Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

Fiquei besta, fui a uma loja da tim em um shopping aqui em Sampa, estava conversando sobre uma dúvida no meu plano com a atendente, quando vi uma relação de espera pelo iPhone 5 no balcão, peguei e tinham uns trinta e cinco nomes... Deu vontade de sumir com ela e pegar e ligar um por um perguntando se a pessoa não acha um absurdo comprar telefone por valor de notebook?

E vc acha que eles estão ligando? O importante para eles é ter, custe o que custar...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiquei besta, fui a uma loja da tim em um shopping aqui em Sampa, estava conversando sobre uma dúvida no meu plano com a atendente, quando vi uma relação de espera pelo iPhone 5 no balcão, peguei e tinham uns trinta e cinco nomes... Deu vontade de sumir com ela e pegar e ligar um por um perguntando se a pessoa não acha um absurdo comprar telefone por valor de notebook?

mas tb pode ser que eles ainda não soubessem o valor que seria. esses 35 talvez nem todos comprem. =P

Espero que o dia do lançamento seja um fracasso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

pow, ficou bom, tem como voce me dizer que programa é esse? é photoshop?

Obrigado! Sim, é Adobe Photoshop CS6.

Caramba, com 10 anos, já mostrando o seu trabalho nestes slogans na web!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Achei legal esta reportagem do BDI:

A história se repete: adianta reclamar do preço do iPhone no Brasil?

http://blogdoiphone....hone-no-brasil/

Pois é... não adianta reclamar ou o brasileiro reclama (reivindica) pouco?

Eis a questão !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois é... não adianta reclamar ou o brasileiro reclama (reivindica) pouco?

Eis a questão !

Essa imagem de "não adianta reclamar" ficou por conta do brasileiro que reclama de forma errada, pois já sai gritando ou soltando palavrões. Desta forma não é escutado com o devido respeito.

Ultimamente, a coisa tem mudado de figura. Os brasileiros estão se dando conta, de que o correto é reclamar de forma inteligente. Registram reclamações no PROCON. Contratam advogados para encaminhar ações judiciais contra empresas.

É só ver o que aconteceu com as operadoras de telefonias, graças ao número excessivo de reclamações registradas no PROCON contra elas, a ANATEL teve que intervir e paralisar as vendas das operadoras.

Agora está acontecendo com as operadoras de TV PAGA, novamente aos números excessivos de reclamações contra elas. A ANATEL forçou com que as operadoras mostrassem os seus planos para reduzir o percentual de reclamações até o desejado pela ANATEL.

Assim vamos mudando a nossa cultura, de maneira gradativa, atualmente são apenas 5% dos insatisfeitos que reclamam, segundo pesquisas na área, e se fosse mensurada apenas as reclamações corretas, o percentual cairia mais ainda, mas ainda assim, melhor do que nos últimos anos.

Sempre que recebermos um produto ou serviço que não esteja de acordo com o que foi prometido, devemos reclamar de forma educada, mas SEMPRE mesmo reclamar e reivindicar o que é de nosso direito.

Assim educamos também o prestador de serviço ou vendedor de produto, para que cumpram e até superem o que foi prometido, para que as nossas expectativas sempre sejam atendidas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa imagem de "não adianta reclamar" ficou por conta do brasileiro que reclama de forma errada, pois já sai gritando ou soltando palavrões. Desta forma não é escutado com o devido respeito.

Ultimamente, a coisa tem mudado de figura. Os brasileiros estão se dando conta, de que o correto é reclamar de forma inteligente. Registram reclamações no PROCON. Contratam advogados para encaminhar ações judiciais contra empresas.

É só ver o que aconteceu com as operadoras de telefonias, graças ao número excessivo de reclamações registradas no PROCON contra elas, a ANATEL teve que intervir e paralisar as vendas das operadoras.

Agora está acontecendo com as operadoras de TV PAGA, novamente aos números excessivos de reclamações contra elas. A ANATEL forçou com que as operadoras mostrassem os seus planos para reduzir o percentual de reclamações até o desejado pela ANATEL.

Assim vamos mudando a nossa cultura, de maneira gradativa, atualmente são apenas 5% dos insatisfeitos que reclamam, segundo pesquisas na área, e se fosse mensurada apenas as reclamações corretas, o percentual cairia mais ainda, mas ainda assim, melhor do que nos últimos anos.

Sempre que recebermos um produto ou serviço que não esteja de acordo com o que foi prometido, devemos reclamar de forma educada, mas SEMPRE mesmo reclamar e reivindicar o que é de nosso direito.

Assim educamos também o prestador de serviço ou vendedor de produto, para que cumpram e até superem o que foi prometido, para que as nossas expectativas sempre sejam atendidas.

Exatamente... mas 5% ainda é muito pouco (mesmo que fossem todos legítimos).

Acrescento ainda o fato do brasileiro, em sua maioria, ser muito submisso.

Mesmo atualmente ainda temos complexo de vassalo e aceitamos tudo de cabeça baixa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Exatamente... mas 5% ainda é muito pouco (mesmo que fossem todos legítimos).

Acrescento ainda o fato do brasileiro, em sua maioria, ser muito submisso.

Mesmo atualmente ainda temos complexo de vassalo e aceitamos tudo de cabeça baixa.

Exatamente.

Imagine que 100% dos brasileiros fossem dominantes. E aí? A mesa teria virado.

As empresas que é iam viver submissas, colocando o consumidor brasileiro no pedestal, se matando contra as outras concorrentes e assim por diante.

O atendimento à expectativa do consumidor viraria o item número um para a sobrevivência da empresa, e não mais o "esfomeado lucro" às nossas custas, como hoje.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É mole?

O iPhone 5 será vendido no Brasil mais caro do que em qualquer outro lugar no mundo. O aparelho, que foi anunciado no país custando entre R$ 2.399 e R$ 2.999, custa quase R$ 500 a mais que a versão italiana do smartphone, hoje a segunda mais "valiosa" do planeta.

Confira a lista dos preços do iPhone 5 no mundo (em conversão direta para o real):

1 - Brasil (R$ 2.400)

2 - Itália (R$ 1.974 reais)

3 - Portugal (R$ 1.896 reais)

4 - México (R$ 1.854 reais)

5 - Alemanha (R$ 1.839 reais)

6 - França (R$ 1.839 reais)

7 - Áustria (R$ 1.839 reais)

8 - Nova Zelândia (R$ 1.820 reais)

9 - Espanha (R$ 1.812 reais)

10 - Luxemburgo (R$ 1.798 reais)

11 - Reino Unido (R$ 1.774 reais)

12 - Austrália (R$ 1.748 reais)

13 - Suíça (R$ 1.632 reais)

14 - Canadá (R$ 1.471 reais)

15 - EUA (R$ 1.354 reais)

Fonte: http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2012/12/iphone-5-brasileiro-e-o-mais-caro-do-mundo.html

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É mole?

O iPhone 5 será vendido no Brasil mais caro do que em qualquer outro lugar no mundo. O aparelho, que foi anunciado no país custando entre R$ 2.399 e R$ 2.999, custa quase R$ 500 a mais que a versão italiana do smartphone, hoje a segunda mais "valiosa" do planeta.

Confira a lista dos preços do iPhone 5 no mundo (em conversão direta para o real):

1 - Brasil (R$ 2.400)

2 - Itália (R$ 1.974 reais)

3 - Portugal (R$ 1.896 reais)

4 - México (R$ 1.854 reais)

5 - Alemanha (R$ 1.839 reais)

6 - França (R$ 1.839 reais)

7 - Áustria (R$ 1.839 reais)

8 - Nova Zelândia (R$ 1.820 reais)

9 - Espanha (R$ 1.812 reais)

10 - Luxemburgo (R$ 1.798 reais)

11 - Reino Unido (R$ 1.774 reais)

12 - Austrália (R$ 1.748 reais)

13 - Suíça (R$ 1.632 reais)

14 - Canadá (R$ 1.471 reais)

15 - EUA (R$ 1.354 reais)

Fonte: http://www.techtudo....o-do-mundo.html

somos primeirossss... ebaaa... humm... ops... isso é bom? kkkk

vergonhaaaa...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal,

Hoje foi publicada a Lei n. 12.741/2012, na qual estabelece que nas notas fiscais devem constar o valor dos tributos que incidem sobre os produtos. Agora poderemos ver o real preço dos produtos da Apple e os tributos que incidem sobre eles.

LEI Nº 12.741, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2012.

Dispõe sobre as medidas de esclarecimento ao consumidor, de que trata o § 5º do artigo 150 da Constituição Federal; altera o inciso III do art. 6º e o inciso IV do art. 106 da Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990 - Código de Defesa do Consumidor.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Emitidos por ocasião da venda ao consumidor de mercadorias e serviços, em todo território nacional, deverá constar, dos documentos fiscais ou equivalentes, a informação do valor aproximado correspondente à totalidade dos tributos federais, estaduais e municipais, cuja incidência influi na formação dos respectivos preços de venda.

§ 1º A apuração do valor dos tributos incidentes deverá ser feita em relação a cada mercadoria ou serviço, separadamente, inclusive nas hipóteses de regimes jurídicos tributários diferenciados dos respectivos fabricantes, varejistas e prestadores de serviços, quando couber.

§ 2º A informação de que trata este artigo poderá constar de painel afixado em local visível do estabelecimento, ou por qualquer outro meio eletrônico ou impresso, de forma a demonstrar o valor ou percentual, ambos aproximados, dos tributos incidentes sobre todas as mercadorias ou serviços postos à venda.

§ 3º Na hipótese do § 2º, as informações a serem prestadas serão elaboradas em termos de percentuais sobre o preço a ser pago, quando se tratar de tributo com alíquota ad valorem, ou em valores monetários (no caso de alíquota específica); no caso de se utilizar meio eletrônico, este deverá estar disponível ao consumidor no âmbito do estabelecimento comercial.

§ 4º ( VETADO).

§ 5º Os tributos que deverão ser computados são os seguintes:

I - Imposto sobre Operações relativas a Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS);

II - Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS);

III - Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);

IV - Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou Relativas a Títulos ou Valores Mobiliários (IOF);

V - (VETADO);

VI - (VETADO);

VII - Contribuição Social para o Programa de Integração Social (PIS) e para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) - (PIS/Pasep);

VIII - Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);

IX - Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico, incidente sobre a importação e a comercialização de petróleo e seus derivados, gás natural e seus derivados, e álcool etílico combustível (Cide).

§ 6º Serão informados ainda os valores referentes ao imposto de importação, PIS/Pasep/Importação e Cofins/Importação, na hipótese de produtos cujos insumos ou componentes sejam oriundos de operações de comércio exterior e representem percentual superior a 20% (vinte por cento) do preço de venda.

§ 7º Na hipótese de incidência do imposto sobre a importação, nos termos do § 6o, bem como da incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI, todos os fornecedores constantes das diversas cadeias produtivas deverão fornecer aos adquirentes, em meio magnético, os valores dos 2 (dois) tributos individualizados por item comercializado.

§ 8º Em relação aos serviços de natureza financeira, quando não seja legalmente prevista a emissão de documento fiscal, as informações de que trata este artigo deverão ser feitas em tabelas afixadas nos respectivos estabelecimentos.

§ 9º ( VETADO).

§ 10. A indicação relativa ao IOF (prevista no inciso IV do

§ 5º) restringe-se aos produtos financeiros sobre os quais incida diretamente aquele tributo.

§ 11. A indicação relativa ao PIS e à Cofins (incisos VII e VIII do § 5º), limitar-se-á à tributação incidente sobre a operação de venda ao consumidor.

§ 12. Sempre que o pagamento de pessoal constituir item de custo direto do serviço ou produto fornecido ao consumidor, deve ser divulgada, ainda, a contribuição previdenciária dos empregados e dos empregadores incidente, alocada ao serviço ou produto.

Art. 2º Os valores aproximados de que trata o art. 1º serão apurados sobre cada operação, e poderão, a critério das empresas vendedoras, ser calculados e fornecidos, semestralmente, por instituição de âmbito nacional reconhecidamente idônea, voltada primordialmente à apuração e análise de dados econômicos.

Art. 3º O inciso III do art 6º da Lei no 8.078, de 11 de setembro de 1990, passa a vigorar com a seguinte redação:

"Art. 6º .......................................................................................................................

....................................................................................................................................

III - a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade, tributos incidentes e preço, bem como sobre os riscos que apresentem;"

.....................................................................................................................................(NR)

Art. 4º ( VETADO).

Art. 5º O descumprimento do disposto nesta Lei sujeitará o infrator às sanções previstas no Capítulo VII do Título I da Lei nº 8.078, de 1990.

Art. 6º Esta Lei entra em vigor 6 (seis) meses após a data de sua publicação.

Brasília, 8 de dezembro de 2012; 191º da Independência e 124º da República.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É mole?

O iPhone 5 será vendido no Brasil mais caro do que em qualquer outro lugar no mundo. O aparelho, que foi anunciado no país custando entre R$ 2.399 e R$ 2.999, custa quase R$ 500 a mais que a versão italiana do smartphone, hoje a segunda mais "valiosa" do planeta.

Confira a lista dos preços do iPhone 5 no mundo (em conversão direta para o real):

1 - Brasil (R$ 2.400)

2 - Itália (R$ 1.974 reais)

3 - Portugal (R$ 1.896 reais)

4 - México (R$ 1.854 reais)

5 - Alemanha (R$ 1.839 reais)

6 - França (R$ 1.839 reais)

7 - Áustria (R$ 1.839 reais)

8 - Nova Zelândia (R$ 1.820 reais)

9 - Espanha (R$ 1.812 reais)

10 - Luxemburgo (R$ 1.798 reais)

11 - Reino Unido (R$ 1.774 reais)

12 - Austrália (R$ 1.748 reais)

13 - Suíça (R$ 1.632 reais)

14 - Canadá (R$ 1.471 reais)

15 - EUA (R$ 1.354 reais)

Fonte: http://www.techtudo....o-do-mundo.html

Que vergonha...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Só será obrigatório daqui a 6 meses :/

O problema foram os vetos, alguns pontos vetados eram importantes. Por exemplo, um dos artigos vetados tratava sobre a publicação de tributos que estiverem sendo contestados na justiça. Agora alguns impostos, os quais as empresas estiverem contestando a incidência na justiça, não serão publicados junto com o produto. O problema é que a contestação judicial de tributos é absolutamente normal e corriqueira, de maneira que as empresas vão usar desse caminho como uma nova artimanha pra não revelar o lucro real, se já faziam antes para tentar diminuir a incidência, imaginem agora , que precisam esconder o lucro real. Digo mais, não é preciso se quer contestar a incidência em si do tributo, que seria muito descarado. Uma simples contestação de erro de alíquota ou incidência em cascata de impostos já é suficiente para considerar "sub judice" e evitar a publicação. Processos como esse correm em várias fazendárias e são altamente complexos, podem demorar muiiiiitos anos, o que as empresas vão adoram. Infelizmente , esse é o Brasil e nada é feito por acaso em Brasília, o lobby é fortíssimo. Inicia-se um excelente projeito de lei, é feita toda uma bela propaganda , é aprovado no congresso e nos instantes finais do processo legislativo , cuida-se para que o sistema não se altere muito. Alguns vetos pontuais, ainda que aparentemente não maculem o projeto, fazem toda a diferença e quem vive o dia a dia dos escritórios tributários sabe disso.

Editado por JLDRUMMOND

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não vai estar discriminado o lucro, pois não vai ter o preço que a empresa paga pelo produto para a revenda; apenas o valor dos tributos sobre o preço final... mas já é um bom começo, acho eu.

Editado por Fabio Seiji

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, sem querer fugir do tema central do tópico, mas seguindo o que alguns escreveram sobre esse novo projeto de lei sancionado hoje pela Monica...

Honestamente? É impossível descrever com exatidão de forma tão sintética a participação dos impostos na formação dos preços de produtos e serviços.

Imaginem que no mesmo cupom fiscal existam diversos itens com os seguintes regimes:

ICMS, ICMS ST, PIS/Cofins e IPI cumulativos e não cumulativo... simplesmente não dá.

Coloquem agora mais uma variável: importado ou nacional?

É coisa de maluco. Se não houvesse sido vetado o IRPJ e a CSLL ... a formula ficaria ainda mais maluca e incompreensível.

Na melhor das hipóteses teremos estimativas que dificilmente serão aproximações plausíveis da realidade, há diversas formas de calcular o mesmo imposto dependendo do enquadramento das mercadorias.. que podem ter circulações no mesmo documento fiscal..

Trabalho na área, vou participar das implantações em pelo menos duas redes varejistas de projeção nacional.. esse foi "o assunto" do dia.. e vai ser por muito tempo.

Pela complexidade da coisa, duvido muito que o prazo não seja prorrogado.

...bom.. acho o projeto do ponto de vista moral, muito bom, mas a realidade tributária brasileira é uma loucura sem tamanho.. do jeito que a coisa funciona (ou não) é difícil colocar essa parafernália em produção.

E para quem acha que empresa "sonega" .. meu caro.. só se for aquela empresinha de quinta de bairro muito afastado, hoje em dia com o projeto SPED (que engloba nota fiscal eletrônica e uma série de declarações), é praticamente impossível sonegar e crescer sem chamar atenção.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Conteúdo Similar

    • Por T-Bond
      Hoje foram anunciados na página oficial os valores da nova linha dos gadgets Apple.
      Como li alguns escreveram, a sensação é "decepcionado, mas não surpreso".
      Claramente a Apple tem sua estratégia como empresa de se reposicionar no mercado.
      Ao mesmo tempo em que se é mais discreto em novidades, usando a mesma base de linha pra baratear os custos de produção, para alguns o custo x benefício já não vale mais a pena.
      Uma vez que há o caminho inverso da empresa em se tornar acessível e o "não me toque" e "mimimi" ganha força vejo apenas um caminho.
      Não se comprar mais gadgets da Marca.
      Consequentemente... ficar mais tempo com o mesmo gadget.
      Consequentemente... quando chegar a hora de trocar, migrar pra Android/Windows.
      Consequentemente... uma vez no Android/Windows, alguns serviços como iCloud perderão o sentido, tendo a assinatura cancelada.
      Consequentemente... fazendo com que os usuários procurem outras soluções e encontrando novas maneiras de se fazer as coisas em apps "nativos".
      Consequentemente... outros serviços como Apple Music perderão o sentido, tendo a assinatura cancelada.
      Logo, o ecossistema todo da Apple se torna inviável... e a gente aprende a finalmente dar valor ao nosso dinheiro e tempo.
    • Por bruno653
      Primeiramente, gostaria de pedir desculpas caso alguma coisa esteja errada. Não entendo muito sobre como funciona fóruns e estou aqui porque estou desesperado já.
      Tenho um iPhone 5, desde 2013, que está num estado final de vida praticamente. Além dele travar muito e esquentar bastante, ontem aconteceu algo estranho. Estava na casa de um amigo com mais 15 pessoas e o wi-fi parou de pegar no meu celular. Ainda estava conectado porém às vezes não pegava, o whatsapp ficava com aquilo de "conectando" e não conseguia usar nenhum aplicativo que precisava de internet. Às vezes voltava a pegar por um período de tempo porém com um sinal bem fraco. Eu achei que fosse porque tinha mais de 20 dispositivos conectados no wi-fi dele então ignorei. Chegando em casa, o mesmo problema aconteceu com o meu wi-fi porém achei que fosse porque realmente houve algum problema na internet e fui dormir. Hoje aconteceu a mesma coisa desde manhã e até agora nada.
      O 3G ainda funciona porém consome muita bateria e esquenta muito o celular que já tem uma bateria de 4 horas aproximadamente (2 horas se estiver com o 3G ligado).
      Gostaria de alguma ajuda nisso, por favor.
    • Por Cláudio Cesar De Mello Xavier Filho
      Ola, possuo um iPhone 5 há algum tempo, alguns meses pra cá, o mostrador  da bateria desregulou e cai rapidamente de 100% e vai diminuindo ate chegar a 3%  e fica horas marcando 3, com isso fui me acostumando não me importei muito com isso, com o tempo  após o iPhone desligar ou reiniciar ele, sempre quando ele liga fica uns 2 minutos ligado e do nada ele reinicia sozinho, mais isso reiniciava 2 ou 3 x e voltada ao normal, só que agora luto para não deixar ele desligar, pois esse tempo que durava 2,3x voltava ao normal agora ele fica reiniciando por 5, 6 horas sem parar, pensei que poderia ser bateria mais a bateria foi trocada começo desse ano, aos técnicos o que pode ser?
      Segue vídeo mostrando como fica
       
    • Por Eduardo Victor
      O flash do meu iphone 5 não está funcionando na câmera, ela simplesmente não bate a foto quando ativo o flash. Usar como lanterna funciona ou em outros apps de lanterna também, mas na câmera não bate a foto! Já tentei restaurar, mas não adiantou, alguém por favor me ajuda!!
    • Por T-Bond
      Galera, você conhecem algum outro smartphone que possua, pelo menos, as dimensões aproximadas do iPhone 5?
      Procuro alternativas que não sejam Apple.
    • Por Julia Moreira
      Pessoas,
      estou pensando em comprar o iphone 5s do meu namorado. Entretanto, ele "tinha" a bateria original viciada (aquele caso de que descarrega com 70%, só dura 3h, etc...). O produto está totalmente fora da garantia, e a Apple cobra 450,00 reais para trocar por uma nova. Entretanto, ele optou por comprar uma falsificada, nessas assistências técnicas em Shopping, que custou 120,00 reais. Faz somente uma semana, e está tudo ocorrendo bem. A assistência deu garantia de 3 meses. Entretanto, ele quer vender o celular e eu quero comprar, e estou pensando se vale a pena adquirir pelo preço de 600,00 reais, dado que, passados os 3 meses da garantia da assistência, o celular pode voltar a dar problema e eu teria que recorrer aos 450,00 da Apple numa bateria original (o que não estou nem um pouco disposta a fazer)
      Então: vocês acham que vale a pena comprar o celular nessas condições? 
      E mais: essas baterias de segunda linha, de assistências técnicas "confiáveis" tendem a durar um tempo razoável, etc, vale a pena comprar? 
      PS: sou do tipo de pessoa que não gosta de gastar muito em celular e, por isso, qualquer android seria a melhor opção. Mas já cansei bastante do sistema, queria experimentar o ios, e quero um iphone
    • Por tiulusca
      Bom dia, boa tarde ou boa noite, pessoal! Sou novato aqui, creio estar postando no lugar correto, caso eu esteja errado, mil perdões!
      Então, tenho um iPhone 5 que simplesmente do NADA parou de funcionar o microfone, levei na assistência achando que era problema no hardware do aparelho, troquei o microfone e ainda sim não voltou.
      Dias atrás ele voltou a funcionar e depois parou do nada também.
      Hoje percebi que na SIRI o microfone funciona normalmente, porém, eu já reinstalei o software pelo iTunes e ainda sim o problema persiste, alguém tem alguma solução?
      Obrigado desde já.
    • Por Olecram2006
      Olá Pessoal, bom dia!

      Estou para comprar um Iphone 5 (32gb) ou 5s (16gb). E minha dúvida está em qual dos dois modelos preferir, já que o primeiro tem o dobro de capacidade do segundo.

      Basicamente, o que me deixa mais confuso em decidir são dois aspectos:

      - Até quando o 5 será atualizado? Já que li em sites especializados que talvez a próxima grande atualização do sistema (versão 11), ele já não será suportado.

      - Como é um aparelho usado (e provavelmente sem garantia), caso dê problema no leitor digital do 5s, parece que não tem mais conserto. Ou seja, só comprando outro aparelho. É isso mesmo?

      Bem, se puderem me ajudar com essas dúvida, agradeço bastante.

      Abraços.
    • Por Mube
      Bateria do meu iPhone 5 esta muito ruim, durando cerca de 3-4horas máximo sem usar muito o celular.
       
      Vou fazer a troca da bateria, mas minha dúvida é o seguinte, onde comprar? Tem baterias no MercadoLivre que o kit custa 60reais, mas são baterias originais, vale a pena trocar por essas bateria?
       
      Ou tem alguma lugar que consigo comprar a bateria original de verdade.
       
      Desde já, obrigado.
    • Por Mube
      Bateria do meu iPhone 5 esta muito ruim, durando cerca de 3-4horas máximo sem usar muito o celular.
       
      Vou fazer a troca da bateria, mas minha dúvida é o seguinte, onde comprar? Tem baterias no MercadoLivre que o kit custa 60reais, mas são baterias originais, vale a pena trocar por essas bateria?
       
      Ou tem alguma lugar que consigo comprar a bateria original de verdade.
       
      Desde já, obrigado.
  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      47.941
    • Total de Posts
      410.696
×
×
  • Criar Novo...