Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
uk lima

O país mais ridículo do mundo

Posts Recomendados

A gente as vezes fica comparando preços dos EUA com o brasil e isso já está meio batido. Por curiosidade, fui verificar o preço em um pais que não é fodão, não é grande, nem tem economia muito punjante a ainda está em crise.

 

Vejam que diferença entre os preços de Portugal e brasil:

 

Imac básico

Portugal - R$ 4.073

brasil - R$ 6.799

 

Imac Top - R$ 6.340

brasil - R$ 10.399

 

Macbook retina básico

Portugal  - R$ 4075,87

brasil - R$ 5999,00

 

Macbook retina top

Portugal - R$ 8.000,00

brasil - R$ 12.999,00

 

Fica difícil assim, é muita pilantragem.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por curiosidade uma vez entrei na loja online da Apple dos EUA pra fazer uma simulação, se você comprar iphone, ipad,imac (top de linha), macbook retina (top) e mais outras coisas sai praticamente o mesmo preço de somente 1 imac 27 aqui na terrinha. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Além de produtos que aqui são bem mais caros, se comparar a renda média 5 a 6 vezes menor no Brasil (pegando EUA como exemplo), o peso dos preços é ainda pior pro brasileiro. É um extremo do absurdo, mas entra governo e sai governo e todos eles se fazem de desentendidos, mal se toca no assunto. Reforma tributária fica só na conversa.

Editado por de75

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Além de produtos que aqui são bem mais caros, se comparar a renda média 5 a 6 vezes menor no Brasil (pegando EUA como exemplo), o peso dos preços é ainda pior pro brasileiro. É um extremo do absurdo, mas entra governo e sai governo e todos eles se fazem de desentendidos, mal se toca no assunto. Reforma tributária fica só na conversa.

Acho que se algum político prometer uma reforma tributaria a pessoa evaporaria, imagina se reduzirem a arrecadação , ia ter menos $$ pra por no bolsinho deles!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Somos povo, maioria, temos força. Parada geral. Ninguém compra nada. Mobilização total. Ta pensando em trocar de carro? Passe mais um ano com o seu atual, quer um novo computador, gadget? Espere mais um ano, passa rápido! Compramos apenas comida e o extritamente necessário para nossa sobrevivência. Acabemos com essa mentalidade de que comprar coisas caras da status!

Se o povo tivesse coragem e mobilização esse cenário mudaria com certeza.

A Microsoft aumentou o preço do Xbox em 100 dilmas para pegar uma ponga no preço do PlayStation.

Tenho absoluta certeza que terá pessoas comprando PlayStation de 4 mil dilmas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que se algum político prometer uma reforma tributaria a pessoa evaporaria, imagina se reduzirem a arrecadação , ia ter menos $$ pra por no bolsinho deles!

 

De vez em quando algum político fala disso, mas nada muda. Só medidas paliativas (aumenta IPI, diminui IPI, aumenta esse, diminui aquele, acabam com um, criam outro pior...)

 

Não só pra reduzir a carga, seria importante pra resolver a bagunça também, pois no Brasil são quase 100 taxas e contribuições diferentes. Pra piorar são impostos em cascata (não se abate um do outro), o que faz pesar demais na produção e bens de consumo. Em países sérios onde o sistema funciona, os principais impostos são sobre renda e lucros. No Brasil, é principalmente sobre os produtos. Empresário sofre, consumidor paga o pato e o país não cresce. Enquanto isso governo gasta demais e não dá o devido retorno.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De vez em quando algum político fala disso, mas nada muda. Só medidas paliativas (aumenta IPI, diminui IPI, aumenta esse, diminui aquele, acabam com um, criam outro pior...)

 

Não só pra reduzir a carga, seria importante pra resolver a bagunça também, pois no Brasil são quase 100 taxas e contribuições diferentes. Pra piorar são impostos em cascata (não se abate um do outro), o que faz pesar demais na produção e bens de consumo. Em países sérios onde o sistema funciona, os principais impostos são sobre renda e lucros. No Brasil, é principalmente sobre os produtos. Empresário sofre, consumidor paga o pato e o país não cresce. Enquanto isso governo gasta demais e não dá o devido retorno.

Bem colocado, principalmente essa parte de diminui um aumenta outro, aqui em SP deixaram a passagem de ônibus em 3,00 ao invés dos 3,20 ; avisaram que iriam subir o IPVA pra compensar mas como não conseguiram deram um baita aumento no IPTU.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse negócio de aumentar IPTU, fazer plano de demissão voluntária no metrô e outros, é tudo jogada pra culpar pelos R$0,20 e tem gente que cai nesse papo...

 

Em Guarulhos teve bairro que aumentou em 2.000% (!!!) o IPTU esse ano, isso antes da mudança da tarifa do ônibus, e ninguém fez nada, tá lá ainda.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse negócio de aumentar IPTU, fazer plano de demissão voluntária no metrô e outros, é tudo jogada pra culpar pelos R$0,20 e tem gente que cai nesse papo...

 

Em Guarulhos teve bairro que aumentou em 2.000% (!!!) o IPTU esse ano, isso antes da mudança da tarifa do ônibus, e ninguém fez nada, tá lá ainda.

Nao tem nem o que falar sobre esse aumento ai. O problema é que parece que a boa e velha política do pão e circo ta sendo aplicado e funcionando e o povo não nota, atitudes ''fantásticas''que o governo toma as vésperas de eleição será conhecidencia ou estão tentando melhorar mesmo o pais?

Curioso que até ''pesquisas''já estão dando vitoria para um candidato ou outro.

Mas quem sabe um dia esse pais fica serio de verdade!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De vez em quando algum político fala disso, mas nada muda. Só medidas paliativas (aumenta IPI, diminui IPI, aumenta esse, diminui aquele, acabam com um, criam outro pior...)

Não só pra reduzir a carga, seria importante pra resolver a bagunça também, pois no Brasil são quase 100 taxas e contribuições diferentes.

Correto.

Em países sérios onde o sistema funciona, os principais impostos são sobre renda e lucros. No Brasil, é principalmente sobre os produtos. Empresário sofre, consumidor paga o pato e o país não cresce.

Existem vários fatores que explicam os altos preços de produtos não essenciais no Brasil. A forma de tributação é um deles, pois há muito tempo é sabido que um sistema justo sustenta-se em renda e propriedade, enquanto os tributos sobre consumo e produção devem ter caráter meramente regulatório. Mas a principal causa é mesmo a desigualdade, que aliena uma massa enorme do mercado de consumo (não se produz algo para 10, mas para 5), fazendo com que certos bens tornem-se luxo e a taxa de lucro seja também ajustada como artigo de luxo.

Ainda, é importante destacar a aceitação dessa situação por pessoas pretensamente educadas. Não falo dos bitolados que se orgulham em poder comprar algo como se a posse de um bem descartável fosse melhorar seu caráter. Falo sim de quem destaca o sintoma da causa (não foi seu caso, por isso dei quote) e reclama de cada mísera ação que se propõe a mesmo minorar esta situação. Fico curioso em saber o resultado se propusessem a ter mais alíquotas de Imposto de Renda (com alíquota final em, digamos, 50% ou 60%, como nos ditos países sérios) em troca de redução de preço final do produto. Aliás, a massa que se diz educada ignora a injustiça de pagar os mesmos 27,5% dos irmãos Marinho, enquanto outra parte (que felizmente parece estar dimininuindo) protesta contra a existência do que chamam de bolsa-esmola.

Enquanto isso governo gasta demais e não dá o devido retorno.

Primeira parte incorreta, segunda não. Aliás, a sua oração é contraditória. Ou como ter mais médicos e enfermeiros com mais e é mais bem equipados hospitais sem gastar mais? Como fazer o SUS funcionar bem no meio (funciona razoavelmente bem nas pontas, que é prevenção e trouxas como transplante, AIDS e câncer)? Como ter escolas públicas de qualidade além de uma pequena número de colégios de referência sem gastar mais? Como ter até mesmo forças armadas dignas sem gastar mais?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Chega a ser ingenuidade acreditar que uma solução viável para o Brasil seria aumentar as alíquotas do IR e acordo com a renda. Eu já consigo ver, de cara, 2 problemas gritantes. Primeiro: Alguém aqui acha mesmo que isso vai afetar os ricos? Quem iria sofrer com esse tipo de medida seria somente a classe média. Os Marinho e os outros afortunados vão simplesmente usar artifícios para retirar o seu dinheiro do país e fugir das tributações. É exatamente o que acontece na França, na Inglaterra e em todos os outros países no qual esse tipo de conduta é adotada. A própria apple é uma das empresas que mais faz uso desse tipo de artifício para fugir de tributação nos EUA. Não é ilegal (Apesar de muitos considerarem imoral, mas alguém acha que eles dão a mínima para isso? Richard Branson, Eduardo Saverin e Gerard Depardieu que o digam). No Brasil, então, não precisa nem dizer que isso seria muito, mas, muito mais comum. A verdade é que todas as pessoas que, eventualmente, tiverem uma renda maior que a média, mas não têm a capacidade de fazer esse tipo de transação, irão pagar o pato. A segunda é ainda mais evidente. Isso aqui não é a França ou a Inglaterra, é o Brasil. Quer dizer que a ineficiência do governo brasileiro é falta de dinheiro? Sério? E todos os políticos daqui são modelo de eficiência e honestidade, têm um compromisso verdadeiro com a servidão pública e o povo? Os corruptos são a exceção? O que vocês acham que eles vão fazer com mais dinheiro? Transformar o Brasil num país desenvolvido? Sinceramente. O negócio já é uma merda bem cara, pagar mais impostos só vai transformar tudo numa merda mais cara ainda. É duro, mas, é a verdade.....De qualquer forma, sempre tem alguém que acha que enxerga além e vê alguma coisa que "os alienados do sistema" não vêem....Para estes, não existe argumento convincente......Por isso, nem perco tempo tentando argumentar. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

qualquer forma, sempre tem alguém que acha que enxerga além e vê alguma coisa que "os alienados do sistema" não vêem....Para estes, não existe argumento convincente......Por isso, nem perco tempo tentando argumentar.

Primeiro, é praxe dar quote ao responder diretamente alguém.

Você tentou argumentar, ainda que repetindo uma série de lugares-comum.

Sobre corrupção e sonegação, já escrevi aqui:

http://macmagazine.com.br/forum/index.php?/topic/95682-iPhone-6/page__view__findpost__p__688494

Me aponte agora como, por exemplo, pagar melhores salários sem mais dinheiro? Sobre evasão fiscal, se formos pensar sempre em problemas em vez de soluções não se sairia do lugar. Mecanismos para combater existem. A CPMF ajudava bastante. Ou você acha que foi extinta por ser custosa? Se fosse pelo custo iriam lutar para extinguir a COFINS, mas como ela é fácil de sonegar…

No mais, seu pensamento traduz algo que realmente não gosto: tratar a realidade como derrota e o futuro como condenação. Acredito que o passado, o presente e o futuro são decorrentes de escolhas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Primeira parte incorreta, segunda não. Aliás, a sua oração é contraditória. Ou como ter mais médicos e enfermeiros com mais e é mais bem equipados hospitais sem gastar mais? Como fazer o SUS funcionar bem no meio (funciona razoavelmente bem nas pontas, que é prevenção e trouxas como transplante, AIDS e câncer)? Como ter escolas públicas de qualidade além de uma pequena número de colégios de referência sem gastar mais? Como ter até mesmo forças armadas dignas sem gastar mais?

 

Quando digo que o governo gasta demais me refiro ao desperdício, ao dinheiro mal gasto e total "farra" com dinheiro público. Que assim se desvia de sua finalidade, o benefício coletivo. Justamente por isso não existe o devido retorno.

 

Problema não é a falta de dinheiro mas sim o tamanho do gastos indevidos. Se fossem com educação, salários de professores, segurança, saúde, infra-estrutura... sequer chamaria de "gastos", pois seriam justamente os investimentos onde o país precisa. Não é o caso do Brasil, não é o que esse governo vem fazendo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O triste mesmo é não ver essa diferença de preço se traduzir em bons serviços públicos...

Na realidade esse dinheiro serve para sustentar uma máquina ineficiente e que cada vez demanda mais. É exatamente como disse o de75: Farra com o nosso dinheiro. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando digo que o governo gasta demais me refiro ao desperdício, ao dinheiro mal gasto e total "farra" com dinheiro público. Que assim se desvia de sua finalidade, o benefício coletivo. Justamente por isso não existe o devido retorno.

 

Problema não é a falta de dinheiro mas sim o tamanho do gastos indevidos. Se fossem com educação, salários de professores, segurança, saúde, infra-estrutura... sequer chamaria de "gastos", pois seriam justamente os investimentos onde o país precisa. Não é o caso do Brasil, não é o que esse governo vem fazendo. 

 

Certamente há gastos e gastos. Triste ver isso aqui, pois gasta-se com um luxo algo que deveria ajudar a bancar um futuro melhor.

 

http://viniciussegalla.blogosfera.uol.com.br/2013/10/25/rn-usa-royalties-do-petroleo-como-garantia-de-pagamento-da-arena-das-dunas/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Certamente há gastos e gastos. Triste ver isso aqui, pois gasta-se com um luxo algo que deveria ajudar a bancar um futuro melhor.

 

http://viniciussegalla.blogosfera.uol.com.br/2013/10/25/rn-usa-royalties-do-petroleo-como-garantia-de-pagamento-da-arena-das-dunas/

 

Belo exemplo. Ainda mais triste saber que é um entre muitos, gastança que vai dos vereadores ao governo federal.

 

Outro exemplo de desperdício e inchaço da máquina: http://radioglobo.globoradio.globo.com/noticias/2013/05/19/GASTO-DO-GOVERNO-DILMA-COM-39-MINISTERIOS-ULTRAPASSA-OS-58-BILHOES-DE-REAIS.htm

 

Enquanto isso, na Suécia... http://www.youtube.com/watch?v=5mLSS7ZUGVk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Impostos mais altos no exterior só para grandes fortunas. Não existem impostos de 60% para classe média. No brasil, o governo elegeu a classe média como inimiga e incentiva a luta de classes. Não atacam e nunca vão atacara a classe rica, pois precisam se banhar na plata que sai deste manancial. No futuro, mesmo no comunismo a ser implantado pelos bolivarianos, vão haver bancos e industriais pois todo ditador precisa de um plano B (dinherim guardado no exterior, caso a paciência do povo acabe, e ele queira pendurar o ditador de cabeça para baixo enquanto se diverte fuzilando-o). Assim, qualquer reforma tributária no brasil vai ser para apertar o torniquete na classe média. Vão apertar até aonde quiserem pois com os 40% de apaniguados, de bolsas famílias, funcionários públicos, sindicalistas, presidiários (estes são colegas de trabalho) artistas e capilés da vida, conseguem se eleger para sempre, eliminando assim qualquer problema em enforcar até o último suspiro a classe média. Esta classe média que praticamente sustenta tudo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      47.672
    • Total de Posts
      408.971
×
×
  • Criar Novo...