Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Gustavo Jaccottet

[Preços] Redação de Carta Aberta à Apple Computer Brasil Ltda.

Posts Recomendados

Prezados,

Há outros tópicos tratando sobre o mesmo tema, mas como estamos bem avançados no tópico decidi criar esse tópico em que possamos formalizar um documento a ser assinado por qualquer usuário que esteja disposto a colaborar em busca de uma resposta da Apple Computer Brasil Ltda. acerca à política de preços abusivos praticados pela empresa quando do lançamento não só dos novos iMacs (núcleo da discussão) e sim de todos os aparelhos que têm sofridos reajustes claramente abusivos, fora do padrão outrora praticado pela empresa.

À moderação peço se possível que seja feito um merge desse tópico com os demais que tratem do mesmo assunto, pois assim nós, usuários, podemos reunir um grupo de 50 a 100 (número que entendo como ideal para gerar um certo impacto) assinaturas. Estamos em fase avançada de redação da Carta Aberta, assim como peço que os que tenham interesse em participar aguardem a definição de quem se responsabilizará pela coleta de dados dos interessados. Esses dados são nome completo, cidade, RG e/ou CPF, Apple ID (se tiver) e quantos produtos da Apple possui (se quiser declarar, claro). Com esses dados podemos fazer uma carta dirigida à Apple com o intuito de não forçar uma queda nos preços, mas para que chegue ao conhecimento dos executivos o descontentamento dos seguidores da Apple com a política de vendas da Apple Brasil.

É notória que a forma de gestão da Apple mudou desde que houve a instalação da fábrica em Jundiaí. Com o foco nos iGadgets, desde a WWDC estamos vendo que os preços praticados pela empresa estão fora da realidade.

Recomendo uma enxurrada de e-mails nas revistas especializadas nas áreas de temas gerais, informática e negócios. Eu já enviei e-mails para a revista Exame (exame@abril.com.br), Veja (veja@abril.com.br) e Info (info@abril.com.br), além da Istoé, Jornal Valor Econômico, Folha de São Paulo e para o jornal Zero Hora (leitor@zerohora.com.br).

Nesses e-mails, há a necessidade de se informar o número de telefone, RG, CPF, Endereço, nome completo, profissão e se for assinante de alguma revista do grupo, o número de assinante.

Abração a todos,

Gustavo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho interesse em participar. Fico no aguardo da definição do responsável que coletará os dados.

Excelente. No link que eu postei já há um esboço da carta e como ela será coletiva todos os interessados podem participar da sua redação, mudando alguns detalhes que entenderem pertinentes.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também apoio, tamojuntonesta. Fico no aguardo também.

Vamos aguardar o pessoal que está organizando no tópico da Seção Desktop. Daí faremos algo bem legal, mas assim, menos de 50 pessoas não vai adiantar! Tem que ser a partir de 50 usuários assinarem essa carta que é mais do que uma carta, é uma Petição!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Gustavo, apoio a iniciativa e o parabenizo por ser tão atuante no fórum MM.

Só uma questão: Será realmente necessária a exposição pública de dados tão pessoais como CPF e RG, cidade, etc?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Gustavo, apoio a iniciativa e o parabenizo por ser tão atuante no fórum MM.

Só uma questão: Será realmente necessária a exposição pública de dados tão pessoais como CPF e RG, cidade, etc?

Sim, pois numa carta aberta à Apple, na carta que será enviada à Apple deve contar com esses dados. Esses dados serão enviados por DM a algum usuário que organizará esses dados. Claro que numa exposição pública, esses dados serão omitidas. Esses dados serão apresentados apenas à Apple.

A Apple deve saber quem está enviando essa carta, por ser coletiva e saber, ainda, de onde essa pessoa é, se ela existe, de fato (porque posso criar uma lista de nomes falsos) para poder levar pelo menos um pequeno "susto". Por mais difícil que isso seja, eu acredito que uma mobilização dessa natureza, que será a primeira, pode abrir um canal direto com os gestores da Apple Brasil.

Não se pode ser passivo diante de uma situação que desagrada pessoas que levantam a bandeira da Apple.

Tem que ser levado para outros blogs, comunidades, sites, grupos...

Sim, deixando bem claro que para blogs, comunidades, sites, grupos, os dados pessoais não devem constar.

Apenas na carta à Apple deve ter esses dados.

Editado por Gustavo Jaccottet

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho total interesse em participar, e apóio 100% essa iniciativa. Esse aumento de preços totalmente descabido me causou uma revolta enorme, beirando a repulsa.

Uma coisa não me ficou muito clara, a carta seria dirigida à Apple Brasil, à Apple americana, ou a ambas? Creio ser de fundamental importância que ao menos uma cópia fosse enviada à Apple americana, para que a matriz saiba do grande descontentamento dos consumidores brasileiros, nós que, talvez, sejamos um próximo mercado estratégico para a Apple. Resta a esperança de que essa atitude cause algum efeito; ontem mesmo a cabeça do Scott Forstall já rolou, quem sabe não aconteça o mesmo com alguns executivos da Apple Brasil?

Editado por Rafael Duarte

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também quero participar, e achei uma ótima iniciativa. Se vai dar certo, não tem como sabermos, mas é melhor do que ficar parado olhando os preços.

Quando começar a coleta de dados, peço a gentileza de que me avise, ou poste algum tópico. Também compartilho da opinião de espalhar o "ideal" para outros lugares, as redes sociais, por exemplo, são muito poderosas para isso, e certamente poderíamos angariar mais de 100 colaboradores fácil.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente. No link que eu postei já há um esboço da carta e como ela será coletiva todos os interessados podem participar da sua redação, mudando alguns detalhes que entenderem pertinentes.

Entendi, mas será que com a carta escrita desta maneira, com a pergunta no final, faça com que eles respondam que são apenas os impostos, a causa do aumento? Será que não deveríamos solicitar também o destrinchamento dos valores? Quanto de ICMS? Quanto de margem de lucro? Um comparativo de valores também da linha de iMac Late 2011, e identificaríamos a real causa do aumento.

À APPLE COMPUTER BRASIL

Carta Aberta de Solicitação para fins de Esclarecimentos sobre a Política de Vendas da Apple Computer Brasil Ltda.

Aos Srs. Executivos ou a quem compita prestar os devidos esclarecimentos,

Com o lançamento dos novos iMacs na semana passada, houve um reajuste em seus preços de US$ 100,00 (8,3%) no mercado norte-americano. No Brasil, porém, tal reajuste foi de R$ 2.199,00 – o equivalente a 55% de aumento – algo incompreensível para nós consumidores. Além disso, na atualização das linhas de MacBook’s Pro e Macbook’s Air no meio do ano, a Apple cortou em US$ 100,00 os preços dos modelos de entrada destas linhas nos EUA, mas aqui no Brasil o preço destes portáteis foi reajustado para mais em, no mínimo, R$ 500,00.

Tal postura da Apple com relação a sua estratégia de precificação no Brasil tem causado indignação entre os consumidores e admiradores da marca, já que é difícil aceitar que um reajuste de 8% nos EUA se converta em 55% aqui no Brasil, como foi o caso do iMac de entrada.

Com base nisto, solicitamos à Apple Computer Brasil que esclareça publicamente os fatores que vem ocasionando tais reajustes de preços em nosso país e, ademais, que explicite de forma clara qual a sua política de vendas, haja vista que a cada lançamento ocorrem reajustes exorbitantes e não sequer a congruência de preços que existe nos EUA, já que lá, produtos que são cotados com o mesmo valor, aqui apresentam valores bem diferentes.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho total interesse em participar, e apóio 100% essa iniciativa. Esse aumento de preços totalmente descabido me causou uma revolta enorme, beirando a repulsa.

Uma coisa não me ficou muito clara, a carta seria dirigida à Apple Brasil, à Apple americana, ou a ambas? Creio ser de fundamental importância que ao menos uma cópia fosse enviada à Apple americana, para que a matriz saiba do grande descontentamento dos consumidores brasileiros, nós que, talvez, sejamos um próximo mercado estratégico para a Apple. Resta a esperança de que essa atitude cause algum efeito; ontem mesmo a cabeça do Scott Forstall já rolou, quem sabe não aconteça o mesmo com alguns executivos da Apple Brasil?

Vamos alinhar isso. Uma carta dirigida à Apple Brasil e outra à Apple US. Mandando tanto por e-mail quanto que por via postal (para a Apple US alguém que more nos EUA pode fazer isso).

Peço aos demais colegas que alinhem todos os detalhes para enviarmos essa carta até no máximo dia 8/11 (sexta-feira da semana que vem), uma semana antes do lançamento do iPhone 5 aqui no Brasil.

Entendi, mas será que com a carta escrita desta maneira, com a pergunta no final, faça com que eles respondam que são apenas os impostos, a causa do aumento? Será que não deveríamos solicitar também o destrinchamento dos valores? Quanto de ICMS? Quanto de margem de lucro? Um comparativo de valores também da linha de iMac Late 2011, e identificaríamos a real causa do aumento.

À APPLE COMPUTER BRASIL

Carta Aberta de Solicitação para fins de Esclarecimentos sobre a Política de Vendas da Apple Computer Brasil Ltda.

Aos Srs. Executivos ou a quem compita prestar os devidos esclarecimentos,

Com o lançamento dos novos iMacs na semana passada, houve um reajuste em seus preços de US$ 100,00 (8,3%) no mercado norte-americano. No Brasil, porém, tal reajuste foi de R$ 2.199,00 – o equivalente a 55% de aumento – algo incompreensível para nós consumidores. Além disso, na atualização das linhas de MacBook’s Pro e Macbook’s Air no meio do ano, a Apple cortou em US$ 100,00 os preços dos modelos de entrada destas linhas nos EUA, mas aqui no Brasil o preço destes portáteis foi reajustado para mais em, no mínimo, R$ 500,00.

Tal postura da Apple com relação a sua estratégia de precificação no Brasil tem causado indignação entre os consumidores e admiradores da marca, já que é difícil aceitar que um reajuste de 8% nos EUA se converta em 55% aqui no Brasil, como foi o caso do iMac de entrada.

Com base nisto, solicitamos à Apple Computer Brasil que esclareça publicamente os fatores que vem ocasionando tais reajustes de preços em nosso país e, ademais, que explicite de forma clara qual a sua política de vendas, haja vista que a cada lançamento ocorrem reajustes exorbitantes e não sequer a congruência de preços que existe nos EUA, já que lá, produtos que são cotados com o mesmo valor, aqui apresentam valores bem diferentes.

Há dados que são sigilosos, como por exemplo o preço pelo qual a Apple importa os produtos e joga sobre eles a margem de lucro. Ela não é obrigada a nos fornecer esses dados, pois não é uma Sociedade Anônima de Capital Aberto (não tem ações na Bolsa), ao contrário da Apple US, que tem de prestar esclarecimentos públicos.

O esboço da carta é exatamente esse que tu colastes e agora peço aos demais usuários que tenham a liberdade de mexer na redação até que cheguemos a uma carta finalizada. Como deadline sugiro domingo, dia 04/11. Que acham?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PROJETO VEJA

Aos que querem enviar cartas relacionadas à matéria da revista VEJA mais recente (31/10/12), favor seguir o seguinte roteiro:

Primeiramente LEIAM os scans contendo a matéria:

veja01.jpg

veja02.jpg

Leu? ÓTIMO... próximo passo:

Elabore uma resposta para esta matéria e envie para VEJA - o mais depressa possível, pois eles fecham a seção de cartas com antecedência.

MAS SUPER ATENÇÃO: Sua mensagem deve estar relacionada à matéria. A linha de assunto do email deve trazer os seguintes dizeres:

- iPad Mini, Apple, e os preços

OU

- Email relacionado a matéria sobre o lançamento de iPad Mini

Sua mensagem deve ser uma resposta à matéria, mas APROVEITE A OPORTUNIDADE, para falar sobre como injusto estão os preços praticados pela Apple Brasil. Citem os fato dos US$100 que virou R$2000! Se a recepção do iPad Mini foi morna devido ao preço praticado para um tablet de categoria mini, o que diria a Apple BR sobre os valores cobrado no Brasil para TODOS os produtos Apple? Como é a recepção no Brasil depois da atualização dos preços? Nem morna é: é frustrada! ATENÇÃO: Não apenas cole e copie o que está escrito aqui!!! Utilize seu próprio texto e protesto.

PARA ENVIAR SUA MENSAGEM:

Para se corresponder com a redação de VEJA - As cartas para VEJA devem trazer a assinatura, o endereço, o número da cédula de identidade e o telefone do autor. Enviar para:

Diretor de Redação, VEJA

Caixa Postal: 11079

CEP: 05422-970, São Paulo, SP

OU

Fax: (11) 3037-5638

OU

E-mail: veja@abril.com.br

Por motivos de espaço ou de clareza, as cartas poderão ser publicadas resumidamente. Só poderão ser publicadas na edição imediatamente seguinte as cartas que chegarem à redação até a quarta-feira de cada semana.

FATO A SE CONSIDERAR:

O jornalista que assina a matéria é FilipeVilicic. Seria interessante enviar o email com o endereço de email dele no CCo. Porém não encontrei o mesmo disponível na rede. Portanto, para os twitteiros de plantão, seria interessante contatar o Filipe através de seu twitter - @FilipeVilicic - e pedir para ele dar uma atenção aos emails relacionados a sua matéria que estão sendo enviados esta semana para a redação de VEJA.

Agora vocês já sabem o que fazer no que se refere ao PROJETO VEJA. Esta parte do "protesto" é a PRIMEIRA FASE do projeto que visa escrever uma carta aberta à Apple BR - a carta que cobrará uma explicação mais aprofundada em relação aos novos preços praticados pela APPLE BRASIL. Façam isso agora. A matéria está aqui... está tudo explicado sobre como proceder. Bem mastigado aliás! Faça sua parte por favor antes de perguntar o que fazer a seguir.

Novas orientações surgirão para a segunda fase do projeto CARTA ABERTA PARA APPLE BR!

Editado por JoeD

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vamos alinhar isso. Uma carta dirigida à Apple Brasil e outra à Apple US. Mandando tanto por e-mail quanto que por via postal (para a Apple US alguém que more nos EUA pode fazer isso).

Peço aos demais colegas que alinhem todos os detalhes para enviarmos essa carta até no máximo dia 8/11 (sexta-feira da semana que vem), uma semana antes do lançamento do iPhone 5 aqui no Brasil.

Há dados que são sigilosos, como por exemplo o preço pelo qual a Apple importa os produtos e joga sobre eles a margem de lucro. Ela não é obrigada a nos fornecer esses dados, pois não é uma Sociedade Anônima de Capital Aberto (não tem ações na Bolsa), ao contrário da Apple US, que tem de prestar esclarecimentos públicos.

O esboço da carta é exatamente esse que tu colastes e agora peço aos demais usuários que tenham a liberdade de mexer na redação até que cheguemos a uma carta finalizada. Como deadline sugiro domingo, dia 04/11. Que acham?

Compreendo!

Por mim, o dia 04/11 está ótimo como deadline. Por enquanto, acredito que a carta está boa o suficiente para obtermos os esclarecimentos públicos da Apple Brasil.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PROJETO VEJA

Aos que querem enviar cartas relacionadas a matéria da revista VEJA mais recente (31/10/12), favor seguir o seguinte roteiro:

Primeiramente LEIAM os scans contendo a matéria:

veja01.jpg

veja02.jpg

Leu? ÓTIMO... próximo passo:

Elabore uma resposta para esta matéria e envie para VEJA - o mais depressa possível, pois eles fecham a seção de cartas com antecedência.

MAS SUPER ATENÇÃO: Sua mensagem deve estar relacionada à matéria. A linha de assunto do email deve trazer os seguintes dizeres:

- iPad Mini, Apple, e os preços

OU

- Email relacionado a matéria sobre o lançamento de iPad Mini

Sua mensagem deve ser uma resposta a matéria, mas APROVEITE A OPORTUNIDADE, para falar sobre como injusto estão os preços praticados pela Apple Brasil. Citem os fato dos US$100 que virou R$2000! ATENÇÃO: Não apenas cole e copie o que está escrito aqui!!! Utilize seu próprio texto e protesto.

PARA ENVIAR SUA MENSAGEM:

Para se corresponder com a redação de VEJA - As cartas para VEJA devem trazer a assinatura, o endereço, o número da cédula de identidade e o telefone do autor. Enviar para:

Diretor de Redação, VEJA

Caixa Postal: 11079

CEP: 05422-970, São Paulo, SP

OU

Fax: (11) 3037-5638

OU

E-mail: veja@abril.com.br

Por motivos de espaço ou de clareza, as cartas poderão ser publicadas resumidamente. Só poderão ser publicadas na edição imediatamente seguinte as cartas que chegarem à redação até a quarta-feira de cada semana.

FATO A SE CONSIDERAR:

O jornalista que assina a matéria é FilipeVilicic. Seria interessante enviar o email com o endereço de email dele no CCo. Porém não encontrei o mesmo disponível na rede. Portanto, para os twitteiros de plantão, seria interessante contatar o Filipe através de seu twitter - @FilipeVilicic - e pedir para ele dar uma atenção aos emails relacionados a sua matéria que estão sendo enviados esta semana para a redação de VEJA.

Agora vocês já sabem o que fazer no que se refere ao PROJETO VEJA. Esta parte do "protesto" é a PRIMEIRA FASE do projeto que visa escrever uma carta aberta à Apple BR - a carta que cobrará uma explicação mais aprofundada em relação aos novos preços praticados pela APPLE BRASIL. Façam isso agora. A matéria está aqui... está tudo explicado sobre como proceder. Bem mastigado aliás! Faça sua parte por favor antes de perguntar o que fazer a seguir.

Novas orientações surgirão para a segunda fase do projeto CARTA ABERTA PARA APPLE BR!

Já enviei o e-mail à Veja nesses termos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gustavo, não poderia ser vc o responsável pela coleta dos nossos dados? Acredito que vc possua a credibilidade (e conhecimento) necessária. Afinal de contas, vc está dando uma organizada no movimento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gustavo, não poderia ser vc o responsável pela coleta dos nossos dados? Acredito que vc possua a credibilidade (e conhecimento) necessária. Afinal de contas, vc está dando uma organizada no movimento.

Ok. Os dados podem ser enviados para mim por DM, coletarei os dados, mas só poderei organizar depois do dia 04/11, pois saio em viagem amanhã. Mas organizar os dados será o de menos. Quem puder preparar uma planilha em excel e me enviar para gustavo@jaccottet.adv.br eu agradeço, que assim a cada dado enviado eu já jogo direto no excel e depois preparamos o desenho final da carta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gustavo, acho que domingo seria um prazo um pouco apertado para que ganhássemos tração, e mais pessoas tomassem conhecimento dessa iniciativa. Creio que o número pode crescer muito, sobretudo com a ajuda de redes sociais.

Além disso, você mencionou que a carta seria enviada dia 8/11, uma semana antes do lançamento do iPhone 5 no Brasil. Essa informação já é confirmada? Pergunto pois estou um pouco desatualizado sobre datas para o Brasil. Se for confirmada, não seria interessante esperar até depois do lançamento, para talvez incluir na carta o valor do iPhone 5 vendido pela própria Apple? Se os preços forem como os do 4S, certamente serão altíssimos...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gustavo, acho que domingo seria um prazo um pouco apertado para que ganhássemos tração, e mais pessoas tomassem conhecimento dessa iniciativa. Creio que o número pode crescer muito, sobretudo com a ajuda de redes sociais.

Além disso, você mencionou que a carta seria enviada dia 8/11, uma semana antes do lançamento do iPhone 5 no Brasil. Essa informação já é confirmada? Pergunto pois estou um pouco desatualizado sobre datas para o Brasil. Se for confirmada, não seria interessante esperar até depois do lançamento, para talvez incluir na carta o valor do iPhone 5 vendido pela própria Apple? Se os preços forem como os do 4S, certamente serão altíssimos...

Rafael,

É uma idéia boa. Vamos fazer assim, à medida que novos usuários aderirem e eu for recebendo os dados deles por DM, vou repassando o número de usuários que aderiram à idéia e assim podemos deixar para enviar depois do dia 16.

A data em princípio está confirmada. Diversos blogs já colocam essa data com certa e a TIM já começou a reduzir em R$100,00 os preços do iPhone 4S e do iPhone 4.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Conteúdo Similar

    • Por Tatiana Vilela Neves
      iMac (21.5-inch, Late 2015) - Usado
      Sistema operacional 10.14.4 macOS Mojave
      Processor 1,6 GHz Intel Core i5
      Memory 8 GB 1867 MHz DDR3 - HD de 1 TB
      Graphics Intel Iris Pro Graphics 6200 1536 MB
      Valor: R$ 5.750,00
      Pouco usado na agência e em perfeito estado de conservação sem nenhum detalhe ou marca de mal uso.  HD de 1Tb, 8Gg de RAM, com sistema operacional instalado macOS Mojave 10.14.5. Nunca foi aberto para reparos, adquirido na Apple Store e único dono. Acompanha mouse e teclado em perfeito estado na caixa. 
      Não aceito troca. Motivo da venda: comprar um notebook   Também estou vendendo outro iMac de 21.5 mais novo, modelo de 2017.   Local: Santo Amaro (zona sul de SP)





    • Por Louise
      DDR4 2400 - Modelo CT2K16G4S24AM
      Especificações completas: https://br.crucial.com/bra/pt/CT2K16G4S24AM#spec
      Lacrado na caixa, nunca usado. Motivo da venda: desisti de comprar o iMac em que ia colocar as memórias. O modelo que uso atualmente não é compatível.


    • Por moarojunior
      Bom Dia, tenho um IMAc 2009 ao qual a sua porta mini display Port não funciona, ja foi tentado uma serie de adaptadores e por mais que ela indique que esta funcionando a imagem passada a outro bonitos fica toda cheia de interferência!
      Será que alguém tem algum dica quanto a isto? Se eu perder esta saída tenho como utilizar alguma alternativa? Sendo qu nesta maquina tem 3 portas USB e uma Firewire.
       
      Obrigado a todos.
    • Por ISABELLA
      Fala, Pessoal!
      Estou vendendo meu iMac que comprei em 2013. 
      Usei poucas vezes, está em ótimo estado. Só estou vendendo porque atualmente o macbook atente mais minhas necessidades.
      Informações importantes:
      > Processador 2,7 GHz Intel Core i5
      > Memória: 8GB 1600MHz DDR3 - Memória HD 1TR
      > Gráficos: NVIDIA GeForce GT 640M 512MB
      > Tela de 21,5 polegadas
      > Tem pacote Office e acessório de entrada para CD.
      > Tenho nota fiscal
      R$ 3.900,00
    • Por Vinicius Vasques
      Tudo bem pessoal?
      Nesta manhã ao tentar dar boot no meu iMac Mid 2011 fui agraciado com a tela desligada ao iniciar. O som de boot aparece, as ventoinhas parecem ligar mas o maldito monitor não liga. Ainda vou buscar um monitor externo para verificar se não é algo na placa de vídeo. Já tentei resetar o SMC e a PRAM nenhuma destas alternativas surtiu efeito. Alguém já passou por problema parecido?
    • Por MarceloRodrigo
      Estou com um Problema no meu IMAC. Apenas um lado dele não sai som. Já tentei várias coisas, mas não funciona. No balanço de som, se eu jogar para o lado direito não sai som algum, no meio também funciona só o esquerdo. Alguém já teve um problema parecido? Tem alguma forma de testar pra saber se realmente o falante que é o problema?
    • Por Del Rei
      Fala, galera.
      Meu primeiro iMac foi um 21" Mid 2010, aquele modelo mais largo com HDD de 720rpm. Não tinha problemas de lentidões, bolinha arco-íris girando... Aí em 2014 troquei por um 21" mais moderno do tipo fino, com o maldito HDD de 5400rpm. De lá pra cá, minha experiência nunca foi exatamente a mesma.
      Hoje tenho um 27" 2017 com Fusion interno e rodo o SO e aplicativos no SSD externo (Samsung T5 de 1TB) via USB-C. E é bem comum clicar num arquivo da Mesa, selecionar "Abrir com..." e ficar a mensagem "Obtendo..." como se estivesse lendo os possíveis programas pra abrir aquele arquivo - mesmo os arquivos da Mesa e os aplicativos estando todos no SSD. 
      Já fiz teste usando o Fusion (interno) e o desempenho é ainda pior.
      Quando o sistema entra na proteção de tela e preciso colocar a senha para voltar, é comum aparecer a bolinha girando, dando uma travada temporária. 
      O Photoshop (original, pago) às vezes trava de vez o computador e preciso desligar no botão. Inacreditável.
      Essas coisas nunca aconteciam com o meu antigo Mid 2010. 
      Alguém já teve esses problemas??
    • Por Braga
      Olá
      Alguém acho os novos papéis de parede do novo iMac recentemente lançado?
      estou procurando e nada 
      obrigado 


    • Por Mario F. Alves
      Boa tarde pessoal!
       
      Tenho um iMac e percebi que ele demora mais tempo que o normal para inicializar ou as vezes nem inicia quando possui algum dispositivo usb conectado nele. Alguém sabe me informar como resolver isso.
    • Por PauloH23
      Ola pessoal!
      Estou com uma duvida e queria saber a opinião de vocês !
      Vocês acham que vale mais a pena pegar o Imac 2017 modelo básico ou o novo MacBook air 2018 com 128 de ssd?
      Estou em duvida pq prefiro computadores de mesa mas poder levar o MacBook para vários lugares tbm é uma boa.
      agradeço a atenção e respostas
       
  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      47.603
    • Total de Posts
      408.018
×
×
  • Criar Novo...