Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Tony27

[Dúvida] Ativar ou não o TRIM de SSD Crucial M4 no Mountain Lion

Posts Recomendados

Pessoal, tenho o TRIM ativado no meu MacBook Pro e nunca tive problemas. Pode ocorrer de alguns modelos de SSDs antigos não possuir tal recurso, por isso os travamentos.

Não é necessário instalar nenhum aplicativo para habilitá-lo, basta seguir este tutorial - o mesmo seguido por mim, e ativá-lo pelo Terminal.

Sobre aumento de performance, não percebi. Mas há um ganho na velocidade de boot, sendo que, com o TRIM desativado é de 10 segundos, e ativado é de 6 segundos.

Saudações.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tony,

cuidado com o que você lê a respeito de experiências de usuários. Por mais bem intencionados que sejam, muitos se arvoram a proclamar verdades absolutas baseados em usabilidade restrita e conhecimento idem. Tenha como princípio que aquilo que funciona para um não funciona necessariamente para outros. O caso de ativação do TRIM é um bom exemplo disso. Vejamos:

Cada fabricante de SSD tem a sua própria recomendação em relação ao TRIM, sendo que alguns ainda alternam tal recomendação dependo do modelo que for escolhido. Por exemplo, a OWC explicita veementemente que a função não deve ser usada com os seus drivers Mercury. Já a Toshiba instrui usuários e fabricantes ao uso, por isso a Apple o faz. Por sua vez, a Crucial não é taxativa e alterna a orientação conforme o modelo e o sistema no qual será usado. Tal variação de procedimento é oriunda da forma como cada modelo de SSD lida com a famigerada 'Garbage Collection' e por isso é importante seguir a indicação do fabricante.

No caso específico dos m4, mais importante que o uso ou não do TRIM é a atualização do firmware do SSD, a fim de evitar o conhecido bug das 5k horas de uso. Qualquer versão anterior deve ser atualizada para a 000F. Você pode identificar facilmente a versão do seu na etiqueta da parte de baixo do drive.

Agora, se você realmente se interessa pela experiência praticada por outros usuários, aqui vai a minha:

Utilizo SSD's nos meus 6 computadores há quase 3 anos e de todos os modelos que já lidei apenas o m4 apresentou alguma anomalia, que foi o supracitado bug. Em todos os modelos, eu não ativei o TRIM por recomendação dos fabricantes. Todos já passaram das 5k horas de uso e continuam com a mesma performance da época de novos.

Enfim, faça a sua pesquisa nos fóruns dos fabricantes, peça orientação ao suporte deles, conduza seus próprios experimentos e tire as suas próprias conclusões baseadas nisso tudo.

E não, seu SSD não irá morrer em 5 anos por não ter habilitado o TRIM.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

http://www.anandtech...take-on-intel/5

http://www.tomshardw...are,2800-5.html

http://lifehacker.co...ormance-in-os-x

O ideal mesmo seria vir ativado de fábrica como Macbook Air 2011/2012. Ativar um SSD de um fabricante usando um hack de kernel pode ter consequencias imprevisiveis.

Editado por MzC_BR

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

http://www.anandtech...take-on-intel/5

http://www.tomshardw...are,2800-5.html

http://lifehacker.co...ormance-in-os-x

O ideal mesmo seria vir ativado de fábrica como Macbook Air 2011/2012. Ativar um SSD de um fabricante usando um hack de kernel pode ter consequencias imprevisiveis.

Exatamente!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito interessante o tópico, não fazia idéia do TRIM tampouco de sua existência.

Peguei um MacBook air 11' Mid 2011 de 64 GB, será que ele vem com o TRIM ativado? Como posso verificar isso no sistema?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A performance pra mim aumentou bastante depois do TRIM ativado...

Uso o Mercury da OWC que ela mesmo diz pra não ativar e na boa, pra mim estão errados

Amigo, o trim não é para aumentar a peformace. Teria como postar testes antes e depois do TRIM?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tony,

cuidado com o que você lê a respeito de experiências de usuários. Por mais bem intencionados que sejam, muitos se arvoram a proclamar verdades absolutas baseados em usabilidade restrita e conhecimento idem. Tenha como princípio que aquilo que funciona para um não funciona necessariamente para outros. O caso de ativação do TRIM é um bom exemplo disso. Vejamos:

Cada fabricante de SSD tem a sua própria recomendação em relação ao TRIM, sendo que alguns ainda alternam tal recomendação dependo do modelo que for escolhido. Por exemplo, a OWC explicita veementemente que a função não deve ser usada com os seus drivers Mercury. Já a Toshiba instrui usuários e fabricantes ao uso, por isso a Apple o faz. Por sua vez, a Crucial não é taxativa e alterna a orientação conforme o modelo e o sistema no qual será usado. Tal variação de procedimento é oriunda da forma como cada modelo de SSD lida com a famigerada 'Garbage Collection' e por isso é importante seguir a indicação do fabricante.

No caso específico dos m4, mais importante que o uso ou não do TRIM é a atualização do firmware do SSD, a fim de evitar o conhecido bug das 5k horas de uso. Qualquer versão anterior deve ser atualizada para a 000F. Você pode identificar facilmente a versão do seu na etiqueta da parte de baixo do drive.

Agora, se você realmente se interessa pela experiência praticada por outros usuários, aqui vai a minha:

Utilizo SSD's nos meus 6 computadores há quase 3 anos e de todos os modelos que já lidei apenas o m4 apresentou alguma anomalia, que foi o supracitado bug. Em todos os modelos, eu não ativei o TRIM por recomendação dos fabricantes. Todos já passaram das 5k horas de uso e continuam com a mesma performance da época de novos.

Enfim, faça a sua pesquisa nos fóruns dos fabricantes, peça orientação ao suporte deles, conduza seus próprios experimentos e tire as suas próprias conclusões baseadas nisso tudo.

E não, seu SSD não irá morrer em 5 anos por não ter habilitado o TRIM.

Bom dia Fred Palmeira.

Primeiramente, obrigado pelo esclarecimento. Acabei de verificar e o meu firmware é o 000F.

Agora te pergunto, o fato de já ter ativado o TRIM através do TrimEnable, quais seriam as consequências de desativar agora, depois de umas 2 semanas utilizando com o Trim ativado por esse aplicativo ?

O q vcs recomendariam para o meu caso? Deixo ativado? Desativo mesmo depois de ter usado 2 semanas com ele ativado?

Agradeço a todos pelas respostas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gente, pelo que eu pude entender em pesquisas, o TRIM é um comando que o S.O. dá para a unidade SSD para que esta apague efetivamente os arquivos excluídos pelo usuário. Explico: nos HDDs, quando apagamos um arquivo, o mesmo não é efetivamente apagado. O que acontece é que o espaço ocupado fica marcado como livre na tabela do sistema de arquivos e quando precisamos gravar um arquivo novo esse espaço é sobrescrito.

O problema é que nos SSDs, quando precisamos gravar um dado em um local já usado, o processo é mais lento porque precisa-se primeiro "limpar" a área para depois gravar os novos dados. Nesse caso entra o TRIM: Quando ocioso, o sistema "limpa" os arquivos que foram apagados para que o espaço seja mesmo livre. Quando for escrever nesse espaço, não será necessário apagar o que existia porque isso já foi feito, aumentando a performance de escrita.

Associado a isso, está o fato de que os SSDs modernos não escrevem vezes seguidas no mesmo local. Eles passam todas as células de memória da unidade e só voltam a gravar em um local depois de toda a unidade já ter sido usada. Esse processo aumenta a vida útil.

Observem que a perda de performance sem o TRIM somente seria notada depois de toda a unidade ter sido gravada, ou seja, uma unidade hipotética de 256 GB necessitaria de um fluxo de 256 GB completos para efetivamente começar a apresentar perda de performance de escrita.

Portanto, pelo que pude entender, habilitar o TRIM não é uma opção de "bom" ou "ruim", mas de "suportada pela unidade" ou "não suportada pela unidade". Se o SSD for antigo e ele não suporta o TRIM, habilitar a função nada faz no sistema, talvez possa causar kernel panics (no caso do OS X). Caso o SSD for novo e suportar o TRIM, este deve ser habilitado para aumentar a performance de escrita das áreas da unidade que um dia já foram usadas. Lembrando que, habilitar o TRIM em unidades não suportadas ou discos convencionais, em tese, nada deveria causar uma vez que o comando não seria interpretado pela unidade/disco em questão.

Falando do meu caso, fiz o upgrade do meu MBP late 2011 com um SSD OWC Mercury Electra 6G de 60 GB e usando o Data Doubler, transferi o disco original de 500 GB para o lugar do SuperDrive. Instalei o OS X ML limpo, movi a Home Folder do meu usuário para o HDD e habilitei o TRIM porque o SSD em questão suporta o comando. Está assim há um mês e meio e não tive um problema sequer nesse período. Nenhuma falha de escrita/leitura, nenhuma perda de performance e muito menos Kernel Panics. Enfim, acho que o resultado está muito satisfatório. Para habilitar o TRIM, usei o TRIM Enabler, já citado em algum post do MacMagazine há algum tempo. Fiz mais alguns ajustes no sistema, como:

- desabilitar a hibernação - esta função salva o conteúdo da RAM em um arquivo na unidade do sistema toda vez que o Mac dorme. Como estou com 16 GB de RAM, são 16 GB a menos no SSD, porque mesmo com o Mac ligado, o espaço fica reservado. Além de economizar espaço, diminuo a quantidade de gravações desnecessárias no SSD. Efeito colateral: se a bateria do MBP acabar, ele simplesmente desliga no carão, sem salvar nada. Você terá que carregar o bichinho e bootar ele novamente. PODE OCORRER A PERDA DE DADOS OU CORRUPÇÃO DE ARQUIVOS, portanto, não deixe aconter. Se precisar calibrar a bateria, reinicie o computador segurando o Option e deixe parado na tela até a bateria acabar. A partir daí, o processo de calibragem é normal.

- desabilitar o Spotlight - na verdade não desabilitei por completo porque a busca do Microsoft Outlook usa a engine do Spotlight. No meu caso, coloquei na aba Privacidade as pastas de cache do sistema e a pasta onde armazeno minhas máquinas virtuais. Isso diminuiu o tamanho e a quantidade de gravações do database do Spotlight que fica armazenado no disco de sistema

- desabilitar o sensor de movimento - essa é pra quem é forte, usa o computador sobre a mesa ou não tem mais HDD dentro. Desabilita a função de parar o acesso ao HDD quando o notebook é movido. Deixar ligado para quem tem somente SSDs dentro só causa perda de tempo porque o sistema para leitura e gravação quando detecta movimento e, com alguns modelos de SSD e HDDs híbridos pode causar Kernel Panics.

- desabilitar a função do OS X que cria versões de arquivos por data - não acho a função útil, por isso já desabilitava antes do upgrade. Se eu precisar de versões anteriores de arquivos, os busco no Time Capsule. Na minha opinião, só fazia ocupar espaço do disco.

E gostaria de pedir desculpas pelo post tão longo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito interessante o tópico, não fazia idéia do TRIM tampouco de sua existência.

Peguei um MacBook air 11' Mid 2011 de 64 GB, será que ele vem com o TRIM ativado? Como posso verificar isso no sistema?

Já veio ativado, para verificar clique no menu maçã, Sobre este Mac, Mais informações e Relatório do Sistema. Veja na seção Serial ATA lá vai dizer que o TRIM está ativado.

E sim pessoal, o TRIM aumenta a performance, mas isso depende muito da qualidade do SSD.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

muito bom, nao sabia da existencia antes de ler esse topico

instalei no meu Macbook Air 11 (2012)...

vou observar o computador...

excelente qualidade as postagens do topico :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O TRIM Enabler é um utilitário que funciona exclusivamente com computadores da Apple munidos de armazenamento em Discos de Estado Sólido (SSDs). O que o programa faz é otimizar o desempenho do disco ao permitir que o sistema operacional use uma abordagem diferente em relação ao processo de apagar os arquivos.

SSDs, HDDs e Sistemas Operacionais

Programas como o TRIM são necessários em computadores que utilizam drives do tipo SSD, pois os sistemas operacionais modernos manipulam os Discos de Estado Sólido como se fossem HDDs, por padrão.

Essa abordagem é prejudicial para os SSDs, porque os SOs não chegam a apagar os dados realmente. O que eles fazem é apenas modificar o status daquela área do disco para “liberado para sobre-escrever”. Porém, os Discos de Estado Sólido não são muito bons em lidar com esse tipo de situação e tendem a perder desempenho rapidamente conforme o disco é utilizado.

Por isso, o trabalho do TRIM Enabler é tão importante: ele obriga o sistema operacional a apagar de verdade todo o conteúdo de determinada área do disco. Assim, ele evita que aconteça a sobreposição de dados e melhora o desempenho do drive.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gente, pelo que eu pude entender em pesquisas, o TRIM é um comando que o S.O. dá para a unidade SSD para que esta apague efetivamente os arquivos excluídos pelo usuário. Explico: nos HDDs, quando apagamos um arquivo, o mesmo não é efetivamente apagado. O que acontece é que o espaço ocupado fica marcado como livre na tabela do sistema de arquivos e quando precisamos gravar um arquivo novo esse espaço é sobrescrito.

O problema é que nos SSDs, quando precisamos gravar um dado em um local já usado, o processo é mais lento porque precisa-se primeiro "limpar" a área para depois gravar os novos dados. Nesse caso entra o TRIM: Quando ocioso, o sistema "limpa" os arquivos que foram apagados para que o espaço seja mesmo livre. Quando for escrever nesse espaço, não será necessário apagar o que existia porque isso já foi feito, aumentando a performance de escrita.

Associado a isso, está o fato de que os SSDs modernos não escrevem vezes seguidas no mesmo local. Eles passam todas as células de memória da unidade e só voltam a gravar em um local depois de toda a unidade já ter sido usada. Esse processo aumenta a vida útil.

Observem que a perda de performance sem o TRIM somente seria notada depois de toda a unidade ter sido gravada, ou seja, uma unidade hipotética de 256 GB necessitaria de um fluxo de 256 GB completos para efetivamente começar a apresentar perda de performance de escrita.

Portanto, pelo que pude entender, habilitar o TRIM não é uma opção de "bom" ou "ruim", mas de "suportada pela unidade" ou "não suportada pela unidade". Se o SSD for antigo e ele não suporta o TRIM, habilitar a função nada faz no sistema, talvez possa causar kernel panics (no caso do OS X). Caso o SSD for novo e suportar o TRIM, este deve ser habilitado para aumentar a performance de escrita das áreas da unidade que um dia já foram usadas. Lembrando que, habilitar o TRIM em unidades não suportadas ou discos convencionais, em tese, nada deveria causar uma vez que o comando não seria interpretado pela unidade/disco em questão.

Falando do meu caso, fiz o upgrade do meu MBP late 2011 com um SSD OWC Mercury Electra 6G de 60 GB e usando o Data Doubler, transferi o disco original de 500 GB para o lugar do SuperDrive. Instalei o OS X ML limpo, movi a Home Folder do meu usuário para o HDD e habilitei o TRIM porque o SSD em questão suporta o comando. Está assim há um mês e meio e não tive um problema sequer nesse período. Nenhuma falha de escrita/leitura, nenhuma perda de performance e muito menos Kernel Panics. Enfim, acho que o resultado está muito satisfatório. Para habilitar o TRIM, usei o TRIM Enabler, já citado em algum post do MacMagazine há algum tempo. Fiz mais alguns ajustes no sistema, como:

- desabilitar a hibernação - esta função salva o conteúdo da RAM em um arquivo na unidade do sistema toda vez que o Mac dorme. Como estou com 16 GB de RAM, são 16 GB a menos no SSD, porque mesmo com o Mac ligado, o espaço fica reservado. Além de economizar espaço, diminuo a quantidade de gravações desnecessárias no SSD. Efeito colateral: se a bateria do MBP acabar, ele simplesmente desliga no carão, sem salvar nada. Você terá que carregar o bichinho e bootar ele novamente. PODE OCORRER A PERDA DE DADOS OU CORRUPÇÃO DE ARQUIVOS, portanto, não deixe aconter. Se precisar calibrar a bateria, reinicie o computador segurando o Option e deixe parado na tela até a bateria acabar. A partir daí, o processo de calibragem é normal.

- desabilitar o Spotlight - na verdade não desabilitei por completo porque a busca do Microsoft Outlook usa a engine do Spotlight. No meu caso, coloquei na aba Privacidade as pastas de cache do sistema e a pasta onde armazeno minhas máquinas virtuais. Isso diminuiu o tamanho e a quantidade de gravações do database do Spotlight que fica armazenado no disco de sistema

- desabilitar o sensor de movimento - essa é pra quem é forte, usa o computador sobre a mesa ou não tem mais HDD dentro. Desabilita a função de parar o acesso ao HDD quando o notebook é movido. Deixar ligado para quem tem somente SSDs dentro só causa perda de tempo porque o sistema para leitura e gravação quando detecta movimento e, com alguns modelos de SSD e HDDs híbridos pode causar Kernel Panics.

- desabilitar a função do OS X que cria versões de arquivos por data - não acho a função útil, por isso já desabilitava antes do upgrade. Se eu precisar de versões anteriores de arquivos, os busco no Time Capsule. Na minha opinião, só fazia ocupar espaço do disco.

E gostaria de pedir desculpas pelo post tão longo.

 

Desculpa por desenterrar o tópico, mas como vocês fez todas essas desativações??

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

William, sem problemas. O tópico é antigo mas ainda ajuda muita gente.

 

Veja em: http://sysadmin.flakshack.com/post/9253439680/ssd-tweaks-for-mac-os-x?9a8ddf00

 

Lá estão todos os comandos necessários para fazer as personalizações do OS X que mencionei.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      48.265
    • Total de Posts
      413.839
×
×
  • Criar Novo...