de 17 mil reais, o que na época dava pra comprar um carro popular e sobrava uns 5 mil ainda.

Os produtos são caros mesmo por aí. Não existe novidade nenhuma nisso.

As pessoas tem que aprender a viver com a renda que possuem e ponto.

Existem dois motivos para as coisas custarem mais no Brasil do que no resto do mundo:

1. Imposto sobre produtos importados:

Como os matemáticos aí já calcularam, não dá pra explicar o delta entre o valor cobrado por aí e os custos do produto + importação, daí que entra a segunda parte da mágica dos preços.

2. Demanda pequena e elitização de certos produtos:

Embora grande parte das pessoas daí pense que o Brasil vai muito bem e que todos tem dinheiro, existe uma imensa massa que não pode comprar produtos que não sejam a preços populares.

Isso motiva algumas empresas a sobretaxarem seus produtos com valores muito mais altos do que o que seria razoável. Com isso elas geram um mercado de "elite" artificial, o que deixa aquela camada de 3% da população brasileira extremamente feliz, pois eles compram qualquer coisa que seja cara só por comprar. As empresas lucram justamente com essas pessoas, pois é evidente que a segunda camada, a tal classe média (que não é tão grande como todos insistem em acreditar) obviamente não é capaz de compensar a demanda fraca daí por produtos que não sejam populares, já que a camada mais pobre não pode realmente comprar nada que não seja popular.

Os fabricantes optam por vender volumes baixos para o nicho dos 3% por valores absurdamente altos só porque não compensa diminuir o preço para um valor aceitávei e somente alavancar as vendas numa proporção mínima.

O raciocínio é relativamente simples: é melhor vender 3 laptops de 10 mil do que vender 5 de 5 mil. A matemática é simples e o efeito psicológico é lógico: as pessoas com poder aquisitivo médio que quiserem comprar o laptop acabarão por comprar, seja trazendo de fora por importabando ou pagando financiado em 500x. Quem não pode vai continuar não podendo, mesmo se o preço for reduzido pela metade.

O fabricante não perde um centavo com essa política, pelo contrário.

O Brasil é um país curioso: quanto mais caro algo custa, mais as pessoas se arrebentam pra comprar. Não existe um pingo de lógica nas decisões que as pessoas tomam.

A coisa simples a se fazer é não comprar quando não se tem poder aquisitivo pra isso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ainda bem que não faço parte do grupo que acha que tudo vai bem.

Seu raciocínio é certo em tudo.

Este lance dos 3% é muito utilizado pela indústria automobilística. O brasileiro, e ai não entra só os 3%, mas uns 15% da classe média alta, compra seus corollas a preços absurdos e ficam falando do carro, que é isso, que é aquilo. Em testes produzidos na Europa, descobriu-se que os corollas vendidos no brasil não eram seguros, vários equipamentos de segurança eram negligenciados, apesar do carro custar quase o triplo da europa na época, para economizar, tudo era tirado. E os trouxas daqui se vangloriando por ter pago o preço alto.

No brasil, realmente, algumas coisas são compradas só, e somente, porque são caras, tipo eu posso, você não. Isso realmente é um incentivo aos preços altos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lembro quando um PowerMac G4 MDD custava em torno de 20 mil reais e um PowerBook de 17" a bagatela de 17 mil reais, o que na época dava pra comprar um carro popular e sobrava uns 5 mil ainda.

Os produtos são caros mesmo por aí. Não existe novidade nenhuma nisso.

As pessoas tem que aprender a viver com a renda que possuem e ponto.

Existem dois motivos para as coisas custarem mais no Brasil do que no resto do mundo:

1. Imposto sobre produtos importados:

Como os matemáticos aí já calcularam, não dá pra explicar o delta entre o valor cobrado por aí e os custos do produto + importação, daí que entra a segunda parte da mágica dos preços.

2. Demanda pequena e elitização de certos produtos:

Embora grande parte das pessoas daí pense que o Brasil vai muito bem e que todos tem dinheiro, existe uma imensa massa que não pode comprar produtos que não sejam a preços populares.

Isso motiva algumas empresas a sobretaxarem seus produtos com valores muito mais altos do que o que seria razoável. Com isso elas geram um mercado de "elite" artificial, o que deixa aquela camada de 3% da população brasileira extremamente feliz, pois eles compram qualquer coisa que seja cara só por comprar. As empresas lucram justamente com essas pessoas, pois é evidente que a segunda camada, a tal classe média (que não é tão grande como todos insistem em acreditar) obviamente não é capaz de compensar a demanda fraca daí por produtos que não sejam populares, já que a camada mais pobre não pode realmente comprar nada que não seja popular.

Os fabricantes optam por vender volumes baixos para o nicho dos 3% por valores absurdamente altos só porque não compensa diminuir o preço para um valor aceitávei e somente alavancar as vendas numa proporção mínima.

O raciocínio é relativamente simples: é melhor vender 3 laptops de 10 mil do que vender 5 de 5 mil. A matemática é simples e o efeito psicológico é lógico: as pessoas com poder aquisitivo médio que quiserem comprar o laptop acabarão por comprar, seja trazendo de fora por importabando ou pagando financiado em 500x. Quem não pode vai continuar não podendo, mesmo se o preço for reduzido pela metade.

O fabricante não perde um centavo com essa política, pelo contrário.

O Brasil é um país curioso: quanto mais caro algo custa, mais as pessoas se arrebentam pra comprar. Não existe um pingo de lógica nas decisões que as pessoas tomam.

A coisa simples a se fazer é não comprar quando não se tem poder aquisitivo pra isso.

Amigão, o país está uma bosta justamente por causa de pessoas como vocês que financiam esses preços absurdos, utilizando esse pensamento de pobre seu: "A coisa simples a se fazer é não comprar quando não se tem poder aquisitivo pra isso", porque só aqui no Brasil que as pessoas pensam assim, compram um MacBook por R$10.000 ou um Honda CRV R$90.000 e acham que estão levando um produto exclusivo ou premium, quando estão na verdade comprando o que o que 90% dos europeus e americanos utilizam ou tem condições de utilizar.Lamentável isso...

E outra, me explica então a diferença de R$1.000 entre o preço do Air (R$5.000) e do Pro (R$4.000) sendo que os dois custam USD 1.200 lá fora? Ah, já sei, deve ser porque o Air é mais "fininho" e por isso pode se cobrar 25% a mais por ele?

No mais, o que é melhor, vender 3 MacBooks à R$10.000 ou 20 á R$6.000? Porque com esse preço de R$10.000 se eles conseguirem vender 3 já é muito, sério mesmo.

Só rindo mesmo.

Editado por JRique

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      50.406
    • Total de Posts
      425.651
×
×
  • Criar Novo...